Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

segunda-feira, 31 de maio de 2010

PROFETIZADO!

Márcio Braga, ex-presidente, profetizou ano da volta de Zico ao Fla
Foto: Globoesporte.com


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Imperador foi embora, mas o Rei voltou. Dessa maneira podemos descrever o retorno do maior ídolo da História do Flamengo. A presidente do clube, Patrícia Amorim agiu na surdina e de maneira surpreendente convenceu Zico a novamente ser integrante do futebol rubro-negro. O Galinho de Quintino será o diretor-executivo do esporte incluindo as categorias de base. O contrato irá até 2012.

Uma reunião de cerca de três horas selou a nova parceria. O retorno de Zico significa para a atual mandatária do clube, um alívio pelo menos temporário nas pressões que vinha sofrendo tanto por parte da torcida que aguardava ansiosamente alguma novidade quanto pelos dirigentes ao redor de Patrícia que já começavam a questionar a capacidade dela gerir o clube mais popular do país.

Uma das exigências de Zico era não ser remunerado pelo clube, o que foi viabilizado com patrocinadores como a Olympikus e o BMG. O anúncio oficial será na próxima terça-feira em coletiva de imprensa no auditório Rogério Stemberg, na Gávea.

Em 26 de junho de 2009, o então presidente Márcio Braga assinava um protocolo de intenções para a integração entre o Flamengo e o CFZ, clube do ex-jogador como forma de interação e cooperação entre os clubes. Na época, Braga disse as seguintes palavras: "Queremos ter o Zico de volta à nossa casa. Ano que vem não estarei mais aqui como presidente. Espero que aquele que tenha a aventura de me suceder tenha essa compreensão. O ano de 2010 será do Zico. Ele será o presidente do nosso futebol." Márcio Braga parecia profetizar o futuro.

O Galinho declarara que iria contribuir para a profissionalização do futebol do Flamengo, mas não abriria mão do compromisso com o CSKA, clube pelo qual era técnico. Segundo Zico, a ideia era seguir firme a carreira de treinador até os 60 anos e procurar espaço em grandes centros da Europa. É Zicão, acho que nem você esperava unir o útil ao agradável tão cedo.

Esse será um grande passo para auxiliar o clube na gestão do futebol, carro-chefe do clube no lado financeiro. Desde a saída de Marcos Braz, o Flamengo estava refém de alguém que pudesse gerir o departamento. A diretoria foi empurrando com a barriga até onde pôde e anunciou o nome correto para tal. Em compensação, mesmo com seu prestígio, Zico coloca sua história em jogo assim como Roberto Dinamite o fez quando assumiu o comando do Vasco.

Porém, a experiência pode ser a arma para o sucesso. A partir do dia 1º de junho é momento de se concentrar na busca de reforços, manutenção de peças importantes do elenco e é claro, obtenção de verbas para a conclusão do Centro de Treinamento em Vargem Grande.

Se mesmo sem estrutura, o Mengão conseguiu ser hexacampeão brasileiro, imagina obtendo uma imagem positiva quanto a transparência e o status de organizado assim como outros clubes fizeram com um pouco de força de vontade como Cruzeiro e São Paulo?

Parabéns a presidente Patrícia Amorim que mais uma vez demonstrou todo seu jogo de cintura como política e consegue vislumbrar um futuro mais iluminado para o segundo semestre. Profissionalização não é um bicho de sete cabeças. Basta acreditar e querer realizar que se consegue.

Mesmo com a chegada de Zico, é preciso colocar os pés no chão e continuar trabalhando com seriedade. Esperamos que a história dessa vez seja bem diferente de quando tivemos um o outro ídolo (Júnior) a frente do futebol.

Veja abaixo a entrevista exclusiva da Super Rádio Tupi com a presidente Patrícia Amorim ontem a noite, no programa "Rolando a Bola". Vale destacar a emoção do repórter Sérgio Américo ao informar a notícia.

AUDIOBLOG - ENTREVISTA EXCLUSIVA COM PATRÍCIA AMORIM


Programa: Rolando a Bola (Rádio Tupi)
Repórter: Sérgio Américo
Comentários: Eugenio Leal e Rubem Leão
Coordenação: Renan Moura e Odilon Jr.


LARANJA DA BAIXADA!

Nova Iguaçu vence mais uma e continua na liderança
Foto: FERJ


O Nova Iguaçu derrotou o Quissamã pelo placar de 1 a 0 e assumiu de forma isolada a liderança da segunda fase do Campeonato Estadual da Série B de Profissionais. O gol do laranja iguaçuano foi marcado por Diego Sabino. Com a vitória, o Nova Iguaçu chegou aos 10 pontos ganhos. Já o Quissamã permanece com sete.

O JOGO

O Nova Iguaçu começou pressionando o Quissamã, podendo, inclusive, abrir o marcador nos minutos iniciais, mas o goleiro Espíndula realizou três grandes defesas. No contra ataque, o Quissamã quase marcou o seu gol com Danilo.

Na etapa complementar, saiu o único gol do jogo. Aos 19 minutos, Waguinho recebeu a bola no lado esquerdo de ataque e tocou para Diego Sabino. O jogador recebeu a bola e de fora da área acertou um chutaço. Um golaço: 1 a 0.



Confira os resultados e a classificação:

Nova Iguaçu 1 x 0 Quissamã
Itaperuna 3 x 2 Fênix
Cabofriense 2 x 1 Sendas
Sampaio Corrêa 2 x 2 Bonsucesso
Artsul 2 x 1 CFZ do Rio


1º) Nova Iguaçu - 10 pontos
2º) Bonsucesso - 8 pontos
3º) Quissamã - 7 pontos
4º) Itaperuna - 7 pontos
5º) Cabofriense - 7 pontos
6º) Fênix - 6 pontos
7º) Sendas - 4 pontos
8º) Sampaio Corrêa - 4 pontos
9º) Artsul - 3 pontos
10º) CFZ do Rio - nenhum ponto

Fonte: FERJ

domingo, 30 de maio de 2010

UMA VITÓRIA COM A CARA DE MURICY RAMALHO!

Alan e Fred marcam na vitória que embala o Fluminense no Brasileirão
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Quando o Fluminense demitiu o técnico Cuca, eu não achei a atitude da diretoria correta. Pelo trabalho que vinha relizando desde que havia chegado no clube, Cuca merecia um pouco mais de respeito. E com isso chegou Muricy Ramalho, antigo sonho de consumo do Presidente Celso Barros. Nunca duvidei da capacidade do técnico tricampeão pelo São Paulo, mas não achava certo com o Cuca. Entretanto, tenho que admitir o quanto Muricy é talentoso e consegue fazer com que um elenco até certo ponto de jogadores não tão bons tecnicamente possa render nesse início de campeonato.

Depois de três derrotas nos primeiros jogos e uma vitória suada sobre o Atlético-GO, o time começou a ganhar a cara do técnico a partir da derrota para o Corinthians, quando foi superior. No clássico contra o Fla, mas uma vez o time foi superior e dessa vez a vitória veio. E neste domingo, contra o Atlético-MG, de Vanderlei Luxemburgo no Mineirão, mais uma vez o Tricolor jogou melhor do que o adversário praticamente a maior parte do tempo.

Mesmo começando a partida praticamente perdendo por 1 a 0, já que tomou um gol de Muriqui com dois minutos, o Fluminense começou a tocar a bola, mesmo com Conca, que completava 150 jogos pelo Flu, um pouco sumido da partida, até mesmo pelo posicionamento em campo, jogando um pouco mais adiantado, ficando fácil para a marcação de Zé Luis. Mesmo assim, o Fluminense conseguiu duas boas chances, uma em cobrança de falta do próprio Conca e em uma cabeçada de Fred para fora.

Na segunda etapa, o domínio do Fluminense permaneceu e em 20 minutos veio a virada. Aos 16, o zagueiro-artilheiro Gum, de cabeça, depois de cobrança de escanteio de Marquinho empatou o jogo. E quatro minutos depois, a virada veio com Alan, que substituia Rodriguinho, que ao contrário da partida contra o Fla, não atuou bem no jogo do Mineirão. Esse gol saiu depois de um contra-ataque bem elaborado pela esquerda, com Fred deixando Conca livre para servir Alan, que bateu cruzado para fazer 2 a 1.

Com o domínio completo da partida, o Fluminense desperdiçou duas chances com Fred, uma em que o goleiro Marcelo fez grande defesa e na outra defendeu com segurança. O goleiro atleticano apareceu ainda em um chute de fora da área de Conca. Diego Tardelli na única chance que teve, na pequena área livre, chutou por cima.

Mineiro, Mineirão, Fred. Combinação perfeita para o atacante tricolor, que não desistiu e quase no final da partida, deu números finais, depois de linda tabela com Alan. Foi o primeiro gol do artilheiro no Brasileiro-10.

Como disse, Muricy Ramalho nestes primeiros jogos consegue dar um padrão de jogo ao Flu. Respeitado pelos adversários pelo currículo, competência demonstrada em campo. Conseguiu acertar uma zaga que não mostrava um mínimo de confiança. Fez com que Diguinho e Marquinho passassem a jogar mais. Precisam melhorar um pouco mais na hora do passe.

Se em 2009 uma vitória sobre o Atlético-MG, no Maracanã, debaixo de uma chuva foi o início de uma arrancada para a fuga do rebaixamento, esse ano esse resultado positivo pode representar algo muito maior para este time!

Um grande abraço

O SÁBIO DA BOLA, COM CARLOS PINHO

Lula de mãos dadas com presidente da África do Sul, Jacob Zuma
Foto: Dida Sampaio / AE

“Que bonito é..."
Estamos prestes a acompanhar mais um grande evento esportivo: a Copa do Mundo, na África do Sul. Algo que, por si só, será marcante. Já que estará distante dos países desenvolvidos, fato incomum nas últimas edições. Como forma de aumentar a aceitação e o envolvimento da sua população com o espetáculo máximo do futebol, as autoridades sulafricanas prometeram mundos e fundos. Um horizonte de crescimento que a escolha como sede proporcionaria ao país, assolado por graves problemas, dentre eles: a fome, as doenças e a violência. Ainda assim, com uma capacidade de alegrar-se bem familiar.

Passara-se todo o período de preparação do país sede para a competição. É, o tempo voa. E o que nós vemos? Pouca coisa. Muito galhardete, muito festejo, a carnavalesca ilusão dos estádios repletos de cores. Entretanto, nada além de maquiagem e um vestido aparentemente aceitável. Mera embalagem, em nada convincente. O desemprego é altíssimo. As greves, freqüentes. A precariedade dos transportes e a insegurança são latentes. O povo mescla a expectativa e o desapontamento. Não há mudança para aquele homem com um sorriso nos lábios, o olhar marejado e o corpo cansado de tanto lutar. Sabedor, porém, de que não pode parar jamais.

