Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

segunda-feira, 29 de março de 2010

SANTA MARINA!

Fágner comemora com Dodô o segundo gol cruzamltino no clássico

Por: Diego Louzada

Foram vários tropeços seguidos, que culminaram na saída do treinador Vagner Mancini. Derrota após derrota, ficávamos procurando os motivos para os fracassos. Mas ontem, um novo elemento foi fundamental para a volta das vitórias. Gaúcho, o novo treinador? Que nada, ele até teve seus méritos, mas quem foi mesmo peça chave para o triunfo vascaíno foi a pequena Marina, minha filha de 2 meses, que pela primeira vez foi ao estádio. Menininha pé quente, que virou o xodó de todos que estavam ao nosso redor no Maracanã.

Os gols da vitória por 3x0 foram marcados por Thiago Martineli, Dodô e Fágner. Ir com uma criança tão pequena a um clássico requer alguns cuidados. Ontem porém, devido ao pequeno público, tudo corria muito bem no entorno do Maracanã. O único senão, ficou por conta do fiscal de catraca, que queria que eu pagasse ingresso para uma criança tão pequena. Foi necessário chamar o chefe dos fiscais, que até riu da situação.

Já dentro do estádio, foi preciso esperar bastante até a bola rolar. Nesse tempo, houve o gol do Tráfico, que deu a vitória sobre o América, ajudando o Vasco. Esse foi o grande milagre da noite, já que o time da Gávea adora entregar jogos para prejudicar rivais.

Bola rolando, o Fluminense fez uso de seu melhor entrosamento e partiu para cima. Considero o time tricolor, o mais bem armado do Rio, com bom avanço dos alas e troca de passes envolvente no meio. O Vasco, diferente dos últimos jogos, mostrava boa pegada no meio, dificultando assim o trabalho do rival.

Aos 12 minutos, Jéferson se lesionou e Gaúcho foi corajoso ao colocar Carlos Alberto, que disse na véspera ter condições de atuar apenas 30 minutos. Debilitado, o camisa 19 jogou mais à frente que de hábito e como Coutinho não voltava tanto, o time acabou tendo um buraco no meio, facilitando o domínio do adversário. O jogo não teve muitas chances de gol e Marina dormiu por quase toda a primeira etapa.

Para o segundo tempo, Gaúcho recuou Coutinho, deixando CA e Élton no ataque. O Vasco ganhou em posse de bola e diferente de outros jogos, o time conseguia tabelar, com os jogadores sempre dando opção ao companheiro que tinha a bola.

Aos 13, Élder Granja cruzou para Élton e Leandro Euzébio jogou pela linha de fundo. Na cobrança do escanteio, Coutinho cruzou para Martinelli empurrar para o gol de Rafael. Vascão 1x0 e explosão no Maraca.

Minutos depois, Cuca sacou um zagueiro sem amarelo e deixou outro amarelado em campo. Dodô, que entrara no lugar de Élton, levou uma banda de L. Euzébio, que foi expulso. Houve tempo ainda de Alan entrar de cara com Fernando Prass, que fez desarme providencial. No lance seguinte, aos 36, Carlos Alberto deu lindo passe para Dodô, que com categoria tocou por baixo das pernas do goleiro. Vascão 2x0!!! Com seu vestidinho do Vasco, Marina, agora bem acordada, deu um sorrisinho, ao ver a alegria e loucura de todos à sua volta.

Em meio ao desânimo tricolor, Carlos Alberto recebeu na esquerda, foi penteando e rolou para Fágner fuzilar a rede adversário, marcando o terceiro. Foi a senha para que, com uma semana de antecedência, os vascaínos comemorassem a Páscoa e gritassem 'Uh, é Chocolate"!!!

Foi uma demonstração de força do Vascão, que fica bem mais perto da semifinal. Quarta é Copa do Brasil e domingo, mais Estadual. Duas decisões e que ninguém duvide da força do Gigante da Colina, agora apoiado por sua mais nova torcedora.

O Vasco atuou com: Fernando Prass; Elder Granja (Fagner), Thiago Martinelli, Titi e Márcio Careca; Nílton, Rafael Carioca, Souza e Jeferson (Carlos Alberto); Philippe Coutinho e Elton (Dodô)

Galera, apesar de ter atribuído a vitória à Marina, não consegui hoje ainda colocar as fotos dela no Maraca. Assim que der, posto aqui as imagens da nova mascote da Colina...rs

Brincadeiras a parte, qual foi o grande mérito de Gaúcho em fazer um time que vinha muito mal, conseguir um resultado bom frente a um adversário qualificado?
Primeira coisa, pôs em campo um time aplicado, com gana, vontade de vencer. Uma defesa atenta, disposta a não cometer os vacilos dse jogos anteriores.

No meio, muita marcação e jogadas em velocidade, com ultrapassagens dos laterais, especialmente Elder Granja. Do outro lado, Márcio Careca ficou mais na defesa, sem ter companhia para tabelar.

Outro mérito foi reconhecer que o Fluminense é um time mais pronto que o nosso. O esquema se mantém desde o ano passado e há entrosamento. Logo, primeiro nos cabia marcar, pra depois criar. E com talentos como Carlos Alberto e Coutinho com liberdade, uma hora a chance apareceria.

E como clássico é detalhe, o gol acabou vindo em uma bola parada, que não é o ponto forte do Vasco. Depois, foi jogar com inteligência e o resultado mais elástico acabou acontecendo, graças a dois lances de craque de Carlos Alberto, que mesmo debilitado, fez toda a diferença.

Ainda não ganhamos nada, longe disso. Mas um dos fatores mais importantes do futebol, pode agora voltar a frequentar São Januário: Confiança! Com ela, nosso futebol certamente crescerá.

“GOL DE LETRA É INJÚRIA; GOL CONTRA É INCESTO; GOL DE BICO É ESTUPRO."

Zagueiro Cássio é observado pelo volante cruzmaltino Souza
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Peço desculpas aos amigos que acompanham o nosso blog. Neste domingo tivemos o clássico em que o Vasco com justiça venceu o Fluminense por 3 a 0, com gols de Tiago Martinelli, Dodô e Fágner. O Fluminense não faz uma boa partida, pareceu desinteressado e preguiçoso. Mesmo assim necessita apenas de um empate na última rodada da Taça Rio para se classificar para as semifinais.
Mas não quero escrever mais nada a repeito do clássico. Quero apenas prestar uma pequena homenagem ao mestre Armando Nogueira, que morreu nessa segunda, aos 83 anos, ao perder a luta contra um câncer no cérebro.
Essa humilde homenagem começa no título do post. Para quem não o conhece, mestre Armando foi um dos inovadores do telejornalismo, sendo responsável por vários programas, como o Jornal Nacional, Globo Esporte e Esporte Espetacular.

Armando nasceu em Xapuri, no Acre, e com 17 anos chegou ao Rio de Janeiro. Se formou em Direito e começou a carreira de jornalista começou em 1950, no jornal Diário Carioca, onde foi repórter, redator e colunista. Ao longo dos 60 anos de carreira, passou também pela Revista Manchete, O Cruzeiro, Jornal do Brasil e nas TVs Rio e Bandeirantes.

Torcedor apaixonado pelo Botafogo e pelo Futebol, participou da cobertura de diversas Copas do Mundo, a partir de 1954, e dos Jogos Olímpicos, a partir de 1980.

Escreveu textos para o filme "Pelé Eterno" (2004) e é autor de dez livros, todos sobre Esporte: Drama e Glória dos Bicampeões (em parceria com Araújo Neto); Na Grande Área; Bola na Rede; O Homem e a Bola; Bola de Cristal; O Voo das Gazelas; A Copa que Ninguém Viu e a que Não Queremos Lembrar (em parceria com Jô Soares e Roberto Muylaert), O Canto dos Meus Amores; A Chama que não se Apaga e A Ginga e o Jogo.

Foi autor também de várias frases, algumas como:

"Pelé é tão perfeito que se não tivesse nascido gente, teria nascido bola."

"Para Mané Garrincha, o espaço de um pequeno guardanapo era um enorme latifúndio."

“A tabelinha de Pelé e Tostão confirma a existência de Deus.”

"No futebol, matar a bola é um ato de amor. Se a bola não quica, mau-caráter indica."

"Anúncio: troco dois pés em bom estado de conservação por um par de asas bem voadas."

"Os cartolas pecam por ação, omissão ou comissão"

"Heróis são reféns da glória. Vivem sufocados pela tirania da alta performance"

"Tu, em campo, parecias tantos, e no entanto, que encanto! Eras um só, Nílton Santos".

"A bola é uma flor que nasce nos pés de Zico, com cheiro de gol.".

MESTRE Armando sempre foi considerado um poeta. Trouxe isso ao esporte. Como alguns sabem, trabalho no Sportv e tive a honra de tê-lo como companheiro de trabalho, mas a doença me imposibilitou de conhecê-lo pessoalmente.

Entretanto, fica o meu orgulho de ter como companheiro de profissão o POETA, o MESTRE...Armando Nogueira!!!!

sábado, 27 de março de 2010

NOME AOS BOIS!

Abel Braga pode retornar ao Vasco em maio
Montagem: Renan Moura



Peço licença ao amigo Diego Louzada para comentar essa mudança no comando do Vasco. Após a queda de Vágner Mancini, quarta-feira, com a derrota em casa para o Americano por 3 a 2, na sexta rodada da Taça Rio, a diretoria se reuniu na quinta-feira por oito horas em busca de um novo nome para a função.

Três nomes estavam em pauta: Tite, Celso Roth e por último, Paulo César Gusmão. Desses apenas Tite não trabalhou no Rio de Janeiro e o pedido não foi aceito devido o alto salário exigido pelo treinador. PC Gusmão não chegou a um acordo com o clube, pois esbarrou em um empecilho: o preparador físico. Atualmente, o Vasco conta com Flávio de Oliveira na comissão técnica e é funcionário do time da Colina e o treinador gostaria de trazer uma pessoa que o acompanha há anos. O pedido do técnico ficou de ser analisado, e as conversas foram canceladas.

Já Celso Roth era a grande cartada, porém o ex-treinador de Grêmio, Flamengo, Atlético-MG e outros clubes pediu a quantia de 300 mil reais e foi descartado. Agora, o campeão mundial Abel Braga surge como o nome da vez. O treinador deseja retornar ao país a pedido da família.

