Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

10 PERGUNTAS SOBRE A HEGEMONIA CARIOCA NO BRASILEIRÃO



Sobre o título do Fluminense e a ascensão (tida por muitos como contraditória) dos clubes cariocas , ficam as perguntas :      

1 - O que está acontecendo ?

2 - Por que os cariocas melhoraram ?

3 - Será que é o nível dos campeonatos que vem caindo ?

4 - Estão investindo mais na estrutura dos clubes ?

5 - Será por conta da postura dos dirigentes ? Eles estariam mudando ?

6 - A gestão está se profissionalizando ?

7 - O que importa mesmo é o talento dos jogadores , sendo que a estrutura em torno do trabalho é tão somente um complemento que só vem a ajudar , perdendo um pouco do seu poder infalível , tão celebrado por muitos analistas ?

8 - Existem clubes organizados no Brasil ?

9 - Será que esses bons ares que sopram no futebol carioca vão deixar algum legado ou apenas servirão para encobrir os problemas que ainda existem ?
Só para terminar e para dar espaço a você , caro leitor :

10 - Se nada ou pouca coisa mudou nos bastidores do futebol do Rio , qual seria a explicação para o fato de uma dita e havida desorganização estar se sobressaindo frente aos clubes-empresas de excelência ? Seria pelo desenvolvimento de uns ou pela decadência dos demais ?


Afinal , se perguntar não ofende . . .

domingo, 5 de dezembro de 2010

O SÁBIO DA BOLA , COM CARLOS PINHO .


Organização , pra que te quero ?

2009 – “O Flamengo encerrou um jejum que durava desde 1992” :
http://www1.folha.uol.com.br/folha/videocasts/ult10038u662748.shtml

2010 – “A torcida do Fluminense não comemora um Campeonato Brasileiro desde 1984” :


Por um bom tempo , a crônica esportiva , para justificar os péssimos resultados dos clubes cariocas nas competições nacionais , atribuía isso à total falta de organização desses clubes , que possuem enormes dívidas , atrasavam (o que ainda ocorre) salários , tinham no comando dirigentes amadores de condutas criticadíssimas e constantemente postas sob suspeita . Em instituições falidas , sem organização e estrutura . A falta desses dois últimos fatores tem sido muito martelado como justificativa para o fracasso . Assim como a sua presença era (e ainda é) vista como a chave para o sucesso .

Enfim , o que vemos desde de 2006 – quando o Flamengo conquistou a Copa do Brasil sobre o Vasco – é uma mudança nos resultados obtidos . E para melhor . Prosseguindo com essa minha viagem no tempo , o Fluminense conquistou a Copa do Brasil de 2007 e foi finalista nas Copas Libertadores de 2008 e da Sulamericana de 2009 . E o atual campeão brasileiro é o Flamengo . Hoje , o Flu entra em campo em busca do mesmo objetivo : ser o melhor do Brasil .

É fato que o Fluminense brigou para não ser rebaixado em 2008 e 2009 , que o Botafogo livrou-se da degola na última rodada do Brasileirão de 2009 e o Vasco não escapou do descenso em 2008 . No entanto , é inegável que , apesar de alguns resultados ruins , o Rio voltou a ser competitivo , a figurar em disputas internacionais e vem reconquistando o respeito que vinha murchando em piadas e zombarias . . .

domingo, 24 de outubro de 2010

O SÁBIO DA BOLA , COM CARLOS PINHO

Foto : imagem extraída da internet


 O homem falou 
(Carlos Alberto de Pinho Junior)

O homem falou :
Foi gol do Zico
num Flamengo e Vasco
em oitenta e três

Batera uma falta
ali do bico
da entrada da área
aos quarenta e seis

O céu logo abriu
Abriu-se um sorriso
no rosto chorado de quem o fez

O pranto rolou
no rosto sofrido
que comemorava a sua vez

O mundo rumou
mudou-se pr'aquilo
que os homens jogavam à exaustão

O homem falou :
Estavam unidos em telepatia
Multidão

Um mutirão clama
a cada menino ,
poeta da bola
a escrever

O verso de ouro ,
a rima do drible ,
o canto das vigas ,
Ode a vencer !

O homem falou :
Foi um balé !
A bola beijou o gol

Menino falou :
Pois é , eu não vi
Um homem assistiu
e me contou




sábado, 23 de outubro de 2010

ARRANCA, FOGÃO!!!


Seguidores da Estrela Solitária,

No dia seguinte a que voltei a colocar esse blog a ativa, o Botafogo conseguiu quebrar o jejum de nove partidas sem vitórias. Agora, depois do triunfo de hoje, está a nove partidas sem perder. Tudo bem que foi apertado, com gol de Marcelo Cordeiro aos 44 do segundo tempo, mas mostrou que o elenco pegou o espírito do Departamento de Marketing. É a hora da arrancada final, rumo ao título. Lembrando que agora o Botafogo está na zona de classificação para a Libertadores.

Debaixo de muita chuva no Engenhão, as equipes entraram em campo. Antes de mais nada, a merecida homenagem ao Rei do Futebol, Pelé, que completa hoje 70 anos de pura habilidade. Ao fundo da festa, a torcida alvinegra gritava: "É, Garrincha é melhor que o Pelé!!!". No uniforme do Botafogo, um novo patrocínio, Guaraviton, que mais parecia faixa de interdição. Mas o fator principal a se destacar hoje foi mesmo a chuva, ela veio de repente e afastou do Engenhão toda a energia negativa que não deixava a equipe ganhar, entretanto, a série de lesões não foi afastada. O lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, que marcou o gol, pode ficar de fora da equipe por até 15 dias devido a uma lesão na coxa esquerda.