E aí, pensamos no Brasil. E nos nossos governantes, com os seus planos, projetos, objetivos, previsões e, especialmente, orçamentos ambiciosos. A eterna potência do futuro. Durante o Estado Novo de Vargas e o Regime Militar, exaltava-se o estado de exceção como forma de garantir o desenvolvimento nacional. Sempre com a visão voltada para um “amanhã”. Após as duas décadas da volta à democracia, a abstração de um porvir “ideal” persiste. Todavia, as desculpas arranjadas e definidas como “o caminho e a verdade” para se chegar lá são outras.

As fichas estão depositadas nos Jogos Olímpicos de 2016 (que serão no Rio) e, principalmente, no Mundial de 2014. Em se tratando deste, fora realizada toda uma campanha nacional e internacional. Compromissos – como os políticos costumam dizer – “firmados” para o início de obras na área de infra-estrutura logística, de transporte (aeroportos, expansão da malha metroviária, aquisição do Trem Bala, etc) e a promessa de não utilização do dinheiro do contribuinte na construção de arenas permeam o discurso político. E o discurso está afiado. Por sinal , somente o discurso. Nossos dirigentes não titubearam ao dar caráter “messiânico” ao acontecimento. Tornou-se um potencial “salvador da pátria”.

O progresso de um país não pode estar condicionado à realização ou não de um evento de um mês – independente do seu grau de importância. É um processo que demanda um longo tempo. O peixe vendido desde 2007 (ano da oficialização do Brasil como sede) satisfaz muito mais as misteriosas pretensões particulares do que o interesse público. Estamos em 2010: o que já foi feito? Quatro anos não são suficientes para se construir um país. Tampouco, consolidar uma nação.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

QUAL O CAMINHO?

Adriano deixa a Gávea a caminho da Roma. Contratações ainda não discutidas
Foto: O Dia


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Depois da queda o coice. Após a derrota de certa forma esperada no clássico diante do Fluminense, quarta-feira, por 2 a 1, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro, o atacante Adriano concedeu entrevista na Gávea confirmando a despedidda do clube e o acerto com a Roma, da Itália. A grande desculpa do Imperador era de que ele estava em dívida com o país europeu.

É fato que a torcida está triste com o desfecho da história. O jogador mesmo com os problemas era importante no elenco e principalmente dentro de campo já que era um tormento para a zaga adversária. Adriano ficará pelo menos três anos na capital italiana caso não apronte uma das suas por lá e peça o afago do clube de coração novamente. Algo meio que difícil de não acontecer.

O momento do futebol rubro-negro é turbulento. O trabalho da presidente Patrícia Amorim após cinco meses começa a ser discutido não só pelos torcedores como também por ex-dirigentes e por aqueles que estão no dia-a-dia do clube. A confirmação de Hélio Ferraz como vice-de-futebol não foi muito bem digerida por alguns membros da diretoria.

O caminho será longo até a reestruturação do departamento colocando logo após o time nos eixos. A parada para a Copa do Mundo nunca foi tão aguardada. Durante os 30 dias para a disputa do Mundial, toda a cúpula do Flamengo terá tempo suficiente para tomar as medidas cabíveis e arrumar a bagunça.

O clube tem que correr desesperadamente para continuar com as principais peças para o segundo semestre. Petkovic apesar dos problemas judiciais com o Mengo deve permanecer pelo menos até o final do ano. Em contrapartida, Vágner Love não deve continuar. Somente com o envio de um caminhão de dinheiro ao CSKA, o artilheiro das trancinhas irá permanecer na Gávea.

Maldonado é outro jogador que me deixa com uma pulga atrás da orelha. Jamais ele poderia ser barrado pelo Fernando em um clássico. Isso de alguma forma me cheira a uma transação aos moldes da saída do Cristian, para o Corinthians. Ao que tudo indica, o chileno deve se transferir para o Atlético-MG, de Vanderley Luxemburgo, amigo do meio-campo.

Muitos nomes também são veiculados pela mídia para chegarem ao Fla, mas nenhum deles foi realmente comentado pela diretoria publicamente com exceção do atacante Washington. Porém, a negociação está emperrada assim como a dos demais jogadores citados ao longo da semana: Felipe, Emerson, Montillo, Riquelme, Rafael Sóbis, Jô... Seria um time dos sonhos com tantos jogadores bons (descartem o Jô). Entretanto, a torcida não pode se iludir. O momento do Fla é de cortar custos e saber empregar o dinheiro em contratações cirúrgicas.

Enquanto isso a torcida fica impaciente vendo o tempo passar e o clube esbarrar nas próprias pernas.

VIRADA DE RUMO!

Nilton marca o gol da vitória sobre o Internacional na Colina
Foto: Site oficial do Vasco

Por Diego Louzada

Em virtude da viagem a Natal, ando bastante sumido das postagens no Blog. Mas mesmo há milhares de quilômetros do Rio, não tenho deixado de acompanhar nosso Gigante da Colina. Agora sei um pouco do drama daqueles que moram em cidades diferentes dos times que torcem. Correr atrás de notícias pela internet e um barzinho pra ver os jogos é muito mais duro do que pegar um ônibus ou um trem e ver o amor de perto.

Infelizmente não pude ver o jogo contra o Avaí, domingo passado, onde o time parece ter jogado bem, mas pecado nas conclusões. Mas nesse meio de semana, conheci o bar do vascaíno Damião e pude ver não somente o jogo do Vasco, mas também o clássico de quarta. Deu pra me sentir um pouco no Rio.

Voltando ao que interessa, durante a semana, conversando com um guia, torcedor do ABC, ele me jurou de pés juntos que o Vasco na Série B do ano passado, deixou o América-RN empatar em troca de um passeio pelas dunas do Litoral Norte.

E é grande a quantidade de camisas do Vasco. Infelizmente, não vi nenhuma original, mostrando que esse é um mercado mal explorado pelos Clubes do Sudeste.
De longe, vi também que a torcida armou protestos contra os jogadores e a diretoria, em atitude que sempre condenei.

Não me lembro de um time que tenha melhorado após esse tipo de protesto. Na verdade se eu fosse jogador e torcedor invadisse meu local de trabalho pra perturbar, aí mesmo que eu ia jogar de sacanagem.

Enfim, falando em coisas boas, valeu a pena ter visto o jogo ontem. Um bando de urubus secando no barzinho e falando um monte de bobagens enquanto o Inter ganhava. Com os gols do Vasco saindo, rapidamente se calaram e antes do apito final de Heber Roberto Lopes, já pediram a conta e foram embora.

Sobre o jogo, fui mais emoção que razão, até porque não tinha lá uma visão tão privilegiada da TV. Achei Ramon muito mal, mas achei injutos os xingamentos ao ser substituído. Ele sempre jogou com vontade e ontem parecia com dores. As substituições de Roth deram resultado e aos poucos acredito que ele possa achar a melhor formação.

Contribuiria para isso, a diminuição das lesões. Observem os times grandes do Brasil e vejam que o Vasco é o que menos consegue dar sequência a um time titular, quase sempre por problemas médicos. Até o Nunes já chegou bichado. Carlos Alberto não sai do DM.

Que a linda virada de ontem possa ser um marco para o time, que tem agora mais dois jogos seguidos no Rio. Seis pontos seriam importantíssimos e poderiam ajudar o time a voltar da Copa do Mundo pensando em coisas maiores.

Saudações vascaínas a todos!

quinta-feira, 27 de maio de 2010

GOLEADA FORA DE CASA!

Foto: FERJ


Uma vitória para dar moral à garotada. Mesmo jogando fora de casa, o Nova Iguaçu foi até o Recreio dos Bandeirantes, enfrentar o CFZ pela 3ª rodada da fase decisiva do Campeonato Estadual da Série B, e venceu por 3 a 0, com gols de Marquinhos, Uallace e Mossoró.

Com a vitória, o Nova Iguaçu chegou aos sete pontos ganhos e se mantém na liderança junto ao Bonsucesso e Quissamã, que será o próximo adversário, no próximo sábado, às 15 horas no Estádio Jânio Moraes. Já o CFZ, que perdeu a segunda partida seguida em casa, enfrentará o Artsul, fora de casa.

O JOGO

Logo aos 17 minutos de jogo, Marquinhos bateu falta lateral, a bola passou por todo mundo e terminou no fundo da rede de Fernando: 1 a 0. Não demorou muito para sair o segundo gol da equipe visitante. Marquinhos lançou Uallace que driblou Davidson e chutou forte para ampliar o marcador. Se já estava ruim para o CFZ, piorou no começo da etapa final.

O volante Netter agrediu Mossoró na batida de um escanteio e recebeu o cartão vermelho diretamente. Com um a mais em campo, o Nova Iguaçu conseguiu marcar o terceiro. Em um contra-ataque rápido, Mossoró arrancou e lançou Uallace. O atacante dominou a bola e cruzou para Mossoró marcar de cabeça: 3 a 0.


Confira os resultados e a classificação:

Quissamã 3 x 1 Sampaio Corrêa
Fênix 4 x 3 Artsul
Sendas 1 x 2 Itaperuna
Bonsucesso 2 x 0 Cabofriense
CFZ do Rio 0 x 3 Nova Iguaçu


CLASSIFICAÇÃO:
1º) Quissamã - 7 pontos
2º) Bonsucesso - 7 pontos
3º) Nova Iguaçu - 7 pontos
4º) Cabofriense - 4 pontos
5º) Sendas - 4 pontos
6º) Itaperuna - 4 pontos
7º) Fênix - 3 pontos
8º) Sampaio Corrêa - 3 pontos
9º) Artsul - nenhum ponto
10º) CFZ do Rio - nenhum ponto


quarta-feira, 26 de maio de 2010

IMPÉRIO TRICOLOR!!!!

Conca marca um golaço e garante segunda vitória no Brasileiro
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Fim do jejum: Quando Thiago Neves marcou três vezes no Fla-Flu da Taça Guanabara de 2008, mas precisamente no dia 10 de fevereiro, e o tricolor goleava por 4 a 1, talvez ninguém imaginaria que o time ficaria dois anos, três meses e 16 dias sem vencer este clássico. Mas passado todo esse tempo, o Fluminense voltou a vencer o Flamengo. Aproveitando que o Fla jogava bastante desfalcado, o Tricolor venceu com todos os méritos por 2 a 1 nesta quarta-feira, em partida válida pela quarta rodada do Brasileirão.

Com uma grande atuação,o argentino Conca foi o destaque do clássico. O camisa 11 depois de grande jogada fez a assistência para o gol de Rodriguinho, no primeiro tempo e em um belo chute de fora da área na etapa final fez o segundo. O gol do Flamengo foi do goleiro Bruno, em bela cobrança de falta perfeita. O time atuou muito bem mais uma vez e o técnico Muricy Ramalho aos poucos vai dando padrão de jogo ao time, colocando o estilo que o levou a ser campeão três vezes seguidas pelo São Paulo.

Recuperado das dores na coxa direita, Fred esteve em campo. Mesmo não tendo uma grande atuação, o atacante mostrou o quanto é importante para o time, buscando abrir espaços e segurando a bola no ataque. Os outros destaques do Flu no jogo foram os laterias Mariano e Carlinhos, Diguinho e...Marquinho. Sim, ele mesmo, o jogador que eu mais critico aqui no blog dessa vez atuou muito bem.