Abelão atualmente está no Al Jazira, dos Emirados Árabes e tem contrato com o clube até maio de 2011, mas existe uma cláusula no contrato que facilita a saída do treinador em caso de proposta. O comandante afirmou que o Vasco é um ótimo lugar para recomeçar a carreira no Brasil (passou pelo clube em 1995) já que ele é amigo pessoal do presidente Roberto Dinamite.

Entretanto, há a possibilidade do técnico interino Gaúcho permanecer e seguir os passos de Andrade no Flamengo. O treinador que era das categorias de base do Vasco comandará a equipe no clássico deste domingo diante do Fluminense, no Maracanã, pela penúltima rodada do segundo turno e um novo tropeço pode colocar o clube fora da disputa das semifinais. Em compensação, bons resultados podem efetivar o ex-zagueiro do clube.

Gaúcho apesar de conhecer muito bem o Vasco não é o nome certo para a equipe e a chegada de Abel Braga com o possível retorno de Juninho Pernambucano e a permanência de Carlos Alberto e Phillipe Coutinho tornam o time da Colina um dos favoritos aos títulos em disputa no segundo semestre do ano. Ainda mais que o treinador terá todo o mês envolvendo a Copa do Mundo para colocar o seu estilo de trabalho e realizar uma espécie de pré-temporada.

quinta-feira, 25 de março de 2010

INCOMPETÊNCIA + AZAR = VEXAME E DEMISSÃO!

Amigos vascaínos,

O que parecia ser impossível de piorar, piorou. Nesta quarta à noite, o Vasco conseguiu perder para o Americano por 3x2 em São Januário e se manteve na 3ª colocação do Grupo B da Taça Rio, fora do grupo dos classificados à semifinal. O resultado negativo, o terceiro em seqüência, causou a queda do técnico Vagner Mancini. Um novo comandante deve ser anunciado ainda nesta quinta-feira.

Na estréia do novo uniforme, o público compareceu mais uma vez em baixo número, apenas 1.543 presentes. Mais do que uma nova camisa, o que todos queriam ver era um novo futebol. Porém, o time voltou a apresentar a falta de padrão tático, os erros técnicos e as falhas na defesa, que tanto irritaram os torcedores nos últimos jogos.

E se dessa vez marcou dois gols sem ser de pênalti, a zaga falhou muito mais que de costume, deixando espaços generosos, mesmo com a proteção de três volantes. E a burrada da vez respondeu pelo nome de 'Linha de Impedimento', que deixou o atacante adversário livre quatro vezes no primeiro tempo, sendo duas convertidas em gol.

Na segunda etapa, com o gol sofrido antes dos dez minutos, o time se desesperou. Ainda faltavam 40 minutos, mas o Vasco não conseguiu furar a defesa do Americano. Somente após a expulsão do campista Jader, aos 35, o cruzmaltino conseguiu pressionar, mandando duas bolas no travessão, com ambas quicando em cima da linha. Essa vai pra conta do azar, bem como o desvio de Nilton no terceiro gol, que encobriu Fernando Prass.

Porém, nenhuma falta de sorte pode justificar uma derrota como essa, para um adversário fraquíssimo, em nossa casa. Sobrou incompetência, desorganização e tudo que um time de futebol não deve mostrar. Alguns jogadores até se esforçaram, mas não o suficiente pra mudar um time entregue, fadado ao fracasso.

O Vasco jogou com: Fernando Prass, Élder Granja, Fernando (Geovane Maranhão - 31'/2ºT), Titi e Márcio Careca; Nilton, Rafael Carioca (Magno - 16'/2ºT), Léo Gago e Jefferson; Rafael Coelho (Dodô - 16'/2ºT) e Élton.

Respeito a opinião de quem diga que o time é fraco, como disse um rapaz perto de mim ontem nas sociais. Mas repito aqui, a pergunta que fiz a ele: isso é time pra perder para o Americano? Não só ele, mas todos os que estavam ao redor, concordaram que não. Então se um time claramente melhor que o outro, perde, algo está errado e isso precisa ser analisado.

E onde entra a culpa de Mancini? O time do Vasco, em dois meses, experimentou todas as táticas imagináveis. 4-4-2, 3-5-2, 4-3-3, 4-5-1. Meio em losango, quadrado, linha de quatro, com meias abertos...

Nessa semana, o presidente Roberto Dinamite disse que o time precisava de mais coração. Mancini respondeu que pra ele a fórmula do sucesso é trabalho. Concordo, mas não posso entender como bom trabalho o que vinha sendo feito. Time de futebol não é laboratório de experiências. Todo jogo mudávamos de esquema e de jogadores. Hora fulano era titular, hora nem no banco ficava. Assim, amigo, não há elenco que vá pra frente.

Seja lá qual fosse o esquema escolhido, podia dar certo. Bastava montar e dar seqüência, como fez Dorival por toda a temporada passada e como fazem os bons treinadores. Não que Mancini não o seja, até mostrou em outros Clubes, mas aqui não deu certo.

Recentemente, um amigo perguntou-me se um determinado jogador teria vaga no time do Vasco. Respondi que era impossível responder naquele momento, pois sequer sabia como o Vasco jogava. A cada jogo, desde a final da Taça GB, temos ido ao estádio sem saber o que veremos. Time ofensivo ou defensivo? Veloz ou lento? Passador ou driblador?

Ontem tínhamos quatro meio-campistas com bom chute de longa distância. E mesmo assim, não havia estratégia para criação de espaços para esses chutes. Não posso saber se a culpa é só do Mancini, pois não estava no vestiário ouvindo suas instruções. Posso apenas comentar o que vejo, e nos últimos jogos, eu e todos os vascaínos temos visto um time perdido.

Ano passado durante o Brasileiro, o time ficou alguns jogos sem vencer. Mesmo assim, Dorival Jr. não caiu. A impressão que tínhamos era de que mesmo com os tropeços, ele não perdia o controle sobre o grupo, tanto que ao fim do ano conseguiu chegar ao objetivo com sobras.

Mais do que técnico ou tático, dessa vez parece que o controle emocional e moral sobre o grupo se perdeu.

Aí só duas saídas existiam: ou trocava o técnico ou todo o grupo. Qual a mais fácil? Pois é, agora Mancini é mais um brasileiro desempregado e o Vasco um clube à procura de técnico.

Abel Braga, Oswaldo de Oliveira, Leão, Tite, PC Gusmão, Celso Roth. 'Alea jacta est'
.
Sds vascaínas a todos!

IMPÉRIO DA ARTILHARIA!

Império do Amor ataca no campo e garante vitória
Foto: Vipcomm



Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Flamengo venceu de virada o Tigres por 3 a 1, ontem a noite, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Rio e praticamente garantiu uma das vagas para a semifinal do segundo turno. A equipe mantém a invencibilidade na competição e está na primeira posição do Grupo A com 16 pontos.

O time leva vantagem sobre o Fluminense no saldo (12 a 11). Para garantir a classificação às semifinais da Taça Rio sem torcer por tropeço do terceiro colocado - o Bangu -, o Rubro-Negro precisa de apenas um ponto nas duas rodadas finais.

Mesmo que saia derrotado nas duas partidas restantes, o time só perderá a vaga se a equipe da Zona Oeste vencer ambas e tirar uma diferença de dez gols.Na próxima rodada, o Rubro-Negro encara o América, líder do Grupo B.

O Flamengo começou com maior posse de bola, mas muito sonolento sabendo da fragilidade do Tigres e acreditando que venceria a qualquer momento. Vinícius Pacheco novamente começou no banco de reservas e Petkovic foi o titular, mas o gringo nem de perto apresenta o futebol que encantou o país no Campeonato Brasileiro do ano passado.

O técnico Andrade contou com o chileno Maldonado no meio-campo ao lado de Willians, a dupla que aterrorizou os ataques adversários em 2009. Álvaro suspenso deu lugar ao jovem Deivid, que teve uma atuação segura apesar da afobação em alguns lances. Entretanto, a dupla com Fabrício foi tranqüila.

Apesar da fragilidade do time de Xerém, foi o Tigres que abriu o placar para a surpresa da pequena torcida que compareceu ao Engenhão. Nos freqüentes avanços dos laterais, o adversário conseguiu marcar pelo lado esquerdo. Celico avançou e cruzou para a área, a bola passou por Bruno e encontrou o atacante Gilcimar, que com liberdade tocou com a sola da chuteira e abriu o placar. 1 a 0.

O gol pareceu não ter abalado as estruturas da equipe da Gávea que começou a pressionar. Kléberson que teve atuação destacada com boa movimentação e bons passes quase empatou. O meio-campo após receber toque de Deivid, ajeitou o corpo e tentou encontrar o ângulo do goleiro Rodolpho, mas o chute raspou o travessão e foi para fora.

Aos 37 minutos, veio o empate após boa jogada. Léo Moura foi a linha de fundo e encontrou o Imperador livre dentro da grande área que cabeceou e marcou. 1 a 1. Comemoração eufórica? Longe disso... Adriano continua irritado com as noticias sobre sua vida particular.

A virada quase veio aos 42 minutos, mas Vagner Love perdeu a chance após passe de Petkovic. No rebote, Juan mandou para fora.

Na volta do intervalo, o sérvio foi sacado para a entrada de Vinicius Pacheco. O camisa 22 deu mais mobilidade a equipe que saia com velocidade ao ataque. O Tigres não teve mudanças táticas, mas retornou disposto ao tudo ou nada e quase marcou o segundo em duas oportunidades, interceptadas pela defesa rubro-negra.

O gol de desempate foi uma pintura do Fla. Bruno saiu jogando rápido com Juan que tabelou com Adriano e tocou para Vagner Love. O atacante deu um lindo drible de corpo em um zagueiro e bateu no canto esquerdo. O gol pôs fim ao jejum de três partidas e o manteve na artilharia isolada do Estadual, com 11 gols. 2 a 1.

O camisa 9 ainda desperdiçou outras duas oportunidades incríveis. Como perde gol o Vagner Love... E ainda é artilheiro! O Tigres não se deu por vencido e por pouco não empatou em chute de Daniel Silva, mas Bruno estava lá para pegar.

O gol do alivio surgiu aos 31 minutos da etapa final. Fabricio lançou Vinicius Pacheco, que arrancou pela direita, invadiu a área e rolou para Adriano completar para o fundo das redes. 3 a 1. Sem reação após o terceiro gol, o Tigres diminuiu o ímpeto e o Flamengo segurou o resultado.

RONALDINHO NO FLA?