Na partida, o Botafogo criava mais oportunidades, embora a equipe do Vitória fosse mais perigosa em alguns momentos. No sistema defensivo, Jéfferson mostrou muita personalidade com boas defesas. O zagueiro Márcio Rosário também teve uma grande atuação. No meio-campo, como sempre, a torcida alvinegra alternava vaias e aplausos para o camisa 10 e capitão Lucio Flávio.

Nos últimos suspiros da primeira etapa, falta para o Botafogo. Lúcio Flávio ajeitou, reclamou da barreira, ajeitou mais uma vez e deixou Marcelo Cordeiro cobrar, o lateral acertou o ângulo direito do goleiro Viáfara e acordou a Coruja, pra fazer 1 a 0, pro Fogão.

No segundo tempo a equipe do técnico Joel Santana diminuiu o ritmo e o Vitória ganhou muito espaço, mesmo assim, o Botafogo criava oportunidades com extrema facilidade. Em jogada pelo setor direito de ataque, Lucio Flavio ganhou a bola, cortou o zagueiro e serviu Marcelo Mattos, o volante de cara com o goleiro Viáfara, conseguiu jogar pela linha de fundo. Pouco tempo depois, Jóbson foi rápido ao ataque, tinha a opção de passe para Loco Abreu, mas chutou pela linha de fundo, desperdiçando a oportunidade.

Nada disso evitou a vitória alvinegra, que agora segue firme na luta por uma vaga na Copa Libertadores. E a música da arrancada é esta:




PRA CIMA DELES GLORIOSO!!!



BOTAFOGO 1 X 0 VITÓRIA

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 23/10/2010 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison (RS) e José Javel Silveira (RS)

Público e renda: R$ 324.760,00 / 10.141 pagantes
Cartões amarelos: Somália (BOT); Bida, Neto, Adailton, Junior, Bida (VIT)
GOLS: Marcelo Cordeiro, 44'/1ºT (1-0)

BOTAFOGO: Jefferson, Leandro Guerreiro, Danny Morais e Márcio Rosário; Alessandro, Marcelo Mattos, Somália, Lucio Flavio (Renato Cajá - 29'/2ºT) e Marcelo Cordeiro (Edno - 7'/2ºT); Jobson (Fahel - 34'/2ºT) e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

VITÓRIA: Viáfara, Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Bida, Neto (Vanderson - Intervalo), Jonas e Ramon (Henrique - 15'/2ºT); Adailton e Júnior (Elkeson - 30'/2ºT). Técnico: Antônio Lopes

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

PRA CIMA DELES, GLORIOSO!!!

Depois de muito tempo sem qualquer postagem neste blog devido a falta de tempo. Resolvi aproveitar a folga e dedicar alguns minutos para escrever.

Amanhã, no Engenhão, o Botafogo recebe o Vitória para tentar acabar com o jejum de nove partidas sem vencer, com direito a oito empates seguidos. No início da manhã, o glorioso, que vem sofrendo muito com as contusões de seus jogadores, chegou a soar frio quando o lateral-direito Alessandro levou uma entrada forte do atacante Alex em coletivo e saiu mancando do tornozelo esquerdo. Felizmente, nada passou de um susto e Alessandro deve ser confirmado para o jogo.

Para tentar atrair a torcida, que tem o característica de pouco comparecer à "Mansão do Fogão", o departamento de Marketing do Botafogo lançou a campanha: ARRANCADA FINAL. O intuito é alcançar o maior número de vitórias nas oito partidas restantes até o final do campeonato e buscar uma vaga para a libertadores, ou quem sabe até o título.

Então é chegada a hora. Vamos vestir o manto alvinegro e derrubar mais um rubro-negro.

Pra cima deles, glorioso
Quero te ver campeão outra vez
A gente não vai mais parar de cantar
De vibrar
De torcer

Ooooo BO TA FOGO

domingo, 15 de agosto de 2010

MAIS UM DOMINGO TRANQUILO!!!!

Caros amigos tricolores,

Tarde de festa no Maracanã neste domingo. Quase 60 mil tricolores lotaram o maior palco de futebol do futebol carioca para assistirem além da apresentação do novo camisa 20 tricolor Deco, viram um Fluminense não dar sopa para o azar e vencer com facilidade os reservas do Internacional (com a cabeça totalmente voltada para a final da Libertadores) por 3 a 0, com gols de Mariano - com a ajuda do calcanhar do Conca -, Washington de cabeça e Emerson Sheik (o quarto gol seguido em quatro jogos).

Com este vitória, o tricolor chegou a terceira vitória seguida, a 11 jogos de invencibilidade na competição e abriu quatro pontos de vantagem para o Corinthians: 32 a 29. Foi a décima vitória do Fluminense no Braisleiro. Com isso, além de abrir a vantagem de pontos, o Flu abre 2 vitórias de vantagem (10 contra 8) sobre o Timão.

Na partida deste domingo, mais uma vez o destaque maior foi para o argentino Conca. Se não marcou gol, o camisa 11 tricolor participou dos três gols do jogo: no primeiro, o chute de bateu no calcanhar dele e entrou; no segundo, cobrança de escanteio e Washington no primeiro pau de cabeça para marcar; e no terceiro, passe na medida para Emerson Sheik fechar o placar. É incrível a capacidade do argentino de dar ritmo ao time do Fluminense. Sempre em jogadas na vertical, Conca consegue dar a continuidade necessário para os ataques tricolor e principalmente, nos contra-ataques, como pode ser notado no terceiro gol.

Uma coisa eu digo: Muricy tem um "problema" para resolver: encaixar nesse time os astros Deco e Fred.

Um abraço a todos e boa semana!!!!

sábado, 14 de agosto de 2010

TRÊS DE UMA SÓ VEZ!