Outro que se portou muito bem depois das críticas sofridas no domingo foi o goleiro Rafael. Fez duas defesas difícies no primeiro tempo: uma em chute por cobertura de Vagener Love e outra em um chute cruzado de Vinícius Pacheco. Na cobrança de falta do goleiro Bruno, acho que a cobrança foi indefensável, mas acho que o Rafael poderia ter se antecipado ao Bruno, porque era nítido que ele iria bater ali, por cima da barreira.

Queria chamar a atenção para o fato de o time ter sofrido três gols de bola parada no Brasileiro-10: um de pênalti e dois de falta. No domingo o Fluminense vai ao Mineirão enfrentar o Atlético-MG. O jogo será às 16h.

FLA-FLU TÁ NA COPA!


Uma prévia do clássico Flamengo e Fluminense desta noite está no vídeo oficial da Copa do Mundo de 2010 divulgado pela Fifa.

A música Wavin' Flag, do músico somaliano K'naan reúne várias imagens principalmente de partidas ao longo do Mundial no clipe e apresenta as torcidas do Mengão e do Fluzão.

Vale a pena conferir!



VIDEOBLOG - CLIPE OFICIAL DA COPA DO MUNDO 2010



terça-feira, 25 de maio de 2010

ICÓGNITA!


Após a eliminação na Taça Libertadores da América, muitas mudanças estariam por vir no Flamengo. A falta de comando no futebol foi ‘sanada’ nesta terça-feira com a nomeação de Hélio Ferraz como vice-de-futebol ao lado de um conselho encabeçado por figuras presentes no dia-a-dia do clube: Luiz Veloso, Walter Oaquim, Julio Alzuguir e Vinicius França.

A presidente do Flamengo, Patricia Amorim que desejava colocar no cargo o advogado Michel Assef Filho, acabou sucumbindo às pressões internas e acenou com uma bandeira branca e anulou quaisquer modificações na gestão.

Helinho foi o presidente do Flamengo após a pífia administração de Edmundo Santos Silva. Ele foi o responsável por reerguer o clube após as falcatruas da gerencia passada e conseguiu pelo menos levar o clube a oitava posição do Brasileiro e ao vice-campeonato da Copa do Brasil em 2003. Já no primeiro dia de trabalho como homem forte do principal esporte do clube teve que tentar resolver o mais novo caso Adriano.

O Imperador dentro de campo foi espetacular. Sempre ajudou apesar dos quilinhos a mais este ano, sempre foi um ponto de referência e ajudou a trazer o hexacampeonato brasileiro ao lado dos outros jogadores. Entretanto, Adriano tem a chance de se despedir do clube que ele diz ser do seu coração, mas vai saindo pela porta dos fundos sem dizer um até logo para a torcida.

O contrato do jogador termina no próximo dia 30 de maio, mas Adriano já pretende prolongar as férias antes de acertar com a Roma, da Itália. A pedida mesmo alta não parece ser um empecilho para o acerto e em questão de dias, oficialmente o Império do Amor estará acabado.

Adriano procurou a felicidade no Rio de Janeiro, no Flamengo, ao lado da família, amigos e a Vila Cruzeiro: encontrou. Agora, pretende deixar tudo para trás e mergulhar nas profundezas da tristeza longe de casa, mas perto dos euros. É difícil de entender o Imperador. Cada dia ele surpreende com uma novidade. Apesar de tudo não fiquem abismados caso o camisa 10 permaneça por mais um tempinho. A cabeça do Adriano é igual à bunda de neném: nunca se sabe o que vai sair.

Vágner Love é uma incógnita. Com contrato com o CSKA, mas com o coração na Gávea, somente com uma compensação financeira o artilheiro das trancinhas ficará pelo menos até o final do ano. A saída de Adriano pode ser então a válvula de escape para a negociação.

Além de Love, Léo Moura está sendo sondado e pode sair. Três clubes já procuraram saber as possibilidades de contratação do jogador de 31 anos. Seria uma perda irreparável. Enquanto parte dos principais atletas podem deixar o clube, o Flamengo renova com alguém que poderia estar longe há tempos: Fierro. Esperamos a sensatez por parte da diretoria de pelo menos fazer caixa com o chileno após a Copa do Mundo. Horroroso...

Apesar de que se uns saem, outros podem chegar. A contratação do algoz do Fla na Libertadores, o argentino Montillo pode vir. Seria uma ótima aquisição. Além dele, Washington, do São Paulo, também está na mira. Rafael Sóbis e Ricardo Oliveira são outros nomes que interessam, porém sonhos distantes. E o Rogério Lourenço? Como quem não quer nada, vão passando os dias e ele vai permanecendo no comando. Entretanto, acho que o tempo dele está se esgotando e a chegada de Abel Braga é questão de tempo.

Ah, amanhã tem clássico no Maracanã. Diante do Fluminense. Esse Brasileirão está morto por enquanto. Quem sabe esquenta após o Mundial. Willians está fora devido uma fratura na mão e Bruno Mezenga foi emprestado ao Légia, da Polônia. Diante dos problemas para formação do time, Ramon, que andava esquecido pode ganhar uma oportunidade enfim.

O Fla ainda pode atuar com três zagueiros (David, Angelim e Wellington), para a entrada de Camacho, que jogou bem na vitória sobre o Grêmio Prudente, por 3 a 1, no último domingo. O treinador vai se "virando nos 30" da forma que dá.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

MELHOROU, MAS TEM QUE VENCER!

Fred retorna ao time após operação, mas passa em branco
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

O Fluminense perdeu para o Corinthians no Pacaembu por 1 a 0, com um gol de falta do zagueiro Chicão no primeiro tempo. Com a derrota, a segunda no Brasileirão-10, o Tricolor é o 12° colocado, com 3 pontos (uma vitória apenas). O Corinthians lidera com 9 pontos (100% de aproveitamento).

Apesar da derrota, gostei da atuação do Fluminense. Fomos prejudicados pela arbitragem, como no impedimento de mais de dois metros marcado do Rodriguinho. Em um lance, um outro impedimento duvidoso do Conca, que resultou em um cruzamento para um outro gol do Rodriguinho.

Mas não vou entrar nesta questão de arbitragem, quero falar do do time se portou muito bem em campo, acho que talvez foi a melhor apresentação do time sob o comando do Muricy. Depois que levou o gol, o Flu passou a dominar a partida, ganhando a maioria das disputas no meio-campo, com Conca passando a distribuir bem o jogo, mesmo não sendo o Conca dos melhores tempos.

Carlinhos, que estreou pelo Flu, começou a partida jogando mal, entretanto no ataque foi a principal opção, como num cruzamento preciso para cabeçada de Fred, de frente para o gol, que foi para fora. Não é um gol que o capitão costuma perder e que fez falta. volta do artilheiro tricolor deu uma nova força e mostrou o quanto o atacante faz falta.

O camisa 9 teve uma boa chance no segundo tempo depois de cruzamento de Diguinho. O toque na bola não foi suficiente e a bola saiu passando perto da trave. Com o retorno de Fred, a esperança é que os gols possam sair, porque em em três jogos o time marcou apenas um gol na competição.

Só não quero me tornar repetitivo, mas a insistência de Muricy Ramalho com alguns jogadores pode até custar caro. Torço muito para que Marquinho e Leandro Euzébio possam jogar bem pelo time, mas está complicado. Não tem uma partida em que o zagueiro não leve cartão amarelo. Pelo menos, Willians já foi deixado de lado pelo técnico tricolor.

Quarta-feira tem Flu-Fla, já que o mando é do Tricolor. Maracanã, às 19h30, pela quarta rodada. Nada como um clássico como esse (que o Flu não vence desde fevereiro de 2008) para mostrar quanto o Fluminense pode render neste Brasileirão, que está apenas começando.

OBS: Reforços. Essa semana deve ser decisiva para chegada de jogadores no Fluminense. André Luís deve ser apresentado nesta segunda. No caso de Cléber Santana, é aguardada um documento de liberação do Atlético de Madrid. O Fluminense espera um acerto com o volante Edinho e o atacante Araújo nos próximos dias.

OBS: Depois de Nero, imperador que colocou fogo em Roma, será que um novo imperador deixará a capital italiana em chamas? Adriano deve ser anunciado oficalmente como reforço da Roma, da Itália. Será o fim do Império do Amor, ou do Colesterol, como alguns outros falaram? Mas isso é assunto para o Renan Moura, que é o responsável pelo Flamengo neste blog .

Um abraço a todos

sábado, 22 de maio de 2010

O SÁBIO DA BOLA, COM CARLOS PINHO

Foto : Arquivo da Internet


Um menino e o Bonsucesso (Carlos Alberto de Pinho Junior)

Lembro-me das tardes de sábado em que, quando menino, arrastava o meu irmão para acompanhar os jogos do Bonsucesso. Vestia a camisa e, com a alegria de um céu azul , soltava do lotação em frente ao estádio Leônidas da Silva, nome de um grande ídolo do clube. De quem, por sinal, não me cansava de falar, mesmo sem ter visto um só lance que tenha feito, pois era de uma época em que nem a minha saudosa avó sonharia ter nascido.

No caminho até o estádio, as pessoas, vendo-me trajado com o manto sagrado, não acreditavam que uma criança que tinha tantas opções – impostas, por vezes, pelos pais ou pela mídia – fosse escolher torcer pelo “Leão da Leopoldina”. Meu pai, ainda hoje, me pergunta: “Como é possível”? Nem sei se a melhor palavra seria “escolher”. Não escolhemos amar alguém ou algo. Para os cientistas, seria o resultado de reações bioquímicas. Para os poetas, é uma predestinação divina.

Dentro do eterno “Caldeirão” era uma festa. Fogos, aplausos, conversas, descontração. A marcação do surdo acompanhava o canto da torcida enquanto os ídolos da minha infância se preparavam para pisar no altar da esperança. Chegávamos à arquibancada, atrás de uma das metas, onde costumavam ficar amigos que compartilhavam, de longa data, o amor e a admiração pelo Cesso, como foi carinhosamente apelidado. Algumas daquelas pessoas, acabei conhecendo por lá. Outras, reencontrei nesse inexplicável acaso que se chama vida.

Nesses dias de criança, ri e chorei, entre gritos, canções improvisadas, elogios e xingamentos. Mas os bons momentos foram muito mais intensos. E mesmo que não fossem, estaria presente. Pois torcer de fato independe da circunstância. E o sentimento inexiste para descrições ou explicações. Ele simplesmente se vive. Desfrutando ou lamentando. Jamais sofrendo.

Quando, após muita insistência, o gol era alcançado, geralmente saído dos pés de Paty, as preocupações do cotidiano davam uma folga e todos se tornavam um gigante. As barreiras, as diferenças ou a distância construída pelo tempo desmoronavam, tal qual um castelo de areia desfeito por um vendaval. Com o final decretado e a vitória celebrada, as palmas não faziam-se de rogadas. E eu voltava à minha rotina. Porém, satisfeito. Porque, durante aqueles minutos, a felicidade era rubro anil.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

FIM DA LIBERTADORES

Vágner Love chora pela eliminação do Fla na Libertadores
Foto: O Globo


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Flamengo caiu de pé na Taça Libertadores da América. A esperança de superação existia por se tratar justamente do clube que mais conseguiu reverter placares adversos na história do futebol mundial. Mas dessa vez não deu. (Veja abaixo o especial preparado momentos antes para a partida).