Surgiu a informação de que a diretoria do Fla tentará a contratação do craque do Milan caso ele não seja convocado para a Copa do Mundo na África do Sul. A notícia, entretanto, foi descartada pelo empresário e irmão do jogador, Assis, que reagiu com surpresa quanto a isso e garantiu que não foi procurado por ninguém do clube.

Assis, esteve há pouco tempo em General Severiano e especulou-se que ele estaria negociando o retorno de Ronaldinho Gaúcho ao Brasil, justamente ao Botafogo.

O presidente Maurício Assunção afirmou no início do ano que tinha preparado uma ação financeira para trazer o jogador, porém o plano seria adiado temporariamente. Enquanto, alguns sonham com a volta do Gaúcho ao país, a diretoria do Flamengo pode contratar um outro Ronaldo, o Fenômeno.

Com a saída eminente de Adriano e Vágner Love para a Europa após o Mundial, e a crise instalada no Corinthians na noite de ontem que tirou a equipe do G-4 do Paulistão e colocou o pentacampeão mundial contra os torcedores, o jogador pode pintar na Gávea. Resta saber se a torcida rubro-negra aceitaria uma reconciliação com o Fenômeno.


VIDEOBLOG - FLAMENGO 3X1 TIGRES



quarta-feira, 24 de março de 2010

QUARENTA E CINCO MINUTOS!

André Lima novamente deixa sua marca na ausência de Fred
Foto: Photocamera

Caros amigos tricolores,

Nas duas últimas partidas da Taça Rio, o Fluminene precisou apenas dos quarenta e cinco minutos inciais para decidir as partidas, ambas no estádio da Cidadania. No domingo, com dois gols de André Lima, o Flu venceu o Resende por 2 a 1. No segundo tempo, Rafael falhou e o Resende diminuiu com Tiago Bastos. A etapa final foi muito ruim. Não vi o jogo ao vivo, e depois fui acompanhar a reprise. De tão horrível, não consegui me manter acordado e dormi.

Nesta quarta, o panorama foi parecido. Com muita facilidade, o Tricolor abriu 3 a 0 no Madureira no primeiro tempo. Mariano, em grande fase (o critiquei muito quando chegou ao Flu e no decoorrer da temporada. Mas depois da chegada do Cuca, o futebol dele vem crescendo), André Lima e Conca, em cobrança de pênalti, marcaram os gols.

No segundo tempo, o Madureira diminuiu com um belo gol de Bruno. Depois disso, o Flu teve algumas chances, com Welligton Silva, André Lima e Diguinho, que foram desperdiçadas.

Mesmo vencendo, o time de Cuca permanece na segunda colocação do Grupo A. Com os mesmos 16 pontos do Flamengo – que venceu o Tigres também por 3 a 1. O Tricolor perde no saldo de gols: 12 a 11. No próxima domingo, no Maracanã, Fluminense tem o clássico contra o Vasco, às 18h30m (de Brasília).

terça-feira, 23 de março de 2010

ELES FICAM!

Phillipe Coutinho permanece no Vasco até o final do ano
Foto: Divulgação



Em meio à fase ruim dentro de campo, a torcida do Vasco teve uma grande notícia nesta segunda-feira. Philippe Coutinho foi liberado pela Inter de Milão para permanecer em São Januário até o fim do ano. De quebra, outra boa notícia surgiu hoje, ainda não confirmada.

O Vasco teria adquirido Carlos Alberto em definitivo, junto ao Werder Bremem. Vale lembrar que estes são os dois melhores jogadores de linha do grupo e tinham saída prevista para o meio do ano, desfalcando assim o time por quase todo o Campeonato Brasileiro. O caso de Coutinho já é de conhecimento da galera.

Ele foi vendido aos 16 anos por míseros R$ 10 milhões e tinha apresentação marcada para quando completasse 18 anos, o que ocorrerá no meio desse ano. Guardado como jóia, o camisa 30 explodiu nessa temporada, se tornando o mais importante jogador da equipe. A imprensa italiana passou a cobrir com atenção suas atuações e tudo levava a crer que ele iria mesmo cruzar o Oceano para a temporada 2010/11.

Cabia ao Vasco tentar a prorrogação da estadia de sua maior revelação dos últimos tempos, mas confesso que não acreditava. Os times europeus, mesmo que não façam o aproveitamento imediato, tendem a emprestar o jogador para times menores, visando a experiência em gramados europeus. Seria quase impossível Coutinho jogar logo no elenco nerazurro, que tem grandes jogadores como Sneijder, Balotelli, Eto’o, Milito, Pandev, todos de meio pra frente. Possivelmente o destino dele na Europa seria um Parma ou Chievo da vida, onde apanharia uma barbaridade. Para Vasco e Coutinho, o negócio acabou sendo muito bom.

O jogador poderá amadurecer mais, diminuir suas oscilações e chegar à Inter em melhores condições de se destacar. Além disso, haverá uma renovação na seleção após a Copa e jogando no Brasil, ele estará em evidência, podendo vestir já a amarelinha, visando a Copa de 2014. Para o Clube então, esse negócio foi excepcional. Coutinho é jovem, não tem histórico de lesão, disciplinado e só tem a crescer.

É um jogador extraordinário, de nível internacional, mas sem estar em fim de carreira. A cada jogo, seu rendimento subirá e o Vasco só tem a ganhar com isso. Além do mais, conseguimos a parte mais difícil da negociação. O mercado europeu se agita de verdade no meio do ano. Já em janeiro, as equipes fazem apenas ajustes pontuais.

Caso a Inter esteja bem, não será muito difícil mantê-lo até meados de 2011, quando naturalmente estará jogando ainda melhor. Quanto a Carlos Alberto, prefiro aguardar um pouco mais, já que apenas um veículo noticiou a tal aquisição em definitivo.

Porém, caso ela venha se concretizar é outro grande ganho.Além do inegável talento do camisa 19, ele é um ídolo para a torcida, além de ainda ser jovem. É o jogador mais consagrado do grupo, com experiências e conquistas na Europa. Se curar de vez a lesão que tem, será ainda mais útil, já que não adianta ter um acima da média que joga uma sim e duas não. Com os dois garantidos para o Brasileiro, temos uma preocupação a menos.

Com os fortes indícios da volta de Juninho Pernambucano, teríamos muita força do meio pra frente. Faltaria ainda um homem-gol, já que anda difícil para a bola entrar na rede do adversário. Até o Brasileiro, muita coisa ainda vai acontecer, mas saber que poderemos contar com Coutinho e Carlos Alberto, dá muito conforto à torcida cruzmaltina..

NOVA CAMISA

Foi lançada ontem a camisa nº 3 do Vasco da Gama. Ela foi escolhida pelos sócios em votação no Site do Clube, vencendo outras duas opções.

Predominantemente branca, ela tem no centro, uma enorme cruz vermelha, tendo sido produzida pela Penalty em parceria com a grife Cavalera. Por ser um modelo histórico, o primeiro lote não terá anúncios de patrocinadores.

A primeira aparição será já na partida de amanhã, contra o Americano em São Januário.
O preço é um pouco acima da camisa normal: R$ 199,00, contra R$ 169,00 do tradicional.

ALGO PRECISA MUDAR URGENTEMENTE!

Vagner Mancini balança, mas não cai por enquanto
Foto: Divulgação


Em jogo válido pela quinta rodada da Taça Rio, o Vasco perdeu para o Olaria por 1x0 em Volta Redonda. Com o resultado, o time cruzmaltino caiu para o 3º lugar no Grupo B, estando momentaneamente fora do grupo dos classificados para as semifinais. O próximo compromisso do Gigante da Colina será na próxima quarta-feira, às 21:50 contra o Americano em São Januário.

De longa data, sou um amante do futebol e mais ainda do Vasco. Há anos, tem sido sempre um prazer assistir ao Vascão jogando, seja em São Januário ou fora de casa. Mas confesso que esse ano está difícil. O time parece se esforçar em um único objetivo: conseguir a pior atuação da história do Clube. O jogo de sábado foi mais um dos péssimos jogados pela equipe após a perda da Taça Guanabara.
Me exigiria muita criatividade escrever um texto sobre aquilo. Sim, aquilo, porque chamar de futebol é uma ofensa a este esporte tão apaixonante. O time não mostrou nada: garra, técnica, tática, NADA. Perder de 1x0 foi pouco pelo que o time jogou. Ou melhor, não jogou.

O clássico de domingo passado contra o Tráfico, criou uma ilusão de que o time podia jogar melhor. Mas hoje, passadas duas partidas, só consegui ter duas visões do que aconteceu. O time se motivou pelo valor da partida e jogou acima do nível comum. E a outra, mais irônica, é que o Vasco de Mancini deu aquela de paciente terminal: mostrou claro sinais de melhora e esperança de cura para depois morrer de vez.

Sei que muita gente torce o nariz para alguns jogadores do elenco. Respeito e até concordo que alguns nomes não são aqueles que gostaríamos de ver no nosso Vasco. Mas afirmo também que com esse time aí, o mesmo que entrou em campo no sábado, é impossível jogar tão mal em condições normais. Não dá pra defender tão mal, criar tão pouco e não finalizar, contra um time como o Olaria, o melhor dos pequenos do Rio, mas simplesmente um Olaria.

E aí, cabe aos que dirigem o Clube, buscar os motivos de um futebol tão ruim. Atraso nos salários, racha no elenco, desmotivação ou desejo de derrubar o técnico? Fortes indícios apontam na direção da última opção. Gente de dentro do Clube diz que Mancini perdeu o grupo após o jogo contra o Botafogo, quando mudou meio time para a partida seguinte, como que jogando a responsabilidade do fracasso para o elenco. Verdade ou não, desde esse dia, ele muda o time jogo após jogo, sem encontrar um meio da equipe render.

Não sou adepto do hábito brasileiro de se trocar treinadores a qualquer tropeço. Penso que o trabalho deve ter objetivos traçados e analisados constantemente, onde se compreenda o motivo do andamento ruim e se tente consertar, se houver conserto, claro.

Dizem que essa semana vai haver uma reunião que definirá o futuro de Mancini na Colina. Espero que ele seja cobrado e apresente respostas e soluções para o futebol da equipe. Está mais do que claro que o time não rende nem perto do que diretoria e torcida esperam e o responsável por isso tem que dar explicações.

Caso se verifique que ele realmente está perdido e não tem nenhuma chance de solucionar o problema, cabe ao Clube buscar quem possa fazer esse time render, no mínimo, um futebol condizente com os jogadores que possui.