Rivaldo está na mira do Flamengo e pode ser anunciado na próxima segunda

A torcida do Flamengo se mostra insatisfeita com o atual elenco rubro-negro. Não é para menos, até agora em 13 rodadas, a equipe soma apenas 17 pontos e está na 10ª colocação. O atual campeão brasileiro não vence há quatro partidas e o jejum de gols já incomoda.

Ainda fora de forma, Renato Abreu e Leandro Amaral serão titulares e farão a estreia diante do Ceará, neste sábado, no Maracanã. Apesar disso, o técnico Rogério Lourenço já pediu a diretoria a contratação de mais reforços. E agindo de forma cautelosa e sigilosa, o vice-presidente de futebol do clube, Vinicius França deu declarações positivas na manhã desta sexta-feira: "O Zico está empenhado em seus contatos para que tudo possa acontecer o mais rápido possível. Posso garantir que vem coisa boa até segunda-feira."

As novidades seriam: Rivaldo, Deivid e Lugano. Existe ainda uma quarta negociação que envolve o meia Everton, que se transferiu para o Tigres, do México, após a conquista do hexacampeonato nacional.

Segundo as primeiras informações, Rivaldo estaria disposto a retornar ao Brasil e já teria tido conversas bem adiantadas com Zico. Além dele, Deivid e Lugano, que já trabalharam com o "Galinho" no Fenerbahçe também seriam anunciados. A transferência dos jogadores dependeria apenas de últimos ajustes salariais e seria concluída a três dias do fechamento da janela do mercado internacional.

Everton também pode retornar à Gávea. Zico já teve conversas preliminares com a Traffic, empresa que detém os direitos do jogador. A ideia inicial é que o atleta seja emprestado por um ano já que não vem sendo aproveitado no clube mexicano.

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

TRANQUILIDADE...

Fluminense tem o melhor início de Campeonato Brasileiro por pontos corridos
Foto: Photocamera


Caros amigos tricolores,

Deco chegou ao Fluminense. Depois de uma longa novela, de quase três meses, o meia luso-brasileiro assinou contrato de dois anos. A provável estreia do novo camisa 20 tricolor deve ser contra o Vasco, no dia 22 de agosto.

Desde o Campeonato Brasileiro de 2007, o Fluminense não me deixava tão tranquilo na principal competição nacional. Se m 2008 e 2009, a briga durante a competição foi para não cair, começo a acreditar que este ano a briga será pelo título. Liderando o BR-10, com 29 pontos em 13 jogos (9v, 2e e 2d), o Tricolor por enquanto briga cabeça a cabeça com o Corinthians, que tem um ponto a menos. Os dois já começam a abrir vantagem para os outors adversários (Cerá tem 21 pontos e Inter 20) e neste primeiro terço da competição são os times a serem batidos.

O que vem chamando a atenção na campanha do Flu é de que das nove vitórias, quatro foram fora de casa (Altéitco-MG, Avaí, Santos e Grêmio). Contra o Grêmio, no Estádio Olímpico, o Fluminense acabou com um jejum de cinco anos (10 jogos) sem vencer o tricolor gaúcho. A vitória por 2 a 1, com gols de Mariano, de falta, e de Emerson, apapós passe de Conca, foi justa e só foi ameaçada no final, quando André Lima, que já havia perdido um dos gols mais feitos da história do futebol, diminuiu, chutando forte sem chances para Fernando Henrique, que mais uma vez teve uma atuação segura. Foi o décimo jogo de invencibilidade do Fluminense

Com um futebol muito forte defensivamente e com muiat velocidade nos contra-ataques, o Tricolor não due chances para o Grêmio, que vive uma crise interminável e pode ter Renato Gaúcho no comando, já que Silas foi demitido.

Com o esquema 3-5-2, variando para o 4-4-2, quando Leandro Euzébio faz o papel de volante, os laterais estão aproveitando para atacarem cada vez nmais. Mariano, muitas vezes criticado por mim aqui no blog, vem atuando muito bem desde a arrancada do ano passado. Na esquerda, Carlinhos vinha bem, mas a parada da Copa não fez bem. Júlio César, contratado a peso, começou o ano mal e tem a chance de recuperar a posição.

Números do Fluminense no Brasileiro desde a arrancada de 2009:

2009 - Última derrota: 28ª rodada: Flamengo 2 x 0 Fluminense - 02/10/2009
Depois foram ao todo 11 jogos, com 7v e 4e.

2010 - Última derrota: 3ª rodada: Corinthians 1 x 0 Fluminense - 23/05/2010
Depois foram 10 jogos, com 8v e 3e.
OBS: Antes o Flu já havia jogado 2 vezes, com uma derrota(Ceará) e uma vitória (Atlético-GO).

Ou seja, nos últimos 25 jogos pelo Campeonato Brasileiro, o Fluminense venceu 16 vezes, com 7 empates e apenas 3 derrotas ( Flamengo em 2009 e Ceará e Corinthians este ano).

Campanha digna de um candidato ao título brasileiro!!!

Um abraço a todos

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

MELHORES DAS SÉRIE B E C!

Cabofriense recebeu o troféu de campeão da Série B do Carioca
Foto: Gabriel Tarnapolsky / Super Esportes


A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro realizou, nesta quarta-feira, na sede do Fluminense, a Cerimônia Oficial de Encerramento e Premiação dos Campeonatos Estaduais das Segunda e Terceira Divisões.