Produção: Renan Moura
Vozes: Rafael Souza e Renan Moura
Montagem: Heber Ferreira
Programa: Super Futebol Tupi (Rádio Tupi)


Assim como em 2007, contra o Defensor, do Uruguai, o Flamengo precisou de pelo menos um golzinho. Só que desta vez ao contrário de três anos atrás, um gol garantia a classificação direta sem a necessidade dos pênaltis para a semifinal da competição.

Todos os ingredientes de uma final estavam expostos nesta quinta-feira a noite. Declarações que mexeram com o brio dos jogadores do Flamengo, campo acanhado, torcida fungando no cangote, clima de hostilidade tanto para a delegação rubro-negra quanto para os jornalistas que sofreram para trabalhar no estádio Santa Laura, em Santiago.

Com a mesma escalação que enfrentou o Vitória, no último sábado, no Barradão, o técnico Rogério Lourenço prometeu pelo menos uma postura diferente por parte dos atletas. Na corrente antes da entrada ao gramado a união tomava conta não só dos jogadores como dos torcedores em todo o mundo que acompanhavam a partida.

Apesar de entrar em campo com três volantes, o Flamengo demonstrou algo que jamais foi visto ainda este ano. Todo mundo ajudando no apoio ao ataque, auxiliando a defesa... Mas se o "se" fosse algo concreto assim como a matemática, o Rubro-Negro teria garantido uma vaga entre os quatro melhores da Libertadores.

Se o chute do Léo Moura tivesse entrado, se o Pet tivesse acertado a pontaria na entrada da área, se o Vinicius Pacheco tivesse cruzado ou chutado ao invés de cair pedindo pênalti no último suspiro. Enfim.

O time do Flamengo conseguiu até então chegar ao máximo de suas limitações. Talvez se tivéssemos um treinador mais experiente como Joel Santana no comando, poderíamos ter modificado o panorama já na primeira partida diante do Corinthians. Rogério Lourenço pode ficar no cargo até quando Deus quiser ou a Patrícia Amorim achar que a convem, mas jamais será o treinador do gosto popular. Se Andrade acabou sucumbindo o que dirá do ex-zagueiro.

Críticas foram feitas ao goleiro Bruno com relação ao gol de empate da La U. É fato que ele estava adiantado e acabou sofrendo um golaço do meia Montillo, mas ao mesmo tempo o camisa 1 rubro-negro salvou a equipe em determinados momentos. Colocando na balança é difícil tirar uma conclusão quanto ao Bruno.

A zaga, por pior que ela possa ser, se comportou bem durante os noventa minutos. Angelim no fim da sua carreira e sem a agilidade que lhe era corriqueira não comprometeu assim como David, que apesar de jovem conteve o grandalhão Olivera e foi um guerreiro com disposição.

Toró que acabou barrando Maldonado teve uma atuação segura e cometendo poucas faltas. Willians, nervoso por si só, acabou sendo expulso de forma incorreta no fim do jogo e atrapalhou a equipe. Nas laterais, Juan cresceu de produção enquanto Léo Moura acabou deixando a desejar se não fosse a bomba no travessão no primeiro tempo.

Adriano, pesado, fora de forma, foi o destaque com a movimentação, chamando o jogo para ele já que Michael se omitia, e se o Fla conseguisse a classificação poderíamos colocar os créditos principalmente ao Imperador. Vágner Love também teve sua cota de contribuição. Sou um dos críticos mais ferrenhos ao jogodor, falo até mesmo que ele não passa de um produto da mídia, entretanto, se doou durante os noventa minutos e foi importante ao estar no local certo e na hora certa nos acréscimos da etapa inicial para abrir o placar de cabeça após passe de bicileta de Adriano.

Petkovic, que para muitos já se aposentou, continua desfilando categoria pelos gramados afora. No segundo tempo o camisa 7 ditou a categoria no meio-campo. Fato que ele não aguenta uma partida inteira, caso contrário, a vaga poderia estar no nosso colo neste momento.

Mas não adianta lamentar. O que passou, passou e agora é focar na disputa do Campeonato Brasileiro. Domingo temos um confronto importante em casa diante do Grêmio Prudente, e os três pontos serão importantes rumo ao inédito heptacampeonato.

A diretoria rubro-negra terá agora o período da Copa do Mundo para por a casa em ordem. Renovações, contratações, dispensas... Tudo isso é papo para já. Nomes como Emerson e Washington são cogitados. Gil e Bruno Mezenga devem ser liberados para negociar com outros clubes. Nesta possível barca, o timoneiro poderia se chamar Kléberson... Tomara que o seu rumo seja o Oriente Médio ou novamente a Europa e que a riqueza dos petrodólares ou do Euro possa ser revertida em contratações cirúrgicas para carências no elenco.

2011 estamos de volta a Libertadores. Desta vez conquistando o título!


VIDEOBLOG - MELHORES MOMENTOS

SAI GAÚCHO, ENTRA OUTRO GAÚCHO!

Celso Roth assume o comando do Vasco
Foto: Globoesporte.com


Por Diego Louzada

Após começar o Brasileirão com apenas um ponto em duas partidas, o Vasco decidiu trocar de treinador. Na terça-feira, o Clube anunciou a vinda de Celso Roth, que já treinou o time da Colina em 2007. Gaúcho agora fica como auxiliar.

Devido às férias, esse post vem com atraso, o que deve acontecer até meados de junho. No ano passado, fiquei totalmente OFF, mas desta vez pretendo postar algumas coisas, ainda que de forma breve.

Voltando ao tema do novo treinador, acabou acontecendo o imaginado. Gaúcho não era o único culpado pela má fase do time, mas era fato, que uma chacoalhada era necessária e se não dá pra mudar um time inteiro, muda-se o treinador. E dessa vez a diretoria não quis fazer apostas, trazendo logo um nome experiente, com alguns bons trabalhos recentes.

Celso Roth pode não ser unanimidade entre a torcida, mas é fato que ele sabe dar padrão tático a seus times e consegue fazer trabalhos muitas vezes melhores do que os elencos possam fazer crer. Tem fama de cavalo paraguaio, mas como não somos líderes e nem estamos lá em cima, com essa não precisamos nos preocupar.

De forma resumida, posso dizer que gostei e acredito que dias melhores virão. Domingo temos o Avaí e poderemos tirar as primeiras impressões deste novo trabalho de Roth em São Januário.


quinta-feira, 20 de maio de 2010

AVASSALADOR!

Bonsucesso vence na estreia da fase final diante do Artsul
Foto: FERJ



Apoiado pela sua torcida que compareceu ao estádio Leônidas da Silva, o Bonsucesso começou a segunda fase do Campeonato Estadual da Série B, vencendo o Artsul por 2 a 1, na tarde desta quarta-feira.

Esta foi à sétima vitória seguida do clube na competição. Na próxima rodada, o time da Leopoldina encara o Itaperuna, fora de casa. Já o Artsul recebe o Sendas. Ambos os jogos serão disputados no próximo sábado.

O que se viu nos primeiros 45 minutos de jogo, foi muita aplicação e determinação das duas equipes, mas pouquíssimas oportunidades de gol. Aos 33 minutos, o jogador do Artsul Luan, fez boa jogada e chutou para boa defesa do goleiro Rodrigo. Aos 40, a resposta do time da casa. Ivan chutou de perna esquerda e no rebote do goleiro, Maílson quase abriu o placar. E foi só na primeira etapa. Na etapa final, vieram os gols.

Logo aos 7 minutos, Éberson tabelou com Allan e chutou com categoria para abrir o placar: Bonsucesso 1 a 0. Aos 19, o Bonsuça aumentou. Maílson cobrou falta para área e o atacante Paty de cabeça, marcou: 2 a 0. Aos 27, o juiz da partida Eduardo Rodrigues, marcou pênalti a favor do Artsul.

O atacante Wellington cobrou e Rodrigo praticou linda defesa. Sete minutos depois, Gean foi derrubado dentro da área pelo zagueiro Admilton. Novo pênalti para o Artsul. Desta vez, Moisés cobrou e diminuiu: 2 a 1. Nos minutos finais, o Artsul pressionou, mas não conseguiu o gol de empate. Comemoração na Rua Teixeira de Castro. Bonsucesso 2 x 1 Artsul.

Já o jogo entre Sendas e Nova Iguaçu terminou empatado em 1 a 1. A partida foi bastante movimentada e com boa aplicação tática dos visitantes. Os gols foram marcados por Diego pelo Sendas e Lukian empatou para o Nova Iguaçu.

Nos primeiros minutos de jogo as duas equipes já mostravam muita garra e vontade de vencer. Aos três minutos o Sendas chegou com Serginho, em chute perigoso. O Nova Iguaçu respondeu aos cinco, com o atacante Lukian, que entrou na área e chutou para defesa do goleiro Thiago Eller. O Sendas abriu o placar aos 37 minutos com Diego, que marcou de cabeça após escanteio.

Na etapa complementar nada de cansaço. Os times mostraram a mesma disposição e movimentação do primeiro tempo. Querendo decidir logo a partida, o Sendas partiu para cima, mas esbarrava na boa marcação do adversário. E aos 22 minutos, Lukian aproveitou jogada de Marcos Vinícius e empatou a partida. O Sendas ainda teve oportunidade de ficar novamente em vantagem aos 37 minutos, em chute de Leandrão, mas Diogo salvou o Nova Iguaçu, que garantiu o emptate fora de casa.

Na próxima rodada, o Sendas enfrenta o Artsul no sábado, fora de casa. Já o Nova Iguaçu recebe o Fênix no mesmo dia.


Resultados:

Bonsucesso 2 x 1 Artsul
Sampaio Corrêa 1 x 0 Itaperuna
Quissamã 3 x 3 Cabofriense
Fênix 3 x 1 CFZ do Rio
Sendas Esporte 1 x 1 Nova Iguaçu

terça-feira, 18 de maio de 2010

PROMESSAS DE BOA CAMPANHA!

Cléber Santana acerta com o Fluminense
Foto: A Bola


O futebol carioca vai dando passos para um bom desempenho no Brasileirão. Enquanto o Flamengo se concentra na disputa da Taça Libertadores da América e tenta conquistar um título no primeiro semestre, os outros clubes focam as atenções na competição nacional.

O Rubro-Negro ainda vive a expectativa da classificação para a semifinal do torneio sul-americano e o impasse quanto a renovação ou não com o técnico Rogério Lourenço e ao nome que ocupará a cadeira do gestor de futebol do clube. Leonardo é o nome preferido, mas o ex-treinador do Milan não deve aceitar o convite no momento. Durante o Mundial na África do Sul, esses pontos de interrogação no Mengo devem ser desvendados.

