Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

domingo, 6 de dezembro de 2009

MEU FOGÃO É DA PRIMEIRA

Wellignton comemora o primeiro do Botafogo
Foto: Globoesporte.com

Torcedores do Glorioso,

Não queria neste momento estar comemorando a permanência na série A, já que o Botafogo é IMENSO e sua história e tradição pedem que o clube dispute o título em qualquer competição que entre. Entretanto, melhor estar vibranco com a primeirona, do que lamentar a queda para a segundona. Nosso time lutou até o fim, como havíamos pedido e ficamos no lugar que nos é de direito, e que não podemos sair jamais. Espero que ano que vem haja um melhor planejamento e que o clube consiga uma posição melhor.

Com a derrota para o Atléitico-PR (2x0) eu passei a não acreditar mais numa salvação do glorioso, mas de alguns dias para cá, uma onda de energia positiva tomou conta do torcedor alvinegro e comigo não foi diferente, passei a acreditar e ter certeza que a vitória viria. Só que sempre estando com um pé atrás, porque tem coisas que só acontecem ao Botafogo. E foi assim, nesse clima de EU ACREDITO NO MEU BOTAFOGO que o Glorioso foi a campo sob a festa da torcida alvinegra. Com gols de Wellington e Jóbson (fica!) o Bota venceu o Palmeiras por 2 a 1.

Parecia escrito no clima de hoje, a tarde não nos guardava contornos negativos. O Palmeiras, ainda lutando pela vaga na libertadores, chegou a tirar foto para o pôster de campeão, mas não contava que pela frente teria um Botafogo aguerrido, que fez do Engenhão um verdadeiro caldeirão que cozinhou, ainda cru, o porco paulistano. O tempero? à lá mestre Jóbson (fica!) com um toque de Wellington e Jéfferson.

A equipe palmeirense bem que tentou marcar, mas Jéfferson tratou de evitar todas as oportunidades com muita categoria. O Botafogo teve apenas duas grandes chances na primeira etapa: Após cruzamento de Alessandro, Lúcio Flávio cabeceou para o chão e tirou tinta do poste esquerdo de Marcos, aquele lance que seria lamentado durante um ano, se o Botafogo caísse. Já ao final do primeiro tempo, Reinaldo ganhou da defesa e quando estava de cara com Marcos, amarelou e praticamente recuou a bola para o goleiro.

A alegria foi guardada para o segundo tempo. E quando Lúcio Flávio cobrou falta para a área, Welington subiu mais que a zaga para dar início a festa no Engenhão. Ainda não era um resultado muito confortável, um gol do porco e o Bota cairia para a segundona. Alguns minutos depois, Renato apertou a fraca defesa do Palmeiras, e depois de duas tentativas, conseguiu achar Jóbson (fica!) livre dentro da grande área, ele só teve o trabalho de deslocar Marcos e ampliar a vantagem.

A torcida foi ao delírio no Engenhão e o Palmeiras não demonstrava reação, pelo menos não na bola, porque Diego Souza se estranhou com jogadores do Botafogo e partiu para a agressão física. Não eram nem 30 do segundo tempo quando a certeza de que o Glorioso estava na série A tomava conta do mais moderno do Brasil. A equipe sentia o momento e valorizava a posse de bola, sem se importar com a partida entre Fluminense e Coritiba.

O relaxamento característico do alvinegro depois dos 40 minutos, acabou gerando um gol do Palmeiras, de Robert que girou e jogou no cantinho, deixando Jéfferson estático. Reação da torcida? Mais apoio ao time, até porque, a esse momento, ninguém tinha dúvida de que o Bota permaneceria na primeira. Quando houve o apito final, um dos personagens do jogo, Jéfferson, ajoelhou dentro do gol que defendia e se jogou nas redes do estádio, demonstrando ali a reação de toda a torcida.

Estou muito feliz com a nossa permanência, mas temos que ser realistas, de todos os jogadores que atuaram hoje, apenas Jéfferson, Wellington, Renato e Jóbson, tem condições de permanecerem como titulares do Botafogo em 2010 todos os outros, podem servir como moedas de troca para tentar adquirir melhores jogadores, principalmente Lúcio Flávio, Fahel, Castillo, Léo Silva, Reinaldo e tantos outros.

Parabéns ao Futebol Carioca, temos que reconhecer também o título do Flamengo, que enalteceu mais ainda a subida de produção do futebol mais charmoso do país. E assim teremos as nossas quatro forças na primeira divisão de 2010, já que o Vasco levou o caneco da segundona e carimbou seu passaporte.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 2 X 1 PALMEIRAS


Estádio: Olímpico João Havelange (Engenhão), Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 6/12/2009 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (Fifa/RS)
Auxiliares: Erich Bandeira (Fifa/PE) e Jose Antonio Chaves Franco Filho (RS)
Renda e público: R$ 300.279,00 / 38.717 presentes
Cartões amarelos: Diego (BOT); Deyvid Sacconi, Armero e Sandro Silva (PAL)

GOLS: Wellington, 10/2°T (1-0); Jobson, 19'/2°T (2-0); e Robert, 46'/2°T (2-1).

BOTAFOGO: Jefferson, Alessandro, Juninho, Wellington e Diego; Leandro Guerreiro, Fahel, Lucio Flavio (Jônatas, 43/2°T) e Renato (Thiaguinho, 25'/2°T); Jobson e Reinaldo (Victor Simões, 27'/2°T). Técnico: Estevam Soares.

PALMEIRAS: Marcos, Figueroa, Maurício Ramos, Danilo e Armero (Wendel, 25'/2°T); Pierre, Edmílson (Robert, 14'/2°T), Cleiton Xavier e Deyvid Sacconi (Sandro Silva, intervalo); Diego Souza e Vagner Love. Técnico: Muricy Ramalho.

2 comentários:

Fernando Gonzaga disse...

fala Ricardo...

enfim 2009 terminou, mas temo pelo nosso futuro...mudanças são necessárias, pois chega de passar sufoco, chega de passar vergonha...o Botafogo não pode se limitar a esta mediocridade....

abraço!!!

Brasil Empreende disse...

Ola, estou passando para convidar a conferir a postagem de hoje: Congratulações honrosas II (uma homenagem ao Fluminense nesta temporada).
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.