Os campeões estaduais da série B, Cabofriense, e da série C, São João da Barra, receberam os troféus no evento, que também premiou as equipes das duas divisões que se destacaram nos quesitos ataque mais positivo, defesa menos vazada e equipe mais disciplinada. A seleção e o artilheiro de cada torneio também foram lembrados, além dos árbitros e árbitros assistentes. O "Giro Esportivo", da Rádio Tupi, foi eleito o melhor programa do rádio esportivo carioca. Os atletas das seleções foram escolhidos por especialistas e jornalistas esportivos reunidos pela FERJ. São eles:

Seleção Série B

Goleiro: Rodrigo Viana (Bonsucesso)
Lateral Direito: Netinho (Itaperuna)
Zagueiro Central: Arthur Sanches (Cabofriense)
Quarto Zagueiro: Douglas Assis (Cabofriense)
Lateral Esquerdo: Cortês (Quissamã)
Primeiro Volante: Júnior (Bonsucesso)
Segundo Volante: Bruno Reis (Quissamã)
Primeiro Meia: Marcus Vinícius (Nova Iguaçu)
Segundo Meia: Michel (Cabofriense)
Atacante: Fidélis (Itaperuna)
Atacante: Rômulo (Sampaio Corrêa)
Técnico: Antônio Carlos Roy (Cabofriense)

Artilheiro: Fidélis (Itaperuna) – 21 gols
Ataque mais positivo: Quissamã (69 gols)
Defesa menos vazada: Quissamã (28 gols)
Equipe mais disciplinada: Nova Iguaçu

Árbitros e Assistentes da Série B
Leonardo Cavaleiro (Árbitro), Luiz Antônio Muniz e Silbert Faria (Assistentes)


Seleção da Série C

Goleiro: Gláucio (São João da Barra)
Lateral Direito: Anderson (Campo Grande)
Zagueiro Central: Marreta (Três Rios)
Quarto Zagueiro: Nirley (São João da Barra)
Lateral Esquerdo: Dudu (Serra Macaense)
Primeiro Volante: Ailton (Três Rios)
Segundo Volante: Marlon (Campo Grande)
Primeiro Meia: Glauber (Barra Mansa)
Segundo Meia: Victor Boleta (Serra Macaense)
Atacante: Trindade (Serra Macaense)
Atacante: Rômulo (Barra Mansa)

Técnico: Carlos Alberto Miguel (Barra Mansa)
Artilheiros: Paycan (Marinho) e Trindade (Serra Macaense) – 13 gols
Ataque mais positivo: São João da Barra (50 gols)
Defesa menos vazada: Barra Mansa (16 gols)
Equipe mais disciplinada: Barra Mansa

Árbitros e Assistentes da Série C
Grazianni Maciel (Árbitro), Luiz Claudio Regazzoni e Ralph Coutinho (Assistentes)

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

NO QUE SERIA A NOITE DAS ESTRELAS, BRILHARAM OS GOLEIROS

Fernando Prass foi o grande nome do clássico ao salvar o Vasco
Foto: Globoesporte.com



Por: Diego Louzada

O cenário estava armado para uma grande noite das estrelas. Do lado do Vasco, os estreantes Felipe e Zé Roberto. Do lado do rival, Petkovic. Mais de 60.000 pessoas no Maracanã, no último Clássico dos Milhões antes do fechamento do Maraca para as obras da Copa de 2014.

Porém, o brilho da noite ficou por conta dos goleiros, que seguraram o 0x0 no placar. Com o ponto somado, o Vasco chegou aos 14, ocupando a 15ª colocação. O próximo jogo do Gigante da Colina será no domingo, contra o Vitória, em São Januário.

Ao encontrar um adversário com dois centroavantes, o Vasco se viu obrigado a puxar Nilton para a defesa, deixando Fernando na sobra. Assim, perdeu um elemento de meio-campo, o que obrigava Zé Roberto e Felipe a voltarem demais, deixando Nunes isolado. Os lances de perigo do primeiro tempo saíram apenas de lampejos de Zé e Felipe, além de uma cabeçada de Nunes. Todas as oportunidades foram paradas por Marcelo Lomba.

Para o rival, contribuía a loucura de Irrazábal de jogar quase como um ponta, abrindo espaço para Juan e Pet às suas costas. Ajudava o Vasco, o fato de os atacantes rivais serem absurdamente fracos.
Na segunda etapa, PC desfez a sobra e adiantou Nilton para o meio e Zé Roberto para o ataque. O time então passou a ter mais penetração na área adversária, como em um lance de Zé Roberto que travou na hora de finalizar.

PC sacou Irrazábal, Nunes e Felipe para entradas de Fágner, Carlos Alberto e Éder Luís. O primeiro melhorou a direita, enquanto Éder e CA, não encontraram o melhor posicionamento na trinca com Zé Roberto. A melhor chance vascaína foi aos 32, com Fágner, que parou em uma boa saída de Lomba.

Aos 41, brilhou a estrela da muralha da Colina. Vinicius Pacheco chutou, Fernando Prass espalmou, no rebote, Borja driblou Fernando, chutou e Prass pegou de novo. Na terceira finalização, Juan cabeceou e lá estava a muralha, que ainda deu um biquinho nela para escanteio. Milagre!!! A mais bela sequência de defesas dessa temporada.

No último lance do jogo, em cobrança de falta de Pet, Prass voou no ângulo e espalmou, dando fim ao jogo. Um 0x0 morno, com destaque para as boas aparições dos dois goleiros e a falta de criatividade dos dois times.

Fica agora a expectativa de que o time ganhe entrosamento em busca da esperada subida na tabela. Já são 5 jogos sem derrota, com 2 vitórias em São Januário e 3 empates fora. Como o jogo contra o Vitória é na Colina, vale a pena confiar.

O Vasco atuou com: Fernando Prass; Irrazábal (Fágner 21'/2ºT), Dedé, Fernando e Carlinhos; Nilton, Rômulo, Rafael Carioca e Felipe [cap] (Éder Luís 25'/2ºT); Zé Roberto e Nunes (Carlos Alberto 13'/2ºT). Técnico: Paulo César Gusmão.