O Vasco surpreendeu ao divulgar a contratação de Celso Roth, hoje a tarde, como o novo treinador da equipe. Gaúcho, que comandou o treinamento na parte da manhã tinha a pulga atrás da orelha quanto a sua permanência a frente do time cruzmaltino. De qualquer maneira a forte identificação com o clube e com o presidente Roberto Dinamite o fez ficar na Colina Histórica, porém retroceder ao posto de auxiliar-técnico.

O Vasco agora sim pode dizer que tem um comandante. Apesar de Celso Roth não ter em sua galeria títulos expressivos, o treinador se destaca por contribuir para o crescimento de equipes limitadas à exemplo do Atletico-MG e Grêmio, onde os dois clubes brigaram pelas primeiras posições do Campeonato Brasileiro em respectivos momentos.

Além disso, a diretoria vem trabalhando para reforçar o grupo. A chegada de Zé Roberto, ex-Flamengo, é essencial para ajudar no sistema ofensivo já que o capitão Carlos Alberto trava uma guerra com constantes contusões e Phillipe Coutinho por ser ainda muito jovem acaba sendo sobrecarregado com uma responsabilidade excessiva. Dodô nem de longe demonstra ser aquele artilheiro e grande dor de cabeça para os rivais.

Além de Zé Roberto, o Vasco foi atrás de dois destaques do Santo André, vice-campeão paulista. Tratam-se do atacante Nunes e do zagueiro Cesinha. Jogadores para compor o elenco justamente em uma competição que necessita de peças de reposição.

O Fluminense penou nas três primeiras partidas sob o comando de Muricy Ramalho, não contou com a dupla de ataque Fred-Alan, sofreu três derrotas, foi eliminado da Copa do Brasil, mas o alívio veio no último jogo diante do Atlético-GO. E parece que a conquista serviu não só para trazer novos ares para as Laranjeiras como também para trazer reforços de peso.

Após a chegada de Adriano e Leandro Teixeira além de Carlinhos, a diretoria contratou o meio-campo Cléber Santana e o zagueiro André Luis. Descontentes no tricolor paulista, ambos têm uma chance de ouro agora no time carioca. O defensor já teve passagem pelo Rio de Janeiro ao defender as cores do Botafogo, porém, foi no Barueri que o atleta reencontrou o bom futebol no ano passado e o levou para o hexacampeão brasileiro.

Cléber Santana contratado como grande esperança para 2010 ao Atletico de Madrid, constantemente ficou como opção no banco de reservas do técnico Ricardo Gomes e optou pela transferência. O Flu, ou melhor, a patrocinadora UNIMED desembolsou cerca de 3,4 milhões de reais pela transação.

E quem acredita que parou por aí está enganado. Segundo informações assim como o nosso amigo Thiago Zorro publicou mais cedo no blog, o clube acertou com o luso-brasileiro Deco. O Tricolor vai pagar R$ 550 mil por mês para ter o meia-atacante do Chelsea, por dois anos. O acordo verbal, praticamente selado no final de semana, será consumado ainda antes da Copa do Mundo faltando apenas a liberação do clube inglês.

Deco será o segundo jogador mais bem pago do Brasil, segundo o blog do jornalista Gilmar Ferreira, do Jornal Extra. O Fluzão ainda corre atrás de um volante (Edinho) e de um atacante (Jorge Henrique).

No Botafogo, só a presença de Joel Santana é suficiente para levantar a moral de um grupo limitado, porém aguerrido e que vem desbancando constelações no futebol nacional. A chegada de Maicossuel é o ponto-chave para colocar o clube entre os melhores do país. É óbvio que o Alvinegro precisa de mais reforços, entretanto, nem sempre craques trazem resultados e sim, a vontade e a gana dos guerreiros do Glorioso fazendo a diferença.


LARGADA PARA A SÉRIE C!

Macaé estreia no Grupo C diante do Gama, no Distrito Federal
Foto: Futrio.com.br


A CBF divulgou nesta segunda-feira, a tabela, o regulamento e o plano de ação do Campeonato Brasileiro da Série C. A competição, que tem início previsto para o dia 18 de julho, será disputada por 20 clubes. O Macaé Esporte está no Grupo C, ao lado do Gama (DF), Marília (SP), Ituiutaba (MG) e Luverdense (MT).

A estreia do Alvianil Praiano no Brasileiro será no próprio dia 18, contra o Gama, às 16h, no Bezerrão, no Distrito Federal. O representante do Rio de Janeiro estreia em casa só na segunda rodada, contra o Luverdense, no dia 25. Apesar de a CBF ter marcado este jogo para o Estádio Godofredo Cruz, em Campos, a expectativa é que o duelo marque a reabertura do Cláudio Moacyr, que está em fase final de obras.

"Apesar de estarmos em um grupo bastante equilibrado, acredito que temos uma boa tabela. Além disso, poderemos reinaugurar o estádio na semana de aniversário da cidade (Macaé completa 196 anos de emancipação no dia 29). Iniciamos nossa preparação na última semana e o nosso objetivo é conseguir o acesso à Série B", afirmou o presidente de honra do Macaé, Teodomiro Bittencourt Filho, o Mirinho.

Pelo regulamento, os 20 clubes foram divididos em quatro grupos (A, B, C e D) de cinco times cada. Na primeira fase, eles se enfrentam dentro de suas chaves, em jogos de turno e returno, e classificam-se os dois primeiros colocados. Já na segunda fase (quartas-de-finais), as partidas serão em ida e volta e os quatro vencedores, além de garantirem vaga nas semifinais, estão automaticamente classificados para a Série B de 2011.

"Na verdade, é uma competição de tiro curto. Para conseguir o acesso, você precisa passar da primeira fase e vencer o primeiro mata-mata. Precisamos mostrar regularidade desde o início. Acredito em uma Série C muito equilibrada, com times tradicionais em campo, como Fortaleza, Juventude, Paysandu e Criciúma. Porém, o Macaé vem forte e queremos uma das quatro vagas", disse o técnico Dário Lourenço.

Confira os grupos:

Grupo A
Águia de Marabá (PA)
Fortaleza (CE)
Paysandu (PA)
Rio Branco (AC)
São Raimundo (PA)

Grupo B
ABC (RN)
Alecrim (RN)
Campinense (PB)
CRB (AL)
Salgueiro (PE)

Grupo C
Gama (DF)
Ituiutaba (MG)
Luverdense (MT)
Macaé (RJ)
Marília (SP)

Grupo D
Brasil (RS)
Caxias (RS)
Chapecoense (SC)
Criciúma (SC)
Juventude (RS)


Confira os jogos do Macaé:

18/07 - Gama x Macaé
25/07 - Macaé x Luverdense
08/08 - Macaé x Marília
15/08 - Ituiutaba x Macaé
21/08 - Marília x Macaé
05/09 - Macaé x Ituiutaba
12/09 - Luverdense x Macaé
19/09 - Macaé x Gama



DIVULGADA TABELA DA SEGUNDONA - FASE FINAL!

Cabofriense estreia fora de casa com o Quissamã
Foto: Futrio.net


A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ) vem divulgar a tabela completa da 2ª fase do Campeonato Estadual da Série B de Profissionais.

Nesta etapa da competição, que terá seu início na próxima quarta-feira (19/05), as 10associações classificadas estão distribuídas em um grupo único, formado pelas equipes que, jogarão entre si, em turno e returno.

As duas equipes com maior número de pontos conquistados garantirão um lugar na Série A em 2011. Estão classificados para a 2ª fase os seguintes times: Fênix, Quissamã, Nova Iguaçu, CFZ do Rio, Cabofriense, Sendas Esporte, Bonsucesso, Sampaio Corrêa, Itaperuna e Artsul.


CAMPEONATO ESTADUAL DA SÉRIE B DE PROFISSIONAIS - 2010

GRUPO C

1ª Rodada
19.05 - Qua - 15:00 - Quissama X Cabofriense - Antônio Carneiro
19.05 - Qua - 15:00 - Fênix X CFZ - Raulino de Oliveira
19.05 - Qua - 15:00 - Sendas X Nova Iguaçu - Arthur Sendas
19.05 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X Artsul - Leônidas da Silva
19.05 - Qua - 15:00 - Sampaio Correa X Itaperuna Sampaio Correa

2ª Rodada
22.05 - Sáb - 15:00 - CFZ X Quissama - Arthur Antunes
22.05 - Sáb - 15:00 - Nova Iguaçu X Fênix - Janio Moraes
22.05 - Sáb - 15:00 - Atsul X Sendas - Nivaldo Pereira
22.05 - Sáb - 15:00 - Itaperuna X Bonsucesso - Jair Bitencourt
22.05 - Sáb - 15:00 - Cabofriense X Sampaio Correa - Alair Correa

3ª Rodada
26.05 - Qua - 15:00 - Quissama X Sampaio Correa - Antônio Carneiro
26.05 - Qua - 15:00 - Fênix X Artsul - Raulino de Oliveira
26.05 - Qua - 15:00 - Sendas X Itaperuna - Arthur Sendas
26.05 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X Cabofriense - Leônidas da Silva
26.05 - Qua - 15:00 - CFZ X Nova Iguaçu - Arthur Antunes

4ª Rodada
29.05 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Quissama - Janio Moraes
29.05 - Sab - 15:00 - Itaperuna X Fênix - Jair Bitencourt
29.05 - Sab - 15:00 - Cabofriense X Sendas - Alair Correa
29.05 - Sab - 15:00 - Sampaio Correa X Bonsucesso - Sampaio Correa
29.05 - Sab - 15:00 - Atsul X CFZ - Nivaldo Pereira

5ª Rodada
05.06 - Sab - 15:00 - Quissama X Bonsucesso - Antônio Carneiro
05.06 - Sab - 15:00 - Fênix X Cabofriense - Raulino de Oliveira
05.06 - Sab - 15:00 - Sendas X Sampaio Correa - Arthur Sendas
05.06 - Sab - 15:00 - CFZ X Itaperuna - Arthur Antunes
05.06 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Artsul - Janio Moraes

6ª Rodada
09.06 - Qua - 15:00 - Quissama X Artsul - Antônio Carneiro
09.06 - Qua - 15:00 - Sampaio Correa X Fênix - Sampaio Correa
09.06 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X Sendas - Leônidas da Silva
09.06 - Qua - 15:00 - Cabofriense X CFZ - Alair Correa
09.06 - Qua - 15:00 - Itaperuna X Nova Iguaçu - Jair Bitencourt

7ª Rodada
12.06 - Sab - 15:00 - Sendas X Quissama - Arthur Sendas
12.06 - Sab - 15:00 - Fênix X Bonsucesso - Raulino de Oliveira
12.06 - Sab - 15:00 - CFZ X Sampaio Correa - Arthur Antunes
12.06 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Cabofriense - Janio Moraes
12.06 - Sab - 15:00 - Atsul X Itaperuna - Nivaldo Pereira

8ª Rodada
16.06 - Qua - 15:00 - Quissama X Itaperuna - Antônio Carneiro
16.06 - Qua - 15:00 - Sendas X Fênix - Arthur Sendas
16.06 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X CFZ - Leônidas da Silva
16.06 - Qua - 15:00 - Sampaio Correa X Nova Iguaçu - Sampaio Correa
16.06 - Qua - 15:00 - Cabofriense X Atsul - Alair Correa