Caso não ocorram mudanças de rumo, corremos o SÉRIO risco de sermos eliminados pelo ASA na Copa do Brasil e ficar de fora das semifinais da Taça Rio, o que seria uma vergonha em um campeonato armado para os grandes passarem.

Aguardemos os próximos capítulos.

sábado, 20 de março de 2010

CLASSIFICAÇÃO E RESENDE!!!!

Conca está liberado e encara o Resende em Volta Redonda
Foto: Estadão


Caros amigos tricolores,

Foi difícil, mas o Fluminense voltou de Minas com a classificação para as oitavas-de-final da Copa do Brasil sem a necessidade do jogo de volta no Rio de Janeiro. Com dois gols de Alan, um em cada tempo, o Tricolor venceu por 2 a 0 o Uberaba e agora aguarda do Portuguesa ou Ponte Preta na próxima fase.

Foi a primeira vez desde 2004, quando ganhou do Caxias-SC 3 a 1 que o Fluminense não eliminava a segunda partida. No jogo contra o Uberaba o atacante Fred sofreu uma contusão na coxa que provavelmente o deixará afastado do time até as finais da Taça Rio.

Com a lesão do camisa 9 tricolor, surge uma grande oportunidade para André Lima mostrar que tem condições de substituir o artilheiro tricolor. E esse desafio começa na partida contra o Resende, no domingo, em Volta Redonda. Com 10 pontos, o Flu é o vice-líder do grupo A, dois a menos que o Flamengo.

No Resende, o destaque fica por conta do veterano artilheiro Tuta, que jogou as temporadas de 2005 e 2006 pelo Flu, conquistando o Estadual de 2005, por coincidência, o último conquistado pelo Fluminense.

quinta-feira, 18 de março de 2010

PRIMEIRA DERROTA...

Goleiro Bruno falha e deixa escapar bom resultado fora de casa pela Libertadores
Montagem: Renan Moura (FC Oficial)


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Quem tremeu na verdade foi o Flamengo no final das contas. O Rubro-Negro carioca foi derrotado pelo Universidad do Chile, em Santiago, por 2 a 1, em jogo válido pela Taça Libertadores da América. Com o resultado, o time comandado pelo técnico Andrade perdeu a liderança do Grupo 8. O clube carioca permanece com seis pontos e foi ultrapassado justamente pelo Universidad de Chile, que chegou aos sete. O Universidad Católica tem dois pontos e o Caracas está em último, com um. Na próxima rodada, já no returno, o Universid do Chile será novamente o adversário. Hora do revanche!

O goleiro Bruno que foi o grande destaque do clássico diante do Vasco no final de semana defendendo dois pênaltis esteve diretamente ligado com os gols do Universidad. O camisa 1 rubro-negro falhou nos dois gols. Primeiro ao sair errado da meta e o segundo em aceitar um chute de longa distância.

Entretanto, não é essa partida que me fará mudar de ideia e desistir de apoiar o capitão que tem muito crédito com a torcida. A derrota aconteceu no "momento certo", pois ainda há tempo para reagir. O resultado só foi adverso devido a essas duas falhas. A marcação também tem sua parcela de culpa, pois não foi tão eficiente e bateu cabeça diversas vezes durante o jogo. Outra questão está relacionada diretamente a logística de chegar apenas cinco horas antes da bola rolar.

É óbvio, que os jogadores chegaram cansados já que encararam uma viagem de mais ou menos três horas até Santiago após deixar Porto Alegre, local onde a delegação ficou hospedada durante a noite de terça para quarta-feira.

Apesar de jogar fora de casa, o Flamengo começou melhor. Logo aos cinco minutos, Juan cobrou falta, Adriano subiu meio desajeitado no meio de dois zagueiros, conseguiu o cabeceio, mas a bola carimbou caprichosamente o travessão.

Os Azuis tinham em Montillo, a arma para chegar ao ataque. Entretanto, o time chileno arriscava os chutes somente de fora da área e sem direção. O Mengão na troca de passes e na posse de bola chegava com facilidade a meta adversária, mas o último passe estava difícil de sair. Principalmente se o pentacampeão Kléberson estivesse envolvido na jogada. Foi quase que impossível ver o jogador implacar uma chance clara e deixar o Império do Amor na cara do gol. Kléberson está apático em campo. Não divide uma bola sequer. Sem garra, força de vontade. O único pensamento dele é na Seleção Brasileira. Mas com esse futebolzinho. Se bem que o técnico é o Dunga...

Vinciius Pacheco apesar da liberdade para atacar estava bem marcado e quase não foi visto em campo. Com isso, Love e Adriano vinham até o meio-campo para buscar jogo. O Imperador teve apenas uma chance no jogo e aconteceu somente aos 36 minutos do primeiro tempo em chute de fora da área.

O primeiro tempo que se encaminhava para a igualdade sem gols no placar foi desfeito. Após jogada rápida do Universidad pela direita, Estrada cruzou, Vargas se antecipou a Bruno na primeira trave e tocou de cabeça. 1 a 0.

Na volta do intervalo, o Flamengo conseguiu o empate logo aos cinco minutos. Adriano tocou para Vagner Love. Mesmo impedido, o atacante dominou a bola, atrapalhando Léo Moura, que vinha de trás. O lateral insistiu na jogada e conseguiu chutar, mas o goleiro Conde defendeu. A bola bateu novamente em Léo Moura e sobrou limpa para Rodrigo Alvim. O lateral-esquerdo, improvisado como volante, só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio. 1 a 1.

O gramado irregular do Monumental tirou o primeiro jogador da partida. Estrada que vinha sendo um dos principais nomes do Universidad torceu o tornozelo e foi substituido por Pinto. Quatro minutos após o empate, "La U" passou a frente do marcador novamente. Felipe Seymour recebeu na intermediária e chutou de longe. A bola saiu com força, mas era defensável. Bruno, no entanto, colaborou e deixou a redonda passar por baixo do seu corpo: 2 a 1.

Apesar das duas falhas, Bruno se redimiu em dois lances seguintes que poderiam decretar em goleada. Facilmente dominado, Andrade mandou a campo Petkovic na vaga de Vinicius Pacheco. A mudança surtiu efeito e o Flamengo começou a pressionar em busca do empate. Aos 33 ocorreu a grande oportunidade. Petkovic tabelou com Vagner Love, que entrou na área e ficou na cara do goleiro chileno. Mas o toque por cobertura não foi preciso e acabou indo para fora, por muito pouco.

Léo Moura ainda foi substituído por Everton Silva após torcer o tornozelo assim como Estrada. O jogador deve ficar de fora da partida diante do Botafogo, domingo, pela Taça Rio. Adriano ainda teve a última oportunidade, mas foi travado pelo zagueiro e ficou assim. 2 a 1.

O Fla conheceu a seguda derrota no ano. O time precisa vencer as duas próximas partidas em casa pela Libertadores para garantir a classificação sem depender do índice técnico para garantir vaga para as oitavas-de-final como um dos seis melhores 2º colocados.

quarta-feira, 17 de março de 2010

TREME UNIVERSIDAD DE CHILE!

Flamengo vai com força máxima diante da Universidad do Chile
Foto: Divulgação


O Flamengo esquece os problemas extra-campo envolvendo a dupla de ataque Love-Adriano e se concentra no jogo desta noite diante da Universidad do Chile, em Santiago, pela terceira rodada da Taça Libertadores. Com 100% de aproveitamento e líder do Grupo 8, o Rubro-Negro com uma vitória pode se distanciar ainda mais dos demais adversários e garantir a classificação já na próxima rodada.

A partida será especial para um jogador. Maldonado que se recuperou da cirurgia no joelho está a disposição do técnico Andrade e deve ficar no banco de reservas. Vale lembrar que este jogo será importante para o jogador que é chileno e torcedor desde pequeno do Colo-Colo, maior rival da “La U”. Maldonado garantiu que familiares e amigos estarão no estádio Monumental.

O treinador do time da Gávea terá novamente um desfalque no meio-campo. Toró, que foi expulso no último jogo dará lugar ao polivalente Rodrigo Alvim, que vem ganhando a confiança do grupo e apesar de ser lateral-esquerdo de origem desempenhava a função de volante na Europa, mais precisamente no Wolfsurg, último clube do atleta antes de se transferir para o Fla. Alvim, que entrou na partida contra o Caracas e fechou o placar na Venezuela.

Fora o desfalque do “Motorzinho”, o Flamengo é o mesmo do clássico contra o Vasco. Apesar de ser o legitimo camisa 10, o gringo Petkovic ficará como opção no banco de reservas. Andrade optará pela permanência do jovem Vinicius Pacheco para municiar o ataque ao lado de Kléberson no meio-campo.

Quem também está sorrindo de orelha a orelha é o outro chileno do elenco rubro-negro, Fierro. O jogador está de volta ao país para jogar pela primeira com o Manto Sagrado em casa. O único ponto errado desta partida talvez seja a logística da diretoria do Fla para o confronto com a Universidad.

A delegação chega à capital do país somente cinco horas antes da bola rolar para evitar o temor com relação ao terremoto que atingiu o Chile no final de fevereiro. A delegação está neste momento em Porto Alegre, onde dormiu e embarca para o local do jogo logo mais. Entretanto, nas últimas ocasiões em que o time chegou em cima da hora conseguiu bons resultados.

Do outro lado, a Universidad tem um velho conhecido do Fla. O técnico Gerardo Pelusso. O técnico uruguaio já enfrentou o Flamengo na Libertadores de 2008, quando comandava o Nacional-URU. Ganhou em Montevidéu por 3 a 0 e perdeu no Rio por 2 a 0.

O time chileno talvez seja o mais difícil do grupo, mas não contará com dois jogadores: o goleiro Pinto e o apoiador Iturra, ambos por problemas médicos. Conde e Edson Puch serão os substitutos respectivamente. “La U” utiliza muito a jogada aérea em busca do grandalhão Olivera.

Diante dos últimos jogos, com um pouco de comprometimento e regularidade entre o sistema defensivo, meio-campo e ataque, acredito em uma vitória rubro-negra. 2 a 1 é o palpite! E você arrisca um?

terça-feira, 16 de março de 2010

SEM MARACANÃ!