"Agarra demais, a muralha da Colina se chama Fernando Prass". "E não tem engano, ele é treinado pelo herói Carlos Germano". Não existem palavras para a sequência de defesas de Prass que não seja MILAGRE. Valeu o ingresso e o título de melhor em campo para ele.

No restante da defesa, Irrazábal teve uma atuação à lá Elder Granja, apenas com o a mais da velocidade. Fágner entrou bem melhor e ajudou o time na defesa e na frente. Carlinhos, uma das grandes dúvidas da torcida, esteve seguro e se não foi brilhante, não comprometeu no duelo com Léo Moura.

Dedé mais uma vez foi nosso melhor zagueiro. Seguro, jogou muito e um atuação dessas no clássico aumenta sua confiança. Já Fernando, segue lento e mediano no combate direto. Sorte do outro lado estarem Val Baiano e Borja.

Já Rafael Carioca e Rômulo tiveram um primeiro tempo sobrecarregado, mas melhoraram no segundo. O jovem camisa 37, ficou um pouco nervoso e não repetiu boas atuações anteriores. Já Nilton foi guerreiro na zaga e depois no meio, ajudando o time.

Zé Roberto foi melhor do que Felipe e mostrou estar mais em forma. Puxou bons ataques e na velocidade é difícil pegar. Gostaria de ver um aberto em cada ponta, criando para Nunes, que sofreu com o isolamento. Carlos Alberto entrou e irritou, prendendo demais a bola. Éder Luis correu muito, mas perdeu boa chance. Resta saber como PC vai armar o novo time após esse teste inicial.

Sds vascaínas a todos!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

NADA DE GOLS!

Zé Roberto estreou pelo Vasco diante da sua ex-equipe
Foto: Vipcomm



Torcedores do Rubro-Negro,

O Clássico dos Milhões não saiu do 0 a 0. Falaram muito durante a semana que o Vasco viria com força máxima e atropelaria, mas na verdade quem dominou o jogo foi o Flamengo. Com maior posse de bola, a equipe criou as melhores oportunidades do confronto e não conseguiu a vitória porque o goleiro Fernando Prass estava em noite inspirada.

Apesar de não acreditar que a defesa rubro-negra seja sólida, Ronaldo Angelim e Jean vêm dando conta do recado juntamente com o goleiro Marcelo Lomba. Em cinco jogos após a Copa do Mundo, o time só sofreu dois gols.

O grande problema do Flamengo voltou a ser o ataque. Com a chegada de Adriano e Vágner Love, a antiga escassez de gols tinha sido sanada, mas com a saída do Império do Amor, os jogadores de frente me lembram um período negro quando tínhamos como opções Josafá, Dill, Wellington... A diferença não é muito grande destes para Val Baiano e Cristian Borja. Eximo até o Diego Maurício por ser muito jovem.

Não pode um jogador vestir a camisa do maior clube do país e perder um gol daqueles no segundo tempo. É claro que Fernando Prass teve méritos na sequência de defesas, mas no rebote de Vinícius Pacheco, o colombiano ficou cara a cara com o gol e preferiu driblar o zagueiro e mandar nas mãos do camisa 1 cruzmaltino. Assim não dá. Val Baiano totalmente fora de forma nunca me agradou e não será agora que conseguirá isso. Ele jamais teve preparo físico. A sua passagem pelo Grêmio Barueri era exatamente com os 'quilogramas' acima do ideal.

Também nunca torci tanto para que uma terça-feira chegasse. É que com ela, Renato Abreu será apresentado. O Atômico ainda não tem previsão para estrear, mas já vivo a expectativa dele ser titular e tirar de vez o Kléberson da equipe. Ainda tem o Leandro Amaral nesta apresentação amanhã, mas o atacante é uma grande icógnita e não sabemos o que esperar. Pelo menos, ele vem mostrando vontade e gana de dar a volta por cima no clube que o acolheu.

Apesar do Flamengo atuar melhor, não consigo me acostumar com a ideia de que Rogério Lourenço é o treinador. Interino por interino Andrade deveria estar à frente da equipe. Ainda assim, existe a possibilidade do Luxa pintar. Se no ano passado, o Botafogo nos ajudou com uma vitória sobre o São Paulo, dessa vez pode depenar ainda mais o Galo mineiro e dar um empurrãozinho para que o treinador dê adeus ao Atlético-MG e desembarque na Gávea.

No fim do clássico, Petkovic teve a chance de relembrar 2001, mas dessa vez a cobrança apesar de bem batida, não encontrou a furquilha e Prass deu um ponto final no jogo. O Rubro-Negro foi a 17 pontos e caiu para a oitava colocação na tabela. Na próxima rodada, o Flamengo vai ao Pacaembu, encarar o Corinthians, domingo, às 16h (de Brasília).

sábado, 31 de julho de 2010

UM SHOW DE UNIFORME!

Vasco lança nova linha de material esportivo
Foto: Vasco.com.br


Nesta sexta-feira, o Vasco lançou sua nova linha de uniformes. Em um evento no forte de Copacabana, o Clube mostrou o novo material, inspirado no ano de 1974, quando conquistou seu primeiro título brasileiro.

Alguns ídolos da época estiveram presentes, como Amarildo, Alfinete e Gaúcho, além do presidente Roberto Dinamite. No mesmo local, a diretoria apresentou o novo projeto de lojas oficiais, denominado Gigante da Colina. A expectativa é de que pelo menos 15 lojas sejam abertas até o fim do ano, com mais de mil produtos diferentes ligados ao Clube.