9ª Rodada
19.06 - Sab - 15:00 - Fênix X Quissama - Raulino de Oliveira
19.06 - Sab - 15:00 - CFZ X Sendas - Arthur Antunes
19.06 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Bonsucesso - Janio Moraes
19.06 - Sab - 15:00 - Atsul X Sampaio Correa - Nivaldo Pereira
19.06 - Sab - 15:00 - Itaperuna X Cabofriense - Jair Bitencourt



RETURNO

1ª Rodada
26.06 - Sab - 15:00 - Cabofriense X Quissama - Alair Correa
26.06 - Sab - 15:00 - CFZ X Fênix - Arthur Antunes
26.06 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Sendas - Janio Moraes
26.06 - Sab - 15:00 - Artsul X Bonsucesso - Nivaldo Pereira
26.06 - Sab - 15:00 - Itaperuna X Sampaio Correa - Jair Bitencourt

2ª Rodada
30.06 - Qua - 15:00 - Quissama X CFZ - Antônio Carneiro
30.06 - Qua - 15:00 - Fênix X Nova Iguaçu - Raulino de Oliveira
30.06 - Qua - 15:00 - Sendas X Artsul - Arthur Sendas
30.06 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X Itaperuna - Leônidas da Silva
30.06 - Qua - 15:00 - Sampaio Correa X Cabofriense - Sampaio Correa

3ª Rodada
03.07 - Sab - 15:00 - Sampaio Correa X Quissama - Sampaio Correa
03.07 - Sab - 15:00 - Atsul X Fênix - Nivaldo Pereira
03.07 - Sab - 15:00 - Itaperuna X Sendas - Jair Bitencourt
03.07 - Sab - 15:00 - Cabofriense X Bonsucesso - Alair Correa
03.07 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X CFZ - Janio Moraes

4ª Rodada
10.07 - Sab - 15:00 - Quissama X Nova Iguaçu - Antônio Carneiro
10.07 - Sab - 15:00 - Fênix X Itaperuna - Raulino de Oliveira
10.07 - Sab - 15:00 - Sendas X Cabofriense - Arthur Sendas
10.07 - Sab - 15:00 - Bonsucesso X Sampaio Correa - Leônidas da Silva
10.07 - Sab - 15:00 - CFZ X Artsul - Arthur Antunes

5ª Rodada
14.07 - Qua - 15:00 - Bonsucesso X Quissama - Leônidas da Silva
14.07 - Qua - 15:00 - Cabofriense X Fênix - Alair Correa
14.07 - Qua - 15:00 - Sampaio Correa X Sendas - Sampaio Correa
14.07 - Qua - 15:00 - Itaperuna X CFZ - Jair Bitencourt
14.07 - Qua - 15:00 - Atsul X Nova Iguaçu - Nivaldo Pereira

6ª Rodada
17.07 - Sab - 15:00 - Artsul X Quissama - Nivaldo Pereira
17.07 - Sab - 15:00 - Fênix X Sampaio Correa - Raulino de Oliveira
17.07 - Sab - 15:00 - Sendas X Bonsucesso - Arthur Sendas
17.07 - Sab - 15:00 - CFZ X Cabofriense - Arthur Antunes
17.07 - Sab - 15:00 - Nova Iguaçu X Itaperuna - Janio Moraes

7ª Rodada
24.07 - Sab - 15:00 - Quissama X Sendas - Antônio Carneiro
24.07 - Sab - 15:00 - Bonsucesso X Fênix - Leônidas da Silva
24.07 - Sab - 15:00 - Sampaio Correa X CFZ - Sampaio Correa
24.07 - Sab - 15:00 - Cabofriense X Nova Iguaçu - Alair Correa
24.07 - Sab - 15:00 - Itaperuna X Artsul - Jair Bitencourt

8ª Rodada
28.07 - Qua - 15:00 - Itaperuna X Quissama - Jair Bitencourt
28.07 - Qua - 15:00 - Fênix X Sendas - Raulino de Oliveira
28.07 - Qua - 15:00 - CFZ X Bonsucesso - Arthur Antunes
28.07 - Qua - 15:00 - Nova Iguaçu X Sampaio Correa - Janio Moraes
28.07 - Qua - 15:00 - Atsul X Cabofriense - Nivaldo Pereira

9ª Rodada
31.07 - Sab - 15:00 - Quissama X Fênix - Antônio Carneiro
31.07 - Sab - 15:00 - Sendas X CFZ - Arthur Sendas
31.07 - Sab - 15:00 - Bonsucesso X Nova Iguaçu - Leônidas da Silva
31.07 - Sab - 15:00 - Sampaio Correa X Atsul - Sampaio Correa
31.07 - Sab - 15:00 - Cabofriense X Itaperuna - Alair Correa


DECO NO FLU???

Deco pode pintar no Flu Foto: Arquivo de Internet


Caros amigos tricolores,

Segundo informações do colunista Renato Maurício Prado, o Fluminense acretou a contratação do luso-brasileiro Deco. De acordo com Renato, Deco se apresentará nas Laranjeiras após a Copa do Mundo, na qual disputará pela seleção de Portugal. Nesta terça-feira, o atleta deu uma entrevista coletiva, na qual disse que o Fluminense o procurou, mas que ainda não tem nada acertado. Deco tem mais um ano de contrato com o Chelsea-ING e depende da liberação do clube inglês para poder acertar com Tricolor. Essa liberação não deverá ser problema, já que Deco está na lista de dispensa do técnico Carlo Ancelloti. É uma negociação que requer um pouco mais de tempo, ainda mais em véspera de Copa do Mundo. Vamos aguardar. Falei com alguns torcedores e eles estão esperançosos, mas que só vão acreditar mesmo quando virem o Deco com a camisa e o boné do Fluminense na apresentação.

Seria um grande reforço para o meio-campo do Fluminense. Se Deco é um sonho para após a Copa, Cléber Santana e André Luis não. Na noite desta terça-feira, o clube acertou a contratação do meio-campista, que estava no São Paulo. Pela negociação, o Fluminense pagou ao clube do Morumbi cerca de 1,5 milhão de euros (R$ 3,4 milhões), exatamente o mesmo valor que o clube paulista pagou ao Atlético de Madri (ESP) em janeiro para contratar o jogador, que assinará por três anos com o clube das Laranjeiras. E para completar o pacote paulista, o zagueiro André Luis, que atuou no Fluminense em 2001 foi contratado.

Em relação a outras contratações, a diretoria corre em busca de jogadores para suprir as carências do elenco. Para o meio-campo, além de Deco e Cléber Santana, Edinho, que pertence ao Palmeiras foi um pedido de Muricy e negocia com o clube. No ataque, Jorge Henrique, Araújo, Emerson, ex-Fla, foram especulados. Nilmar é um sonho quase impossível.

Um abraço a todos.

domingo, 16 de maio de 2010

PRIMEIRA!

Marquinho comemora único gol tricolor diante do Atlético-GO
Foto: FERJ


Caros amigos tricolores,

Foi difícil, suado. O jogo não foi dos melhores, a atuação nem se fala. Mas depois de três derrotas consecutivas, o Fluminense de Muricy Ramalho conquistou a primeira vitória: 1 a 0 sobre o Atlético-GO, pela 2a rodada do Campeonato Brasileiro.

Um dos jogadores mais contestados por mim e pela torcida tricolor, mas que pelo visto vem agradando Muricy, já que foi titular em todas as partidas sobre o comando do novo técnico, Marquinho foi o autor do gol que deu ao Fluminense os primeiros três pontos na principal competição nacional.

O resultado foi importante, mas a partida deixou claro que o Fluminense precisa de reforços. E Fred faz muita falta ao time, como ficou comprovado na péssima partida de André Lima. Júlio César teve boa atuação no segundo tempo, mas ainda não é sombra do lateral que o Fluminense precisa. Carlinhos, ex-Santo André, foi contratado e pode ser o tutlar na esquerda.

Na direita, Mariano, se não repetiu as boas atuações do início do ano, foi o responsável pela assistência no gol de Marquinho. Algo positivo foi que Willians não atuou, e isso foi um grande ganho ao time. O estreante Rodriguinho foi bem, mesmo não marcando gol, mostrou muita disposição. O que eu não consigo entender é a barração do Everton.

En relação a novos reforços pedidos por Muricy, podemos ter novidades no decorrer da semana. A direotira tentará contato com Deco, aproveitando que o jogador ficará no Brasil até terça-feira. O Fluminense também está no páreo por Diego Souza, que foi revelado pelo clube.

No próximo domingo, o Flu enfrenta o Corinthians no Pacaembú, pela terceira rodada.

SE VALER A SUPERSTIÇÃO...

Antonio Carlos empata o jogo e vibra com os companheiros
Foto: BFR


Seguidores da Estrela Solitária,

O Botafogo não vencia o São Paulo no Morumbi, em Campeonatos Brasileiros, há 15 anos. A última vitória da equipe da estrela solitária sobre o tricolor paulista em território inimigo, havia sido em 1998, pelo Torneio Rio-São Paulo. Tudo bem que ainda é cedo para dizer, mas, confiando na superstição do torcedor alvinegro, podemos dizer que, nas duas oportunidades (1995 e 1998), o Botafogo foi campeão da competição. Hoje, mais uma vez o feito foi alcançado, gols de Antonio Carlos e Renato Cajá. Quem descontou para o São Paulo foi Léo Lima. Com a vitória, o Botafogo alcançou a segunda colocação do campeonato.

O técnico Joel Santana tinha uma dúvida para a partida. Não sabia se iria escalar Sandro Silva ou Edno no meio-campo, acabou optando por Sandro, mas, no segundo tempo, Edno entrou e deu mais volume de jogo a equipe, o que pode significar a sua titularidade a partir de então no Glorioso. Outra ausência foi a de Loco Abreu, que foi relacionado para defender a seleção uruguaia na Copa de 2010; O substituto foi o jovem Caio.

Quando a bola rolou, o Botafogo parecia o mandante do jogo, melhor na partida, o fogão tinha as oportunidades mais claras de gol. O São Paulo respondeu em dois lances capitais, no primeiro, Washington driblou Jéfferson e não conseguiu finalizar porque foi desarmado por Antonio Carlos. No minuto seguinte, Jorge Wágner desceu pelo lado esquerdo e cruzou para a área, Léo Lima deu apenas um toquinho de cabeça, o suficiente para deslocar Jéfferson e marcar.

O Botafogo conseguiria o empate aos 15 minutos, com Antonio Carlos, mas o árbitro Sandro de Meira Ricci anulou erradamente, alegando falta do zagueirão alvinegro sobre Alex Silva. Aos 23 minutos, o glorioso teve grande oportunidade. Em falta na meia lua pelo lado direito do ataque, Lúcio Flávio preferiu fazer jogada ensaiada e tocou para Sandro Silva, que não conseguiu acertar o gol, parando na marcação de Jorge Wágner. Depois dos 28 minutos, só deu Botafogo. Lúcio Flávio cobrou falta pelo setor esquerdo e Antonio Carlos apareceu livre para empatar em bela cabeçada. 1 a 1.