Casa do Cariocão ficará fechada por duas rodadas na Taça Rio
Foto: Baixaki.com.br


Por ordem da secretária de estadual de Turismo, Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Márcia Lins, a Ferj foi obrigada a tirar os jogos marcados para o Maracanã nas duas próximas rodadas do Campeonato Carioca. Com isso, Olaria e Vasco, marcado para o próximo sábado, vai acontecer em Volta Redonda. Assim como Fluminense e Resende, no domingo, e Flamengo e Tigres, na quarta-feira, dia 24.

Após o incidente com as catracas do estádio no último domingo durante o clássico entre Flamengo e Vasco, Márcia Lins resolveu notificar a Federação do Rio e a BWA, empresa responsável pela confecção, comercialização e distribuição de ingressos e pelas roletas do estádio do Maracanã. A secretária quer que sejam tomadas as devidas providências para evitar que os constantes problemas de acesso voltem a ocorrer. E deu um prazo de três dias.

Como Vasco, Flamengo e Fluminense têm contrato com a BWA e a Ferj nada pode fazer em relação a isso, a Federação resolveu transferir as partidas. E esperar uma posição dos clubes para o problema.

No último domingo, do total de 103 roletas, somente 15 funcionaram. Na rampa da UERJ, por onde entram os torcedores cruzmaltinos, das 51 roletas, somente cinco estavam funcionando. E na rampa do Bellini, por onde entram os torcedores rubro-negros, de um total de 52 roletas, 42 estavam quebradas e somente dez funcionaram. Por isso, mais uma vez os torcedores enfrentaram problemas no acesso ao estádio.


Fonte: Blog Primeira Mão

O PÓS-CLÁSSICO!

Dodô perde dois pênaltis no clássico e é vaiado pela torcida
Montagem: Renan Moura (FC Oficial)


Devido a formula do Estadual, que beneficia os grandes, os clássicos das fases de grupos acabam tendo apenas duas utilidades: a rivalidade e um teste das reais condições do time, já que os pequenos oferecem muito pouca resistência, graças à baixa qualidade de seus elencos. Sendo assim, vou às minhas impressões do jogo.

Pelo lado da rivalidade, apenas fatos a lamentar. Desde quinta-feira, marginais organizados se degladiaram pela cidade do Rio e municípios vizinhos. O resultado foi uma morte, vários feridos e muita confusão. Fico triste apenas pelas famílias, que acabam sofrendo pela loucura desses jovens. Menos mal que não sobrou pra nenhum inocente.

Já em campo, coisas boas e ruins puderam ser vistas no time do Vasco. E não se pode reclamar do teste, já que enfrentamos uma das melhores equipes do Brasil, que tem qualidade e acima de tudo, entrosamento, pois é a base do título brasileiro do ano passado.

Antes do jogo, não eram poucas as pessoas que acreditavam em uma goleada do rival. Pudera, já que o Vasco vinha de atuações horrorosas, sem inspiração técnica e nenhum padrão tático. Porém, no domingo, com a mudança para o 3-5-2, o time mostrou uma organização que não tivera em nenhum outro jogo, nem mesmo no 6x0 sobre o Botafogo na Taça Guanabara.

Prova disso são as estatísticas do jogo. O Vasco chutou dez bolas em gol, enquanto o rival apenas três. No total de finalizações, 23 a 9. O Vasco teve também mais posse de bola e acertou mais cruzamentos.

O badalado ataque adversário foi bem marcado e seus laterais tiveram dificuldades com os alas. Que se discuta a qualidade de Élder Granja e Márcio Careca, mas a proposta tática do esquema funcionou.

Foi também a melhor atuação de Rafael Carioca pelo Vasco, bem como Philippe Coutinho, o que prova que os grandes jogadores tendem a crescer nos grandes jogos. Uma pena a ausência de Souza, que teria dado ainda mais qualidade a esse meio-campo.

E o que apontar como ruim, além, é claro da atuação de Dodô. Bom, se um time finaliza 23 vezes e não faz nenhum gol, algo está errado. Não adianta marcar certo, criar com freqüência e não tirar o zero do placar. E esse sintoma é ainda mais grave, se considerarmos que em 4 clássicos, marcamos gols apenas na goleada do primeiro turno.

Os adversários das competições que realmente importam estão em um nível mais parecido com Tráfico, Flu e Fogo do que com Boavista, Tigres e Friburguenses da vida.

Outro fator ruim é que o time cometeu muitas faltas e recebeu muitos cartões amarelos, seis. Em um jogo contra um adversário de categoria, isso pode ser um fator complicador.

Antes do jogo, Vagner Mancini estava com muita cara de técnico demitido. Mas após o clássico, apesar da derrota, ele sai com a impressão de que ainda pode somar ao Clube. Um bom caminho para isso seria manter o 3-5-2, que deu certo no domingo. Bom para ele, e para todos no Clube, seria também uma vitória por dois gols sobre o ASA, que eliminaria o jogo de volta na Copa do Brasil.

Força Vascão, pois a grande força motora da vida é tirar as lições dos momentos difíceis. Quem sabe não rola uma revanche contra o rival ainda nessa Taça Rio?

segunda-feira, 15 de março de 2010

DÁ-LHE IMPERADOR. SALVE SÃO BRUNO!

Adriano marca o único gol, mas Bruno é a grande figura do clássico diante do Vasco
Foto: Vipcomm

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Flamengo venceu o Vasco por 1 a 0, gol do atacante Adriano, em cobrança de pênalti no segundo tempo. A vitória valeu três pontos, uma moral a mais nesta semana importante para o time (encara o Universidad do Chile, quarta-feira, em Santiago, pela Taça Libertadores e domingo, o Botafogo, no Maracanã, pelo segundo turno do Estadual) e a liderança do Grupo A na Taça Rio. Mas quem acredita que o nome do jogo foi o Imperador está enganado. Vágner Love ou Petkovic, então? Também não.

Bruno e Dodô travaram uma briga a parte na partida. O árbitro Péricles Bassols assinalou duas penalidades para o Vasco. Na primeira cobrança, um chute fraco para a defesa de Bruno e na segunda oportunidade, um chute forte, mas novamente o goleiro rubro-negro estava lá para pegar. Bruno, foi o grande destaque do jogo. Enquanto o técnico Dunga leva Doni para a Seleção Brasileira, ele desperdiça a regularidade do capitão do Fla.

A forte chuva que atingiu a cidade no fim da tarde de ontem deixou o campo do Maracanã pesado, porém as equipes não encontravam dificuldades para criarem chances. No primeiro tempo o placar só não foi alterado devido o goleiro Bruno e Fernando Prass que estavam atentos e impediram as oportunidades dos adversários.

Apesar da volta de Adriano, o Fla na etapa inicial preferiu aguardar as ações do Vasco e por isso, o time da Colina teve maior posse de bola e mais chances de gol. O técnico Vagner Mancini priorizou a marcação no campo inimigo e a equipe cruzmaltina pegava quase sempre o rebote da defesa rubro-negra, acuando ainda mais o time da Gávea.

Na volta do tempo técnico, o atacante Vágner Love teve a melhor oportunidade para marcar. O jogador recebeu o passe dentro da área, deixou o zagueiro Gustavo no chão, mas chutou fraco para a defesa de Fernando Prass.

Aos 35, o jovem Phillipe Coutinho que era o jogador que mais levava perigo ao sistema defensivo do Fla foi derrubado infantilmente por Willians dentro da área. Pênalti indiscutível. Willians após a infração deu um beijo no rosto do atacante do Vasco. Muito estranha esta atitude... Até parece tricolor!

Dodô, que não passa por uma boa fase, cobrou sem muita confiança, bateu fraco no canto direito de Bruno, que pulou certo e defendeu sem direito a rebote. Este foi o segundo pênalti que o artilheiro cruzmaltino perdeu nesta temporada.

Logo após, Léo Moura foi derrubado dentro da área por Márcio Careca, mas o juiz mandou o lance seguir. No segundo tempo, a chuva apertou, mas a partida continuou emocionante com chances para as duas equipes.

Aos seis minutos, o árbitro auxiliado pelo asssintente marcou pênalti a favor do Flamengo após Fernando Prass derrubar Vinicius Pacheco na área. Os jogadores do Vasco reclamaram da marcação, mas o Imperador com a categoria de sempre mostrou para o "artilheiro dos gols bonitos" como é que se faz um gol de pênalti. Goleiro para o um lado e bola para outro. 1 a 0. Na comemoração um recado: Adriano tirou a camisa e mostrou a mensagem: "Que Deus perdoe essas pessoas ruins". O atacante recebeu cartão amarelo. Seriam "esses" alguns profissionais da imprensa?

O Vasco após o gol começou a pressionar, mas foi o Flamengo que quase ampliou com Juan, mas a bola carimbou o travessão. Aos 21, novo pênalti para o Vasco. Jeferson que acabara de entrar cruzou, a bola bateu sem intenção no braço de Alvaro e árbitro marcou a infração.

Jeferson seria o cobrador, mas Vagner Mancini ordenou que Dodô se redimisse. Debaixo das vaias da torcida, o atacante bateu na direita de Bruno, que pulou e novamente defendeu. Os gritos de Bruno ecoavam pelo Maracanã. Não ficou de lição o pênalti do Imperador, Dodô?

Com a segunda penalidade desperdiçada, o Vasco desanimou e o Mengão administrou até o fim. Após a partida, o zagueiro Titi, do Vasco, foi expulso após reclamar com a arbitragem.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 x 0 VASCO


Flamengo: Bruno (9.0), Leonardo Moura (7.0), Álvaro (6.5), Fabrício (6.5) e Juan (7.0); Toró (6.5), Willians (6.0), Kleberson (6.5) (Rodrigo Alvim - 7.0) e Vinícius Pacheco (7.0) (Petkovic - 6.5); Adriano (7.0) e Vagner Love (6.5) (Ronaldo Angelim - 7.0). Técnico: Andrade (7.5).

Vasco: Fernando Prass; Gustavo (Rodrigo Pimpão), Fernando e Titi; Elder Granja, Rafael Carioca, Paulinho (Léo Gago), Philippe Coutinho e Márcio Careca; Dodô e Rafael Coelho (Jeferson). Técnico: Vagner Mancini.

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro.
Data: 14/03/2010.
Renda: R$ 841.565,00
Público: 30.214 pagantes / 37.104 presentes
Árbitro: Péricles Bassols (RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
Cartões amarelos: Paulinho, Gustavo, Márcio Careca, Fernando Prass, Fernando, Elder Granja (Vasco); Willians, Vagner Love, Adriano, Rodrigo Alvim (Flamengo).
Cartão Vermelho: Jeferson e Titi (Vasco)

VIDEOBLOG - COLETIVA APÓS O JOGO

domingo, 14 de março de 2010

DOIS JOGOS E NADA...