Voltando ao novo fardamento, minha opinião é de que ficou fantástico, de imenso bom gosto e acabamento. E para o jogo de domingo, PC Gusmão parece decidido a usar apenas três reforços no time titular.

Nos últimos treinos, a formação mais utilizado e que deve ser titular no jogo contra a quadrilha foi: Prass, Irrazábal, Dedé, Titi e Carlinhos; Rômulo, Rafael Carioca, Nilton, Felipe e Zé Roberto; Nunes. Desse modo, Carlos Alberto e Eder Luis ficariam como opção de segundo tempo.
Nas arquibancadas, é grande a expectativa por um grande público vascaíno. Nas filas de ingresso, há muito mais procura pelo lado cruzmaltino que pelo rubro-negro. A boa fase do time e a estréia dos reforços serve de motivação.

Será também a estréia desse belíssimo uniforme. Até breve a todos, na torcida para que este seja um fim de semana vascaíno, com a vitória no clássico e uma subida ainda maior na tabela.

sexta-feira, 30 de julho de 2010

A PORTA DA RUA É SERVENTIA DA CASA!

Rogério Lourenço começa a ser questionado pela torcida
Foto: Google



Torcedores do Rubro-Negro,

O elenco do Flamengo não é limitado e sim, carente de alguns jogadores principalmente para o setor ofensivo. É óbvio que não podemos nos satisfazer com os atletas que temos também para a defesa, mas o time conseguiu ser campeão brasileiro com Ronaldo Angelim e Álvaro no ano passado.

Hoje, o técnico Rogério Lourenço conta com a experiência de Jean, que demonstrou ser bom zagueiro apesar de ter atuado apenas uma vez; o próprio Magro de Aço, além dos jovens Wellington, Fabrício e Thiago Salles, que retornou do Chipre. Sem contar David, que aguarda apenas a regularização para estar à disposição do treinador.

Porém, Rogério Lourenço vem apresentando sinais claros de autoritarismo perante o elenco. Surgiu a informação durante a semana que Fabrício havia tentado alertar o comandante sobre determinada falha da equipe durante o jogo contra o Internacional, no Beira-Rio. Como se fosse um técnico experiente ao extremo, com o currículo vasto e único conhecedor da causa, ele simplesmente deu um chega para lá no defensor e disse as seguintes palavras: "Quando eu quiser ajuda, peço."

Perguntado hoje se ele teria tomado realmente esta atitude devido o momento quente da partida, Rogério disse que mostrou simplesmente pulso firme e confirmou que foi rígido com Fabrício. Como pode um "professor" falar assim. Sigo um ditado de que quem quer respeito tem que se dar ao respeito.

Se o Flamengo chegou ao hexacampeonato foi justamente ao bom relacionamento entre jogadores e técnico. Humilde, Andrade costumava conversar com todos e ouvia os conselhos para tomar decisões. Quanta saudade do Tromba. Imagina ele ao lado de Zico neste momento. Mas problemas extra-campo impedem o retorno do melhor treinador de 2009.

Rogério Lourenço até agora em 15 partidas tem uma campanha meia-boca. Foram 6 vitórias, 4 empates e 5 derrotas. A torcida já começou a questionar a sua capacidade e já começa a se manifestar contra o técnico pelo Orkut e Twitter. Até a tarde desta sexta-feira mais de mil 'scraps' foram publicados em um tópico que pede a saída do treinador.

O Flamengo enfrenta no próximo domingo o Vasco, no Maracanã, e uma derrota poderia decretar a saída do comandante rubro-negro. Como ele sempre diz: "podemos tirar algo de positivo nessas situações".


DIRETORIA

É inegável o quanto esses dirigentes viajam. Walt Disney estaria rindo à toa hoje se estivesse vivo. Fato que todos têm direito de descansar e resolver problemas particulares, mas o torcedor não quer saber disso. O que ele realmente quer são jogadores de qualidade no elenco que possam render e consequentemente conquistar títulos.

Desde a chegada de Zico para ser o diretor executivo de futebol muita coisa estava errada e continua. É bem verdade, que não se pode mudar tudo de uma hora para a outra. O tempo é um grande inimigo e a cada rodada a torcida sofre com determinados atletas em campo. A garotada apesar de conhecer bem o que é a pressão de defender o Flamengo não tem condições de chamar a responsabilidade e resolver os problemas.

A diretoria do Flamengo é um grande carrossel. Gira, gira, gira e volta para o mesmo lugar. São sempre as mesmas figurinhas pelos corredores da Gávea. Com a chegada de Patrícia Amorim, acreditávamos que tudo seria diferente. A administração até então vem sendo concisa, mas o retorno de Hélio Ferraz ao clube deixa a desejar. Um cara que se aliou ao desconhecido empresário Pini Zahavi que logo após abandonou um projeto milionário de reerguer o Flamengo, não pode compor o elenco de dirigentes que prometem profissionalizar a instituição.

Zico terá muito trabalho para montar esse quebra-cabeça ainda mais com a aparição física ou não daqueles que insistem em priorizar o seu próprio bem e não o do clube. Algo discutido é a presença dos empresários na Gávea. Somente o famoso Eduardo Uram controla boa parte do elenco rubro-negro. O Galinho vem tentando quebrar esse monopólio, mas é uma tarefa árdua.

É necessário passar por um momento de transtornos para colher bons frutos no futuro. Clubes como São Paulo, Cruzeiro e Santos se reestruturaram e figuram sempre entre os candidatos aos títulos devido a estrutura que cada um deles tem. É óbvio que o hexacampeonato não foi obra do acaso, mas o Flamengo, pela grandeza que tem, não pode viver em uma gangorra. Ora é campeão ora briga para não cair ou no máximo ir a Libertadores. O objetivo deve ser sempre o título.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

ENTRE OUTRAS COISAS FUTEBOL!