Caio ainda teve a oportunidade de deixar o Bota em vantagem ao final do primeiro tempo, mas foi travado por Alex Silva. Para o segundo tempo, os dois técnicos voltaram sem alteração. A única coisa que mudou foi a postura, o São Paulo tinha mais volume de jogo e passou a dominar as ações, enquanto o Botafogo tentava apenas os contra-ataques em velocidade.

As equipes, nos primeiros dez minutos de jogo, iniciaram uma sequencia de chutes ao gol, mas todos eles sem direção. Pelo lado do São Paulo Washington e Léo Lima, pelo Botafogo, Herrera perdeu. Aos 18 minutos, Ricardo Gomes fez logo duas mudanças, colocou Fernandinho na vaga de Washington e Wellington saiu para a entrada de Cicinho. Joel Santana respondeu do outro lado e colocou Edno na vaga de Sandro Silva, buscando dar um pouco mais de ofensividade ao fogão.

O Botafogo conseguiu grande jogada aos 35 minutos, depois de lançamento longo, Caio não conseguiu uma boa cabeçada e jogou por cima. A superioridade do alvinegro só se fez presente aos 42 minutos. Renato Cajá tabelou com Herrera e finalizou na saída de Rogério Ceni para garantir a virada. O São Paulo ainda tentou desesperadamente o empate, mas Jéfferson evitou com personalidade.

SÃO PAULO 1X2 BOTAFOGO

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 16/5/2010 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Cartões amarelos: Alex Silva, Cicinho, Marcelinho Paraíba (SP); Antônio Carlos (BOT)
GOLS: Léo Lima, 8'/1ºT (1-0); Antônio Carlos, 27'/1ºT (1-1); Renato, 42'/2ºT (1-2);

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Richarlyson, Renato Silva e Alex Silva; Wellington (Cicinho, 17'/2ºT), Jean, Cléber Santana, Léo Lima e Jorge Wágner; Marcelinho Paraíba (Marlos, 38'/2ºT) e Washington (Fernandinho, 17'/2ºT). Técnico: Ricardo Gomes.

BOTAFOGO: Jefferson; Antônio Carlos, Fahel e Fábio Ferreira; Alessandro (Marcelo Cordeiro, 33'/2ºT), Leandro Guerreiro, Sandro Silva (Edno, 19'/2ºT), Lucio Flavio (Renato, 33'/2ºT) e Somália; Caio e Herrera. Técnico: Joel Santana.


CLASSIFICADOS!

Cabofriense derrota o São Cristóvão fora de casa e garante a classificação
Foto: FERJ


A última rodada da 1ª fase do Campeonato Estadual da Série B foi toda realizada neste sábado. Nela, oito jogos movimentaram os gramados. A rodada definiu os dez clubes classificados para a próxima fase da competição. Foram definidas também, as seis equipes que farão parte do grupo X, o Grupo da Morte, onde tentarão escapar de três vagas à série C de 2011.

Avançam para a 2ª fase: Fênix, Quissamã, Nova Iguaçu, CFZ do Rio, Cabofriense, Sendas Esporte, Bonsucesso, Sampaio Corrêa, Itaperuna e Artsul. Integram o grupo X: Goytacaz, Profute, São Cristóvão, Mesquita, Portuguesa e Angra dos Reis.

Confira os resultados e a classificação:


Mesquita 0 x 1 CFZ do Rio
Fênix 1 x 2 Portuguesa
São Cristóvão 0 x 2 Cabofriense
Nova Iguaçu 0 x 2 Quissamã
Sampaio Corrêa 1 x 1 Profute
Bonsucesso 3 x 0 Artsul
Itaperuna 1 x 0 Sendas
Ceres 3 x 4 Goytacaz


CLASSIFICAÇÃO

Grupo A
1º) Quissamã - 31 pontos
2º) Fênix - 28 pontos
3º) Nova Iguaçu – 22 pontos
4º) CFZ do Rio – 18 pontos
5º) Cabofriense - 17 pontos
6º) São Cristóvão - 17 pontos
7º) Portuguesa – 10 pontos
8º) Mesquita – 9 pontos


Grupo B
1º) Sendas - 28 pontos
2º) Bonsucesso - 26 pontos
3º) Sampaio Corrêa – 26 pontos
4º) Itaperuna – 26 pontos
5º) Artsul – 25 pontos
6º) Profute - 23 pontos
7º) Goytacaz - 23 pontos
8º) Ceres - 23 pontos
9º) Angra dos Reis - 8 pontos



A Cabofriense derrotou o São Cristóvão pelo placar de 2 a 0, na tarde deste sábado, em partida realizada no estádio da Rua Figueira de Melo, válida pela última rodada da primeira fase do Campeonato Estadual da Série B de Profissionais. Com a vitória a equipe de Cabo Frio se garantiu na próxima fase da competição. Já o São Cristóvão disputará o grupo X.

Precisando vencer, a Cabofriense partiu para o ataque. Aos 15 minutos, o atacante Alexandre foi derrubado dentro da área pelo goleiro Leonardo. Pênalti marcado pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. Nil cobrou e abriu o placar: 1 a 0.

Logo depois da parada técnica, o treinador do São Cristóvão Marcelo Ribeiro, após reclamar da marcação de um impedimento, foi expulso. Em desvantagem no placar, o time da casa foi em busca do empate. Mas pouco ameaçou nos primeiros 45 minutos. Na etapa final, aos 25 minutos, num contra-ataque rápido, Neto livre, marcou o segundo: Cabofriense 2 a 0.

Ao São Cristóvão, restou torcer para o Mesquita vencer a partida contra o CFZ. Vitória esta, que acabou não acontecendo. Agora, o time cadete disputará o grupo X.

Já o Bonsucesso venceu o Artsul por 3 a 0, no estádio Leônidas da Silva. Com este resultado, o Bonsucesso sobe para a 2º posição com 26 pontos ganhos e se classifica para a 2º fase, que deverá ter inicio no próximo sábado (21/05).

O jogo começou em um ritmo lento com as duas equipes tendo dificuldades de chegar ao gol. Mas aos 27 minutos, o Bonsucesso marcou com Rafael Paty, que entrou pela esquerda e arriscou rasteiro no canto esquerdo de Bruno que nada podia fazer. Bonsucesso 1 x 0 Artsul.

Aos 31 minutos, o Artsul arriscou com Ivo que invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado para defesa do goleiro Rodrigo. O ritmo para a segunda etapa continuou o mesmo, o Artsul não conseguia assustar a meta do goleiro Rodrigo, por sua vez o Bonsucesso recuou e jogou atrás até marcar o seu segundo. Allan recebeu pela esquerda, dribou dois marcadores e entrou na área. O jogador arriscou para a meta de Bruno que espalmou para o meio. Ivan pegou o rebote e fez: Bonsucesso 2 x 0 Artsul.

O Artsul chegou com perigo aos 31 minutos. Moíses recebeu e arriscou de longe, mas a bola foi pela linha de fundo. Aos 38 minutos para fechar o caixão da classificação, o Bonsuça marcou seu terceiro gol. Felipe recebeu a bola em profunidade, entrou na área e chutou na sáida de Bruno. Bonsucesso 3 x 0 Artsul.


sábado, 15 de maio de 2010

O SÁBIO DA BOLA, COM CARLOS PINHO

Foto : Arquivo da Internet


Temo pelo futuro . . . (Carlos Alberto de Pinho Junior)

Passada a primeira rodada do Campeonato Brasileiro e os torcedores cariocas já presenciaram dois empates em casa (de Botafogo e Flamengo) e duas derrotas fora. O meu temor evidenciado no título dessa carta não é meramente circunstancial. Baseia-se na preparação confusa das nossas equipes e no que elas podem oferecer dentro da competição nacional mais disputada no mundo da bola.

O Fluminense dispensou um dos heróis da surpreendente arrancada final de 2009, Cuca, e contratou a peso de ouro o competente Muricy Ramalho. O saldo atual de tamanho investimento é negativo: três derrotas. As duas para o Grêmio (que eliminou o tricolor carioca da Copa do Brasil) e uma para o Ceará, no Castelão, na estréia do time na “grande procissão” do futebol brasileiro, como diria Washington Rodrigues.

Muricy alega estar à espera de reforços, principalmente no setor de armação da equipe, dependente da categoria do argentino Dario Conca. Cacife, pelo menos, o patrocinador do clube possui para atender aos pedidos do treinador. No entanto, prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém, e saber tirar o que há de melhor do que, de fato, há no elenco é o diferencial de um grande técnico. E ele está buscando isso.

O Botafogo, incontestável campeão carioca, apagou as velas e estourou as bexigas e, ainda varrendo os confetes e serpentinas da festa do título, empatou com o Santos, no Engenhão, por 3 a 3. E digno de nota: empatou com um Santos recheado de reservas. Sem Robinho e Paulo Henrique. Empatar dentro de casa é um pecado mortal para quem almeja vôos mais altos na classificação.


A equipe titular é boa, mas carece de algumas peças de reposição, especialmente no meio campo, já que Lúcio Flávio não agrada os alvinegros há muito tempo. Carece também de recursos para trazer esses reforços pontuais por conta própria. A esperança está depositada na possível volta do Mago Cruel de General Severiano, Maicossuel. Porém, esse desejo só está sendo alimentado graças a um grupo de empresários dispostos a trazê-lo.

A nau que parece estar furada é a cruzmaltina. Que o Vasco passa por uma profunda crise financeira é pública e notória. O que é estranho nisso tudo? A falta de capacidade da sua diretoria em fechar contratos de patrocínio que realmente rendam frutos, e não somente passem a falsa ilusão de parceria trazida por uma marca estampada num uniforme. O elenco está aquém das tradições do clube, mesmo com bons valores como P. Coutinho, C. Alberto e Dodô (este que ainda não emplacou de fato).

No entanto, não destoa da maioria das demais equipes desta competição que a cada ano mostra-se mais equilibrada. Mas isso pode mudar para pior, pois a possibilidade de saída de Coutinho e Carlos Alberto é iminente e os recursos são escassos para repor à altura tais ausências. Foram anunciadas as contratações de Zé Roberto (que estava encostado na Alemanha), Nunes e Cesinha (destaques do Santo André). Entretanto, tudo dependerá da benevolência de Werder Bremen e Internazionale para a permanência do líder e do menino de ouro de São Januário.

O Flamengo é uma caixinha de surpresas. Quando você pensa que ele está morto, suspira. E quando você acha que vai, nada acontece. A equipe conseguiu, aos trancos e barrancos, a classificação para a segunda fase da Copa Libertadores. Eliminou a equipe de melhor campanha na primeira fase , o Corinthians. E aí , tentou aprovação com louvor contra a Universidade do Chile e levou “bomba”. “Deu branco” em pleno Maracanã.

Vamos ver se na próxima avaliação, fora de casa, a equipe se recupera e volta a ter bons sonhos com o título. Já no Brasileirão, o pós Copa do Mundo pode trazer muitas mudanças. Adriano e Vagner Love não estão assegurados, apesar de terem sido ignorados na lista de convocados de Dunga (particularmente, no caso do Imperador da Gávea).