Marquinho abre o placar, mas não evita o tropeço diante do América
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Depois de uma bela vitória no último domingo no clássico contra o Botafogo, em que jogou muito bem, o Fluminense "presenteou" a torcida com duas partidas ruins. Na primeira partida, pela Copa do Brasil, o Tricolor venceu o Confiança por 2 a 0, com dois gols de Fred e se classificou para a segunda fase, na qual enfrentará o Uberaba-MG, em jogos que serão disputados nos dias 17 e 31 de março.

O que chamou a atenção na partida contra o Confiança além dos gols do Fred (que tem sete no ano), foi a grande atuação do goleiro do time sergipano: Pantera. O goleiro pegou muito e se tornou o personagem da partida. O Fluminense não jogou bem, desperdiçou muitas chances, mas o importante foi a classificação.

Neste sábado, não satisfeito em jogar mal contra o Confiança, o Tricolor continuou a dose e empatou com o América, pela Taça Rio. O jogo válido pela quarta rodada, foi disputado no Engenhão e terminou empatado em 1 a 1, com gols de Marquinho, para o Flu, com Júnior marcando para o América. O resultado levou o Flu a 10 pontos, na liderança provisória do Grupo A.

Desfalcado de Júlio César, Diguinho e Conca, o Fluminense não conseguiu atuar bem e podemos até mesmo considerar o empate um bom resultado pelas chances criadas pelo América.

O jogo serviu para mostrar que Conca não tem um substituto à altura (Marquinho fez o gol, fez uma boa partida, mas não é o reserva ideal para o Argentino). Enquanto a diretoria pensava em trazer mais um volante - Renan, ex-São Paulo - e vende o Maicon, poderia pensar em uma solução para este problema crônico que o Fluminense pode ter sempre que o Conca não puder atuar.

OBS: Agora a diretoria está de olho no zagueiro Leandro Almeida, ex-atlético-MG, que atualmente joga no Dínamo Kiev. As negociações ainda estão no início, mas considero um bom reforço para a zaga. Além de Almeida, o Flu está de olho também em dois jogadores experientes: Tinga, ex-Inter e Araújo, ex-Goiás e Cruzeiro.

quinta-feira, 11 de março de 2010

O AMOR ESTÁ NO AR!

Sem Adriano, Love é o destaque na vitória do Fla na Libertadores
Foto: Globoesporte.com


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Crise? Jamais. O Flamengo dá provas de que está com o astral lá em cima mesmo com a confusão da última sexta-feira. Com uma atuação segura, apesar de um jogo tecnicamente fraco, o time comandado pelo técnico Andrade venceu o Caracas, ontem, na Venezuela, por 3 a 1, pela segunda rodada da Taça Libertadores da América e voltou a lideranã do Grupo 8 com seis pontos.

Vágner Love com dois gols e Rodrigo Alvim fizeram para o rubro-negro. Na próxima semana, o Fla encara o Universidad do Chile, em Santiago. Antes disso, enfrenta o Vasco, no próximo domingo, no Maracanã, pela Taça Rio.

Apesar do placar indicar uma certa facilidade, o Flamengo fez de tudo para se complicar durante a partida. O gramado do estádio Olímpico de Caracas atrapalhou o toque de bola do Urubu, mas a superioridade era indiscutível. Os passes errados dificultavam a chegada a área adversária. Andrade sem poder contar com Adriano, pôs a campo o que tinha de melhor.

O treinador promoveu a titularidade do sérvio Petkovic e adiantou Vinicius Pacheco ao ataque ao lado de Vagner Love. No meio-campo Toró e Fernando eram os responsáveis por serem os homens de marcação auxiliando a zaga composta por Fabricio, um pouco disperso em campo e Alvaro.

Os vinte primeiros minutos foram sonolentos. A primeira boa oportunidade para o Flamengo só aconteceu aos 22. Juan cortou o zagueiro dentro da área e arriscou o chute de perna direita, porém o goleiro Vega não teve dificuldades para executar a defesa.

O Caracas acordou na partida empurrado pela torcida que compareceu em bom número. Guerra, um dos principais nomes do meio-campo da equipe venezuelana tentou o cruzamento e a bola acabou encontrando a linha de fundo, porém raspou o travessão do goleiro Bruno dando um susto em todos.

Quando parecia que o Caracas começaria a se empolgar, Petkovic recebeu passe de Léo Moura e arriscou o chute, entretanto, Romero colocou a mão na bola. Pênalti marcado pelo árbitro Wilmar Roldán, da Colômbia.

Vágner Love que teve um bom aproveitamento na última atividade antes da partida anotando cinco das seis penalidades, cobrou com categoria no canto direito de Vega e abriu o placar. 1 a 0.

No vestiário, o técnico Noel Sanvicente deve ter puxado a orelha dos seus jogadores que voltaram com a corda toda na etapa complementar. O Flamengo, por sua vez, recuou e acabou sofrendo o gol de empate.

No começo do segundo tempo, Fernando sentiu um problema muscular e pediu para ser substituído. Logo depois, Toró que já tinha cartão amarelo, recebeu o segundo e conseqüentemente foi expulso. Sem a dupla de volantes, Andrade colocou a campo Rodrigo Alvim, o novo coringa rubro-negro e sacou o gringo Petkovic para a entrada de Ronaldo Angelim.

Porém, não teve jeito. A retranca do Fla acabou sofrendo. Castellin recebeu passe na esquerda, ganhou a disputa com o zagueiro Alvaro e chutou cruzado com força sem chances para o goleiro Bruno. 1 a 1.

O Flamengo perdeu a concentração, Léo Moura e Alvaro discutiram asperamente e parecia que seria questão de tempo para o Caracas conseguir a virada. Mas, a torcida venezuelana foi “inteligente” ao arremessar um objeto e atingir o assistente. O jogo foi paralisado por alguns minutos e acabou esfriando a equipe da casa.

A parada foi essencial para a defesa ter uma conversa e corrigir os erros momentâneos. No reinicio, Vagner Love deixou Kléberson na cara do gol, mas o pentacampeão que retornava ao time chutou em cima do goleiro que executou a defesa.

Os papeis se inverteram. Kléberson aos 29, encontrou o camisa 9 na entrada da área. Love driblou o goleiro e empurrou para o fundo da rede. 2 a 1. Com o resultado favorável, o time recuou novamente e os erros voltaram a acontecer. Portanto, Bruno começou a aparecer no jogo com defesas importantes que ajudaram a manter o placar positivo para o Flamengo.

A tranqüilidade só veio nos acréscimos. Rodrigo Alvim disputou a posse de bola na linha lateral, se livrou da marcação, invadiu a área e tocou com categoria por baixo do goleiro Vega. 3 a 1.

A vitória foi importante para dar moral para o clássico com o eterno vice no próximo domingo. A volta do Imperador tem tudo para ser triunfante. Como uma grande jogada de marketing, Adriano reapareceu para o treino da segunda-feira na Gávea com a noiva, ex-noiva, namorada, ex-namorada, enfim, aparentando a imprensa a paz no relacionamento.

Ponto para a presidente Patrícia Amorim que não se omitiu no momento mais critico da situação e colocou a cara a bater. E vale ressaltar que ela esteve hoje pela manhã, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, para recepcionar os jogadores. Até agora uma excelente administração sob o comando do clube mais popular do Brasil. Há quanto tempo esperávamos algo assim.


FICHA TÉCNICA:

Estádio: Olímpico, Caracas (VEN)
Data/hora: 10/3/2010 - 22h10
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Auxiliares: Eduardo Díaz e Rafael Díaz (COL)

CARACAS: Vega, Romero (Prieto, 10'/2ºT), Bustamante, Alejandro Cichero, Gabriel Cichero; Lucena, Jiménez, Gómez (Gonzales, 34'/2ºT), Guerra; Castellín (Aristeguieta, 32'/2ºT) e Valoyes. Técnico: Noel Sanvicente.

FLAMENGO: Bruno (7.5), Léo Moura (6.5), Álvaro (5.0), Fabrício (5.5) e Juan (6.0); Toró (4.5), Fernando (6.0) (Rodrigo Alvim, 9'/2ºT - 7.0), Kleberson (7.0) e Petkovic (7.0) (Ronaldo Angelim, 14'/2ºT - 6.5); Vinícius Pacheco (7.0) (Fierro, 36'/2ºT - 6.0) e Vagner Love (8.0). Técnico: Andrade (7.0).



VIDEOBLOG - CARACAS 1X3 FLAMENGO

terça-feira, 9 de março de 2010

TABELA DO BRASILEIRÃO DIVULGADA!


A CBF divulgou na tarde desta segunda-feira as tabelas das Séries A e B do Campeonato Brasileiro de 2010. E a primeira rodada da Primeira Divisão põe frente a frente os dois últimos campeões brasileiros, Flamengo e São Paulo, se enfrentam domingo, no Maracanã. O Vasco, que retorna à elite do futebol nacional, estreia fora de casa, diante do Atlético-MG, no Mineirão.

No primeiro dia de jogos, os alvinegros Botafogo e Santos se enfrentam no Engenhão. Reestreante da Série A, o Atlético-GO recebe o Grêmio no Serra Dourada, e o Palmeiras enfrenta o Vitória no Palestra Itália. O Prudente, que mudou para este nome na semana passada, ainda aparece na tabela da CBF como Barueri.

Confira a primeira rodada do Brasileirão 2010 (horários do Brasília)

Sábado, 08/05
18h30m – Botafogo x Santos – Engenhão
18h30m – Atlético-GO x Grêmio – Serra Dourada
18h30m – Palmeiras x Vitória – Palestra Itália

Domingo, 09/05
16h - Flamengo x São Paulo – Maracanã
16h - Atlético-MG x Vasco – Mineirão
16h - Internacional x Cruzeiro – Beira-Rio
16h - Corinthians x Atlético-PR – Local a definir
18h30m - Ceará x Fluminense – Castelão
18h30m - Guarani x Goiás – Brinco de Ouro
18h30m - Avaí x Prudente – Ressacada

Confira a primeira rodada da Série B (horários do Brasília)

Sexta, 07/05
21h - ASA x Ponte Preta - Local a definir
21h - Portuguesa x VIla Nova - Canindé
21h - América-MG x Bragantino - Local a definir
21h - Bahia x América-RN - Pituaçu

Sábado, 08/05
16h - Brasiliense x Sport - Serejão
16h - Náutico x Coritiba - Aflitos
16h - São Caetano x Figueirense - Anacleto Campanella
16h - Icasa x Santo André - Mauro Sampaio
16h - Paraná x Ipatinga - Durival de Brito
21h - Guaratinguetá x Duque de Caxias - Dário Leite


Fonte: Globoesporte.com

segunda-feira, 8 de março de 2010

VITÓRIA JUSTA!!!