Muricy Ramalho recusa convite da CBF e permanece no Fluminense
Foto: Google


Caros amigos tricolores,

Após um tempo afastado do Blog por causa da Copa do Mundo, estamos de volta. Muita coisa aconteceu:

O Brasil não foi campeão do mundo. A Espanha conquistou a Copa pela primeira vez; Eu não ganhei nenhum bolão do mundial (só ganhei na derrota do Brasil para a Holanda); O craque da Copa não foi o uruguaio Fórlan e sim a paraguaia Larissa Riquelme. Só dá ela em tudo quanto é lugar. Agora será a vez da revista Playboy.

O Fluminense era terceiro, foi líder e agora não é mais: é o vice-líder com 23 pontos (11 jogos, com 7v, 2e e 2d; 15 gols pró e 7 contra); O Fluminense completou 108 anos de história; Muricy foi técnico da Seleção por uma manhã e a tarde não era mais. Decidiu ficar no Flu e virou ídolo da torcida, com direito a festa em treino.

Começou a “era Mano Menezes” na Seleção (como gostamos disso, de usar a palavra “era”); E para terminar: será que é o começo da “era” Jucilei na Seleção?

Um grande Abraço a todos

RENOVAÇÃO!

Goleiro Jéfferson, do Botafogo, representa o futebol carioca na seleção
Foto: Globoesporte.com



Mano Menezes foi apresentado oficialmente hoje a tarde como o novo técnico da Seleção Brasileira. O treinador já teve o primeiro trabalho ao convocar 24 jogadores para o amistoso diante dos Estados Unidos, dia 10, em Nova Jersey. Esse será o primeiro teste do novo comandante que será o responsável por arrumar a casa e reformular o elenco.

Para aqueles que acreditavam em um Coritnhians-Seleção, tiveram apenas que se contentar com a presença do meio-campo Jucilei. Na verdade, uma surpresa para todos já que no elenco alvinegro especulava-se o nome de Elias, que vem tendo uma temporada de muita regularidade.

Como não poderia deixar de ser, Mano Menezes dessa vez foi coerente e convocou o "quarteto santástico" formado por Robinho, Ganso, André e Neymar. É fato que o time do Santos não está apresentando o futebol que encantou o país no primeiro semestre, mas a qualidade individual de cada um é incontestável.

Daqueles que estiveram na Copa do Mundo, apenas quatro jogadores voltaram a figurar entre os selecionados: Daniel Alves, Thiago Silva, Ramires e o próprio Robinho. Nomes como Júlio César, Juan, Lúcio e Maicon estão com férias prolongadas e ficaram de fora desta vez.

Mesmo para aqueles que acompanham futebol 24 horas, alguns jogadores estranharam quando foram divulgados. Como exemplo, o goleiro Renan, do Avaí e Éderson, do Lyon. Ao falar no arqueiro canarinho, Jéfferson, do Botafogo, ganhou sua primeira oportunidade. O atleta que teve passagens pelas categorias de base terá uma briga boa para assumir a camisa 1 com Victor, do Grêmio, que acabou de fora do Mundial.

O que fica no ar é a pergunta: Será que o goleiro Bruno teria uma chance nesta convocação se estivesse atuando? Acredito que sim pela qualidade que ele tem. Mas infelizmente, o jogador acabou jogando fora a sua vida profissional com o suposto envolvimento na morte da ex-amante Eliza Samudio.

A média de idade desta seleção é de apenas 23,1 anos. Uma prévia do pensamento a longo prazo visando primeiramente a conquista de uma medalha de ouro nas Olimpíadas de 2012, em Londres.

Goleiros
Jeferson (Botafogo)
Renan (Avaí)
Victor (Grêmio)

Zagueiros
David Luiz (Benfica)
Henrique (Racing Santander)
Réver (Atlético Mineiro)
Thiago Silva (Milan)

Laterais
André Santos (Fenerbahçe)
Daniel Alves (Barcelona)
Marcelo (Real Madrid)
Rafael (Manchester United)

Meio campo
Carlos Eduardo (Hoffenheim)
Ederson (Lyon)
Hernanes (São Paulo)
Jucilei (Corinthians)
Lucas (Liverpool)
Ramires (Benfica)
Paulo Henrique Ganso (Santos)
Sandro (Inter-RS)

Atacantes
Alexandre Pato (Milan)
André (Santos)
Diego Tardelli (Atlético Mineiro)
Neymar (Santos)
Robinho (Santos)

NOVO UNIFORME!

América apresenta a sua nova linha de material esportivo
Foto: FERJ



O América apresentou hoje pela manhã a sua nova linha de material esportivo. O clube assinou contrato com a DalPonte até o fim de 2011. O gerente de marketing da empresa, Everton Santos, afirmou que não medirá esforços para levar ao torcedor um material de fácil aquisição, garantindo o fornecimento imediato das inéditas linhas infantil e feminina:

“A intenção é colocar imediatamente no mercado a maior parte dos produtos. A torcida será fundamental para que as lojas solicitem o material e para que haja uma demanda cada vez maior de produtos diferentes, como, por exemplo, agasalhos. As empresas começarão a receber os uniformes do América na próxima segunda-feira, para que possam montar seus estoques de agosto.”

Vestido com a camisa personalizada que recebeu, o Presidente do América, Ulisses Salgado, se apegou ao trecho do hino “América, unido vencerás” para destacar a política do clube e a intenção com o novo parceiro:

“Essa parceria é fundamental para que continuemos na nossa luta para reerguer o América por meios limpos, lícitos. A tradição da DalPonte se junta à do clube para oferecer lindas camisas, motivando a torcida a vestir o nosso manto com orgulho pelas ruas e nas arquibancadas.”