Bruno e Petkovic não atravessam os seus melhores dias no assunto relação com setores do clube . O primeiro, com parte da torcida e o segundo, com parte da diretoria e do elenco. Capital, o rubro negro tem para trazer jogadores de qualidade que suprem futuras carências no time comandado por Rogério Lourenço. O término da Copa do Mundo será de muita expectativa para a nação.

Resta-nos aguardar para saber se, após a tempestade dos maus resultados e a deriva da paralisação por conta da realização da Copa do Mundo, encontraremos um porto seguro de vitórias , contratações e manutenções, ou o pesadelo de outra tempestade, reservando a agonia do rebaixamento sob o olhar melancólico das arquibancadas vazias.

ÚLTIMA CHAMADA!

Última rodada da Segundona movimenta a tarde deste sábado
Foto: Anderson Ramos



Será realizada na tarde deste sábado, a última rodada da 1ª fase do Campeonato Estadual da Série B de Profissionais. Nela, oito jogos movimentarão os gramados do Estado. Em jogo, as últimas vagas para a próxima fase da competição.

No grupo A, Fênix, Quissamã e Nova Iguaçu já estão classificados. São Cristóvão (17 pontos), CFZ do Rio (15 pontos) e Cabofriense (14 pontos) brigam pelas duas vagas restantes no grupo. Na Rua Figueira de Mello, teremos o confronto entre São Cristóvão x Cabofriense. Já o time de Zico medirá forças contra o Mesquita, no Louzadão.

No grupo B, muito equilíbrio. Garantido na próxima fase somente o Sendas Esporte. Exceto o Angra dos Reis, todas as equipes lutam por uma vaga. Mais do que nunca, chegou à hora da definição. Confira os jogos da última rodada:


Grupo A
Mesquita x CFZ do Rio
Nova Iguaçu x Quissamã
São Cristóvão x Cabofriense
Fênix x Portuguesa


Grupo B
Ceres x Goytacaz
Bonsucesso x Artsul
Itaperuna x Sendas Esporte
Sampaio Côrrea x Profute



DESTAQUE

O Artsul enfrenta o Bonsucesso neste sábado, na Teixeira de Castro. Comandado pelo técnico Rogério Pina, o time está com 25 pontos e depende apenas de um empate para conseguir a classificação. Por outro lado, o Bonsucesso tem 23 e precisa da vitória.

De acordo com Rogério, o Artsul vai usar a inteligência para surpreender o Bonsucesso. "Não vai adiantar atacar de qualquer maneira. Temos é que usar da inteligência para conseguir o nosso objetivo que é a classficação para a proxima fase. O Bonsucesso tem um elenco de primeira e vai entrar com tudo pra cima da gente. Nessas horas será preciso toda a calma do mundo para não deixar tudo ir por água abaixo", disse.

Mesmo em caso de derrota o Artsul pode se classificar, mas precisará de uma combinação de resultados. Os jogadores no entanto, não pensam em outro resultado que não seja a vitória. "Não dá para pensar em outro resultado que não seja a vitória. Se entrar em campo pensando no empate vai acabar prejudicado tudo. Então, o nosso pensamento é nos tres pontos", disse o meia Moisés.

O Bonsucesso não contará com o zagueiro Dedé, o volante Junior e o atacante Assumpção, suspensos. No lugar deles, o treinador Toninho Barroso poderá optar pela escalação de Admilton, Eberson e Cristiano.



sexta-feira, 14 de maio de 2010

RELAÇÃO ESTREMECIDA!

Goleiro Bruno pede desculpas a torcida após reunião com presidente do clube
Foto: Globoesporte.com


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O goleiro Bruno disparou contra a torcida a sua opinião quanto as vaias após a derrota para a Universidad do Chile por 3 a 2, quarta-feira, no Maracanã, pela Taça Libertadores e sentiu o gosto da pressão.

No treinamento de ontem muitas coisas anormais aconteceram a começar pela participação de Adriano na atividade dos reservas na Gávea. E para quem acreditava que o goleiro não iria se pronunciar quanto a polêmica já que até mesmo ele não participou de nenhuma movimentação se enganou após conversa com a presidente Patrícia Amorim.

Ela que também ocupa a posição de vice-de-futebol teve um papo com o jogador por 30 minutos e após se explicar para a imprensa, três representantes de torcidas organizadas do clube cobraram empenho do atleta e até mesmo o afastamento do mesmo, porém a conversa "cara a cara" foi essencial para amenizar os ânimos exaltados.

Um clube como o Flamengo não pode deixar uma situação destas acontecer. Conforme o vice-geral Hélio Ferraz afirmou: "jogador é pago para jogar e não para falar". Ninguem deve dar satisfação a essas pessoas que se dizem torcedores. O pedido de desculpas pela imprensa já era mais do que suficiente para pôr uma pá de terra na confusão.

De qualquer maneira, Bruno está confirmado para o jogo de amanhã diante do Vitória, no Barradão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Ouça abaixo a conversa entre Bruno e os líderes das torcidas organizadas:

quinta-feira, 13 de maio de 2010

É O FIM?

Rogério Lourenço: o novo discípulo de Dunga
Foto: Globoesporte.com


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

A torcida arco-íris já comemora a desclassificação do Flamengo, mas o gol do lateral-esquerdo Juan aos 44 minutos do segundo tempo diminuindo o prejuízo para 3 a 2 dá um fio de esperança para o time conseguir a classificação para a semifinal da Taça Libertadores, quinta-feira, em Santiago, diante da Universidad do Chile.

O Flamengo atuou diante do São Paulo no final de semana com uma equipe mista já que o foco estava na competição sul-americana. Com isso, boa parte dos jogadores estavam descansados e prontos para o confronto, mas já na segunda-feira, o treinamento visando esta partida foi displicente. O time parecia acreditar que desta vez conseguiria fazer o resultado necessário quando quisesse.

O técnico Rogério Lourenço só poderia estar de brincadeira ao confirmar Kléberson entre os titulares mesmo com a convocação para a seleção brasileira (outra piada) e segundo ao colocá-lo em uma função que o camisa 15 não está habituado a desempenhar e que se na verdadeira posição ele já não se sai bem, imagina como homem de criação... O agora "efetivado" Lourenço é mais um daqueles treinadores covardes que não priorizam a ofensividade.

Isso é história para boi dormir ao falar que nem sempre o ataque é a melhor arma. O Flamengo é um time ofensivo por si só, entretanto, vem conquistando vitórias e classificações no tranco. Partidas irregulares e com diversas falhas na zaga mesmo atuando com vários cabeças-de-área na contensão ao sistema defensivo. Alguma coisa deve mudar. Como barrar o jovem Fabrício e continuar com Angelim diante de adversários como estes?

O Mengo entrou em campo com quatro cabeças-de-área. Rômulo apesar de tudo atuou como um terceiro zagueiro auxiliando a terrível zaga formada por David e Angelim (está na fila no INSS para se aposentar) com liberdade para os laterais que constantemente afunilavam as jogadas. Willians, Maldonado e o próprio Kléberson completavam o meio.

Outro erro foi a dispersão nos primeiros minutos de jogo. Alguns culpam o atraso ao chegar ao estádio, mas sinceramente isso não é desculpa para a derrota muito menos a arbitragem que apesar de alguns equívocos expulsou um jogador adversário de forma errada já que Iturra nem encostou em Willians no fim do primeiro tempo.

No início do jogo, o nerovisismo falava mais alto e com menos de três minutos, "La U" teve duas chances claras de marcar. Porém, aos quatro minutos não teve jeito. A bola passou por toda a área, Willians cortou mal e o zagueiro Vitorino chutou forte entre as pernas de Bruno. 1 a 0.

Sem criar nenhuma jogada com a bola no chão, Vágner Love quase empatou aos 12 após cruzamento de Léo Moura da direita, mas o travessão apareceu em cena. Aos 20 minutos, Rogério Loureço contrariou a torcida que pedia Petkovic e pôs a campo Michael, que retornava de suspensão na vaga de Rômulo. Porém, o que ele conseguiu foi mais um gol do adversário.

Após cruzamento, a zaga do Fla ficou olhando, Bruno saiu todo atabalhoado e Olarra cabeceou na dividida com o goleiro. 2 a 0. Desaparecidos em campo, o Império do Amor não assustava a Universidad do Chile. Até porque, a bola não chegava na área. Aos 38, novamente na base do "chuveirinho", Kléberson no único lampejo durante a partida cruzou na medida e o Imperador deixou o dele de cabeça. 2 a 1.

Aos 43 minutos, o jogador ainda perdeu mais uma chance de gol. Nota-se a falta de ritmo e o excesso de peso de Adriano. A torcida de qualquer maneira incendiou o estádio ainda mais com a expulsão de Iturra.

Na volta do intervalo, Petkovic entrou em campo. Mas na base do tudo ou nada, logo aos dois muinutos, montillo cruzou da esquerda, ninguém cortou, e Fernandez, sozinho completou para o fundo da rede. 3 a 1.

Petkovic começou a dar o toque que faltava ao meio-campo com passes bons e que abriam espaços no ferrolho chileno. Porém, nem Love nem Adriano estavam em sintonia. A presidente Patrícia Amorim não parece conhecer o elenco que tem na Gávea ao afirmar que os MELHORES JOGADORES DO BRASIL estão no Flamengo. Aos 20, o treinador rubro-negro chamou Denis Marques para entrar na partida.

Engraçado é o senso crítico da torcida que sabe mais que qualquer um que a "Luluzinha" não pode vestir o manto sagrado. Todo desajeitado, ele foi peça nula durante o restante da etapa complementar.

Quando todos esperavam que o jogo estava sacramentado, a pressão final do Flamengo deu resultado em um lance despretencioso. Juan arriscou o chute, a bola desviou e o goleiro Pinto falhou feio. 3 a 2.

Na partida de volta, a Universidad não contará com cinco jogadores entre eles chilenos e uruguaios convocados para as suas respectivas seleções e o Flamengo ganhou pelo menos um "reforço": Fierro, que também estará servindo ao Chile. Bem que o Kléberson já poderia ter sido liberado, mas, enfim... é aturar este estorvo dias antes da apresentação para a Copa do Mundo.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2 X 3 UNIVERSIDAD DE CHILE


Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 12/5/2010 - 19h30
Árbitro: Carlos Amarilla

FLAMENGO: Bruno (4.5); Léo Moura (5.0), David (3.0), Angelim (3.5) e Juan (5.5); Rômulo (3.0) (Michael - 3.5), Maldonado (4.5) (Petkovic - 4.5), Willians (6.0) e Kleberson (4.5) (Dênis Marques - 2.0); Adriano (5.5) e Vagner Love (4.5). Técnico: Rogério Lourenço (3.0)

UNIVERSIDAD DE CHILE: Miguel Pinto, Rafael Olarra, Mauricio Victorino, Fernández, José Rojas, Seymour, Iturra, Rodríguez, Montillo (Puch), Olivera (Rivarola) e Vargas. Técnico: Gerardo Pelusso.