Fred dedica o lindo gol a filha Geovanna
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

O Fluminense acabou com um jejum de 7 jogos sem vitórias em clássicos e venceu de virada o Botafogo por 2 a 1, em jogo disputado em um Maracanã praticamente vazio: 11.280 pagantes (17.554 presentes). A vitória foi mais do que justa, já que o time do técnico Cuca dominou o jogo, desperdiçando as melhores chances, principalmente uma incrível com Fred, que logo no início do jogo, na pequena área conseguiu chutar por cima com o gol vazio.

Mas o artilheiro se recuperou na partida e no segundo tempo marcou um belo gol de voleio. O lateral Mariano, completando jogada de Wellington Silva marcou aos 37 minutos o que desempatou a partida e garantiu a vitória tricolor. Sinceramnete, esperava mais do Botafogo, entretanto estou aqui para escrever sobre o Fluminense e deixo para o competente Ricardo Oliveira a análise sobre o Botafogo.

Com nove pontos, o Fluminense é o vice-líder do Grupo A da Taça Rio, atrás do Flamengo apenas no saldo de gols (8 contra 7).

Na quarta-feira, às 19h30m, o Tricolor deixa o Carioca de lado e encara o Confiança-SE pela Copa do Brasil, (de Brasília), no Maracanã, pela primeira fase. Pelo Carioca, o Flu volta a campo no sábado, às 19:30, no Engenhão, enfrentando o América pela 3a rodada da Taça Rio.

OBS: O Fluminense deve se despedir esta semana do atacante Maicon. O atacante tricolor deve se transferir para o Lokomotiv Moscou, da Rússia. Os direitos federativos do jogador pertencem ao Desportivo Brasil (clube da Traffic) e foram usados pelo Flu na compra do argentino Conca.

Maicon neste caso está emprestado ao Fluminense até o dia 30 de junho de 2012 e multa rescisória estipulada em € 8,5 milhões (R$ 20 milhões). Mesmo assim, o Fluminense tem que concordar com a transferência. A contratação de André Lima e a chegada aos profissionais de Wellington Silva pesam a favor da liberação.


domingo, 7 de março de 2010

BAILE NO RESENDE!

Bruno Mezenga substitui bem Adriano e abriu o placar em Volta Redonda
Foto: Estado

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Não teve funk, não teve crise, mas o Flamengo colocou o Resende para dançar na vitória por 4 a 0, ontem, em Volta Redonda, mantendo os 100% de aproveitamento na Taça Rio, com três vitórias em três partidas. O "Rei da Cidade do Aço", Bruno Mezenga abriu o placar. Léo Moura, de falta, Vinícius Pacheco e Vagner Love completaram o placar.

Andrade que até então colocaria Ramon no meio-campo e adiantaria Vinicius Pacheco ao ataque formando o setor com Vagner Love, decidiu não inventar e escalar Bruno Mezenga na vaga de Adriano. Com a forte chuva que castigou o estádio, o gramado pesado dificultou o toque de bola, uma das principais armas do Flamengo.

Portanto, o time da Gávea à la Botafogo, foi em busca do gol na jogada aérea. E aos dois minutos, Fernando quase abriu o placar de cabeça. Entretanto, o goleiro Cleber salvou.

O Resende bem diferente daquele do ano passado que causou muita dor de cabeça para a torcida rubro-negra na semifinal da Taça Guanabara não era o mesmo. Contando com a experiência do velho Tuta, o alvinegro apenas se preocupava em combater os avanços do Fla.

Após o tempo técnico, o Rubro-Negro voltou mais atento ao jogo. Andrade conseguiu organizar taticamente a equipe e o time melhorou. Aos 23, Toró quase marcou. O "Motorzinho" não sabe o que é comemorar um gol há muito tempo..., porém esbarrou na defesa do goleiro adversário.

Enquanto o Mengão continuava a perder chances uma atrás da outra, o Resende teve somente uma oportunidade. Tuta cabeceou, mas Bruno saltou para defender. Vágner Love que como centroavante mais parecia um zagueiro, aos 37, se profissionalizou como "garçom" e deu ótimo passe para Mezenga que abriu o placar em chute cruzado da entrada da área. 1 a 0.

No segundo tempo, o Fla não precisou de muito futebol para ampliar o marcador. Aos 17, Juan foi derrubado na risca da grande área. Naquele momento, a torcida comemorava a entrada do queridinho Petkovic. Mesmo em campo, Léo Moura cobrou com perfeição e marcou o segundo dele de falta no ano. 2 a 0.

Com um a mais já que Nailton fora expulso devido a infração em Juan, o Fla deslanchou. Pet entrou na partida com boa movimentação pelos flancos e aos 27 lançou Vinicius Pacheco que bateu rasteiro e fez o terceiro. 3 a 0.

Ramon que tinha entrado na partida tornando o meio-campo rubro-negro cada vez mais ofensivo participou do quarto gol que fechou a tampa. Após envolver o adversário numa bonita troca de passes, Juan tabelou com Ramon que cruzou para o companheiro das trancinhas marcar o quarto. Com o gol, Vágner Love se isola de vez na artilharia do Estadual com 10 gols.

No finzinho, o camisa 9 ainda perdeu outra chance ao tentar encobrir o goleiro e a bola carimbar o travessão.

O próximo desafio do time da Gávea será contra o Caracas, quarta-feira, na Venezuela, pela Copa Libertadores, sem Adriano. Como esse cara se mete em confusão.

No último sábado, dia do embarque para Londres, onde a Seleção Brasileira faria o amistoso contra a Irlanda, o Imperador chegou ao Aeroporto Internacional Tom Jobim com a marra de sempre sem falar com a imprensa, mas cheio de amor para dar com a namorada. Dias depois, confusão na Chatuba, no Complexo do Alemão, e novamente uma recaída na autoestima, falando até em largar o futebol e com risco de ficar fora da Copa do Mundo.

Quando Adriano, enfim, colocar a cabeça no lugar e perceber que o dinheiro não compra verdadeiramente a felicidade e não traz a alegria para sempre se dará conta de como ele é importante para o futebol e perceberá que muitos jovens o tem como um ídolo. Porém, por enquanto, só um ídolo dentro dos gramados.


VIDEOBLOG - FLAMENGO 4X0 RESENDE

sexta-feira, 5 de março de 2010

EM RITMO DE TREINO...

Fred balança a rede na goleada sobre o Tigres
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Talvez o que mais tenha chamada a atenção na vitória do Fluminense por 3 a 0 sobre o Tigres foi o número de torcedores presentes ao estádio do Engenhão. Apenas 2.248 torcedores apareceram no estádio para acompanhar a rodada dupla.

Um dos fatores para isso é o fato do preço absurdo cobrado. Os "sábios" achavam que o torcedor pagaria qualquer valor para acompanhar os jogos, mas fora os clássicos, os estádios do Rio de Janeiro ficam vazios, ajudada também pelo inchaço de clubes (16 ao todo), preço dos ingressos, jogos começando de manhã etc.

Mas falando mais especificamente do que ocorre dentro de campo, o Fluminense venceu o Tigres sem dificuldades, dando a impressão de treino mesmo. Com 2 a 0 no primeiro tempo, com gols de Fred, de cabeça (o quarto gol dele no ano, o primeiro sem ser de pênalti) e Everton, o Tricolor voltou mais relaxado no segundo tempo, tomando até mesmo alguns sustos, mas nada que chegasse a ameaçar a vitória.

O time ainda conseguiu o terceiro gol em cobrança de falta de Conca, quando jogava com um a menos - Digão foi expulso tolamente depois de cometer uma falta absurda em um carrinho totalmente sem noção - fechando placar. Sinceramnete, acho muito difícil algum grande ficar fora das semifinais da Taça Rio, não que isso não possa acontecer, mas talvez o Botafogo por ter sido o campeão da Taça GB possa jogar mais relaxado, mas não creio que Joel Santana não queira matar logo o campeonato.

E domingo tem o clássico vovô, o mais antigo do futebol do Rio. E foi justamente contra o Botafogo a última vitória do Flu em clássicos: 1 a 0 pelo primeiro turno do Brasileirão-09, com um gol de Fred já no final do jogo.

De lá pra cá, o Flu jogou mais 7 clássicos, com 5 empates (Bota e Vasco e 3 com o Flamengo) e duas derrotas para o Flamengo. Em compensação, o Botafogo não ganha do Flu desde a semifinal da Taça GB-09, quando fez 1 a 0 com um gol de Fael. São 3 jogos sem derrota para o ALvinegro.

Mas como já disse uma vez, estatísticas são apenas estatísticas e tudo pode mudar no domingo!!!!

Um abraço a todos!!!

quarta-feira, 3 de março de 2010

NADA COMO UM DIA APÓS O OUTRO...

Wellington Silva faz estreia com a camisa do Flu
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Por causa de alguns motivos profissionais, fui obrigado a me ausentar mais uma vez do blog.

Desde a minha última postagem, que foi a respeito do Fla-Flu da Taça GB, algumas coisas mudaram no Fluminense. O time foi eliminado da Taça GB pelo Vasco, empatou em 1 x 1 com o Confiança pela Copa do Brasil, Fred perdeu pênalti depois de fazer a já famosa paradinha, Wellingon Silva surgiu jogando bem, marcando e dando passe para gol, vestiu a camisa do Fla, chorou antes, durante e depois do jogo contra o Friburguense. Fred novamente bateu pênalti com paradinha, o árbitro mandou voltar. Fred bateu sem paradinha. André Lima estreou marcando gol.

Até aí, todo mundo sabe que isso aconteceu. Mas o que irá acontecer daqui para frente depois da goleada de 5 x 1 sobre o Friburguense?? Temos time para conquistar a Taça Rio e consequentemente conquistar o Carioca?? E a Copa do Brasil?? Perdemos a "Confiança"??

Respostas nos próximos dias!!!!

terça-feira, 2 de março de 2010

AGORA É PRA VALER!

Robinho marca dois gols no amistoso com a Irlanda. Jogador conta com a sorte no 1º
Foto: Reuters


Três anos e meio de trabalho, noventa convocados, setenta aproveitados, e chegou a hora da decisão. O técnico Dunga teve a última chance de observar os jogadores antes da convocação oficial para a disputa da Copa do Mundo na África do Sul.

O atacante Robinho após um período conturbado no Manchester City retornou ao Santos onde reencontrou a alegria e o bom futebol. Ele foi o responsável pela vitória da Seleão Brasileira sobre a Irlanda, hoje à tarde, em Londres, no último amistoso antes do Mundial. O jogador contou com a sorte no primeiro gol já que o cruzamento encontrou o meia Andrews que colocou a bola no fundo da rede e no segundo tempo fechou o placar antes de ser substituído por Nilmar depois de uma linda troca de passes. 2 a 0.

Júlio César nem suou. O goleiro só trabalhou em uma oportunidade no fim da etapa complementar. Homem de confiança da comissão técnica, o jogador é figurinha carimbada na lista do técnico Dunga e dono da camisa 1. À frente, os zagueiros Lúcio e Juan serão os titulares. O capitão Lúcio com a vontade, disposição e explosão, adjetivos que o tornaram um monstro dentro de campo ao lado do fiel escudeiro que após uma série de lesões se recuperou no momento certo para confirmar o nome na Copa. Thiago Silva e Luisão, eleito o melhor defensor do Benfica em 2009, devem ser os substitutos.

Na lateral-direita, Maicon provou que pode ser titular. Apoiando bem quando se manda para ao ataque, ele pode ser uma boa arma ofensiva. Daniel Alves, apesar de ser o 12º jogador, terá que se contentar em ser a opção no banco de reservas ou brigar por uma posição no meio-campo, função que desempenhou muito bem no segundo tempo do amistoso.

Na lateral-esquerda uma incógnita ainda deve pairar na cabeça do treinador da Seleçao Brasileira. Michel Bastos não comprometeu diante da Irlanda, mas não foi tão eficiente como na última partida. Esse será o maior problema para fechar os 23 convocados.

No meio-campo, Elano, Kaká, Gilberto Silva e Felipe Mello além de Ramires parecem ser nomes certos. Kléberson que retornou após a grave contusão no amistoso contra a Estônia, no ano passado, briga por uma das vagas. Julio Batista que sequer entrou em campo é o substituto de Kaká, porém Ronaldinho Gaúcho, mesmo com chances remotas hoje, demonstrando um bom futebol ainda nesses dois meses que restam para a divulgação dos convocados pode ser a surpresa.

No ataque, Grafite que teve a primeira oportunidade com o técnico Dunga deve ficar de fora. Ele deu o passe final para o gol de Robinho no segundo tempo e se movimentou muito bem, mas... Luis Fabiano, Adriano, Robinho e Nilmar devem completar a lista.


Outros tantos jogadores ficarão fora da Copa, como Léo Moura, do Flamengo; Renato, do Sevilla; Ronaldo, do Corinthians; e tantos mais, mas parece que o grupo está fechado e alguma novidade dificilmente ocorrerá. Dunga terá 104 dias até a estreia da Seleção no Mudial. Vamos, Brasil!


FICHA TÉCNICA
BRASIL 2 x 0 IRLANDA


Local: Emirates Stadium, Londres, Inglaterra
Data/hora: 2 de março de 2010, às 17h (de Brasília)
Árbitro: Mike Dean (Inglaterra)

BRASIL: Julio César; Maicon (Carlos Eduardo, 38'/2ºT), Lúcio (Luisão, 36'/2ºT), Juan e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Melo, Ramires (Daniel Alves, 18'/2ºT) e Kaká; Robinho (Nilmar, 32'/2ºT) e Adriano (Grafite, 18'/2ºT). Técnico: Dunga

IRLANDA: Given, Kelly, McShane, St. Ledger e Kilbane; Lawrence (McCarthy, 24'/2ºT), Whelan (Gibson, 10'/2ºT), Andrews e Duff (McGeady, 10'/2ºT); Doyle e Robbie Keane (Best, 32'/2ºT). Técnico: Giovanni Trapattoni

PONTO FINAL?

América foi o último campeão da Série B do Campeonato Carioca
Foto: Globoesporte.com

Nesta terça-feira, a Federação de Futebol do Rio de Janeiro conseguiu na Justiça, a cassação da liminar que proibia a realização de partidas entre 10h e 17h. Com isso, os jogos do Campeonato Carioca da Série A que tiveram seus horários alterados serão remarcados. A nova tabela será divulgada pela ferj amanhã no site oficial da entidade.

Já as Séries B e C do Campeonato Estadual serão iniciadas em março nos dias 6 e 13, respectivamente. A liminar havia sido concedida pela 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, no dia 17 de fevereiro.

De acordo com o Globoesporte.com, o sindicato informou que ainda vai aguardar uma posição do presidente da instituição, Alfredo Sampaio, para resolver se vai ou não recorrer da cassação.


ORA, POIS!

Deco pode ser o novo reforço do Fla após a Copa
Foto: Globoesporte.com / Montagem: Renan Moura (Fc Oficial)

O Flamengo possui um elenco repleto de craques como Adriano, Vágner Love, Kléberson e Petkovic, mas após a Copa do Mundo alguns desses jogadores podem se despedir da Gávea. Em contrapartida, um novo astro pode estar pintando no clube. O brasileiro naturalizado português Deco, insatisfeito com a reserva no Chelsea, da Inglaterra, teria dito que está convicto de retornar ao país após o Mundial na Africa do Sul.

Contratado junto ao Barcelona quando o ex-técnico Luis Felipe Scolari comandava os "Blues", Deco vem sendo deixado de lado pelo técnico Carlo Ancelotti mesmo sendo titular incontestável na seleção de Portugal.

O jogador, segundo o jornal inglês "The Sun", já teria pedido a liberação a diretoria do Chelsea: "Quero voltar para o Brasil. Ainda posso jogar alguns anos em alto nível, mas quero estar perto de minhas crianças. Tudo vai depender do Chelsea, se o clube vai me liberar definitivamente ou por empréstimo. Não vou apressar a escolha de um novo clube, mas é hora de voltar."

Deco que ainda tem contrato com o Chelsea por mais uma temporada poderia vir para o Flamengo, clube brasileiro citado na matéria. Mas o Rubro-Negro esbarra em dois problemas: o alto salário e a vontade do meio-campo em voltar a defender o Corinthians, clube que o revelou, em 1996.

Em julho de 2009, em um evento realizado em São Paulo, Deco revelou que voltar ao Corinthians era um projeto pessoal: "Só o Corinthians. Esse é o meu projeto de vida, e se tudo correr bem, ao final do meu contrato com o Chelsea eu volto para o clube que me revelou. Voltar ao Corinthians é um projeto pessoal."

Apesar da paixão revelada pelo jogador, o Flamengo espera dar o troco assim como o Corinthians fez com Ronaldo. Outra carta na manga do clube rubro-negro é o bom momento financeiro que passa. Atualmente a soma dos patrocínios equivale a R$ 30,5 milhões.

O Flamengo, em 1995, no ano do centenário, repatriou ninguém menos do que Romário, na época ídolo do Barcelona (ESP). O atacante havia conquistado a Copa do Mundo e, consequentemente, o título de melhor jogador do mundo pela Fifa. O que o clube não pode cometer é o mesmo erro em cair em um mar de dívidas novamente.

É inquestionável o futebol do meio-campo Deco. Porém mesmo com 32 anos ainda, Deco demoraria um pouco para se readaptar ao futebol brasileiro, mas seria sem sombra de dúvidas um reforço de peso para a disputa do Brasileirão, título que o Flamengo defende e busca o inédito heptcampeonato.

FICHA TÉCNICA:


Nome: Anderson Luís de Souza
Nascimento: 27 de Agosto de 1977 (32 anos)
Altura: 1,77 m
Peso: 75 Kg

Títulos

Corinthians
Campeonato Paulista: 1997

Porto
Liga Sagres: 1998-99, 2002-03 e 2003-04
Taça de Portugal: 1999-00, 2000-01 e 2002-03
Supertaça de Portugal: 2001-02 e 2003-04
UEFA Cup: 2002-03
Liga dos Campeões da UEFA: 2003-04

Barcelona
La Liga: 2004-2005 e 2005-2006
Supercopa de España: 2005 e 2006
UEFA Champions League: 2005-06

Chelsea
FA Cup: 2008-09
Community Shield: 2009


Segue abaixo a matéria do jornal The Sun:

DECO has told Carlo Ancelotti he wants to quit Chelsea.

It is another blow to the Blues after defeats to Inter and Manchester City plus the John Terry and Ashley Cole sex scandals.

Deco said: "I want to go back to Brazil. I still have a couple of good years of high-level football in me but I want to be near my kids."
Deco, 32, has a year left on his Chelsea deal but has asked the club to let him leave.

He added: "Ideally, I'd like to go after the World Cup and I've been talking to Chelsea about it."

Dad-of-four Deco has been a major player under boss Ancelotti, featuring in 24 games this term.
He said: "It will all depend on Chelsea - if the club release me or let me go on loan.

"I'm not going to rush to choose a new club but it's time to get back."

Flamengo are among the teams to have expressed an interest in the Brazil-born ace, who plans to quit international football after representing Portugal at this summer's World Cup.


INDECISÃO!

Presidente Rubens Lopes comanda a assembleia na sede da Ferj
Foto: Ferj


Ontem na sede da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro aconteceu mais uma reunião para tentar solucionar o impasse que impede o início das séries B e C do Campeonato Estadual. Representantes dos clubes se reuniram para uma assembleia com o presidente da Ferj, Rubens Lopes.

Na pauta foi discutida a liminar que proíbe os jogos da competição entre 10h e 17h. Segundo o presidente da federação será aguardado um prazo de 48 horas, tempo que o recurso feito pela entidade deve ser julgado: "Enquanto não houver solução sobre a liminar, não há hipótese de haver competição."

Caso o recurso da Federação seja aceito e a liminar cassada, a série B começa no sábado dia 6 e a série C no dia 13 de março. Foi proposto e aceito por unanimidade, que os campeonatos estaduais das categorias infantil e juvenil, anteriormente marcados para começarem no final do mês de março, terão seus inícios no começo de abril, terminando em novembro.

O presidente da Ferj aproveitou também a assembléia para anunciar que todas as competições realizadas pela entidade a partir de agora terão o tempo técnico obrigatório.