Romário também recebeu um uniforme com o número que o consagrou, o onze, e espera que a nova parceria seja mais uma ação para trazer o clube de volta ao topo do futebol nacional:

“Fico feliz de ver o clube se reforçando também fora de campo, e isso é só mais um passo para que conquistemos títulos, primeiramente da Série D do Brasileirão. A torcida será muito bem atendida com essa nova linha de uniformes e com certeza vai apoiar muito.”

domingo, 25 de julho de 2010

SÓ TERMINA QUANDO ACABA!


Bonsucesso vence o Fênix e ainda sonha com classificação
Foto: FERJ

O empate por 3 a 3 com o Quissamã, em casa, deu uma quebra em todos, mas o Bonsucesso ainda continua na briga por uma vaga na elite do futebol carioca. Ontem à tarde, o time venceu o Fênix, no estádio Lêonidas da Silva, por 3 a 2, em mais um jogo que demonstra o nível de emoção da Segundona. Na próxima rodada, a penúltima da Série B, a ser disputada na quarta-feira, o Bonsucesso enfrenta o CFZ, no Estádio Antunes, às 15 horas.

Para sonhar com a classificação, o time da Teixeira de Castro terá que fazer contas. Primeiramente deve vencer o próximo confronto e torcer por um tropeço do Nova Iguaçu em casa diante do Sampaio Corrêa, eliminado da competição. A Laranja da Baixada não pode vencer. Com isso, as equipes chegariam com condições iguais na última rodada. E advinhem... O confronto seria dramático. Bonsucesso e Nova Iguaçu, dia 31, no Leônidas da Silva, às 15 horas.


O JOGO

Sabendo da necessidade da vitória em seus domínios, o Cesso partiu para cima e logo com seis minutos abriu o placar com Alan em um ataque de alta velocidade. O adversário não se abateu e começou a encurralar o Bonsucesso no campo de defesa. Logo depois, o lateral Schneider cruzou da direita e Maicon subiu sozinho, deixando tudo igual. 1 a 1.

A primeira etapa ficou no empate justo. Na volta do intervalo, a conversa entre comissão técnica e jogadores do Rubro-Anil pareceu dar resultado. O Bonsucesso foi com tudo e novamente Alan, aos cinco minutos, de volêio, aproveitando cruzamento da esquerda fez o segundo. 2 a 1. Simplesmente um golaço!

O que ocorrera no primeiro tempo, o time da casa voltou a repetir. Recuou e tentava emplacar um contra-ataque rápido que pudesse fechar o placar. O Fênix com maior posse de bola esbarrava no goleiro Rodrigo.

Nesse jogo de xadrez, Paty dando as caras novamente no Teixeira de Castro foi o responsável pelo gol de misericórdia aos 41 minutos. Com categoria, o atacante recebeu belo passe, driblou o zagueiro e chutou firme. 3 a 1.

Maicon ainda descontou de pênalti nos minutos finais, mas não tinha jeito. A vitória era rubro-anil.


Ficha Técnica:

Local: Estádio Leônidas da Silva, em Bonsucesso
Data: 24 de julho
Horário: 15 Horas
Árbitro: Feilpe Gomes da Silva
Assistentes: Michael Correia e Wendel de Paiva Gouvêa

Bonsucesso: Rodrigo, Ivan, Thiago Eleutério, Admilton e Lico; Rafael, Pedroso, Éberson e Thiago Ramos (Maílson); Paty e Alan.
Técnico: Sérgio Cosme.

Fênix: Mota, Schneider, Arimax (Wendel), Rafael e Tiago; Oliveira (Carlos Alberto), Elan, Paulo Vitor e Rodrigo; Maicon e Jhonnattann (Leo Terra).
Técnico: Valtinho.

SANGUEEEE!!!


Diante de sua torcida e com gols de Alex Dias, de pênalti, e Wellington, o América conquistou sua primeira vitória na Série D do Campeonato Brasileiro, por 2 a 1, sobre o Camaçari (BA), no Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira. O resultado coloca o time rubro na terceira posição do grupo A7, empatado com o Uberaba em pontos, mas com saldo negativo de um, contra zero do adversário. O líder é o Rio Branco (ES), que venceu o Uberaba por 2 a 0 e é o adversário do Mecão no próximo sábado (31), no Estádio Giulite Coutinho.

A vitória teve sabor especial para os autores dos gols. Além de terem decidido o jogo, ambos atingiram marcas importantes neste sábado: capitão do time, Alex Dias anotou seu primeiro tento com a camisa americana, enquanto Wellington, seu companheiro de frente, balançou a rede adversária pela terceira vez em duas rodadas e confirmou a artilharia da competição. Na comemoração de seu gol, marcado em cobrança de pênalti, Alex homenageou o amigo e manager do clube Romário, que vibrava nas arquibancadas, junto aos torcedores:

"Foi um agradecimento a ele e à toda a torcida americana, a qual tive o prazer de fazer comemorar um gol meu pela primeira vez. Foi muito importante vencer em casa, diante deles, com o time inteiro mostrando comprometimento e se ajudando o jogo inteiro. Se dermos continuidade nesse ritmo, a tendência é só dar mais alegrias ao torcedor e aumentar a nossa tranquilidade durante a competição", comemorou o atacante.

Se ainda é jovem, Wellington mostrou frieza de veterano ao marcar, de cabeça, o belo gol que selou a vitória americana, aos 37 minutos. Feliz com o desempenho coletivo da equipe, ele dividiu o mérito com todos os companheiros, e disse que, depois dessa vitória, a tendência é a ansiedade dos jogadores diminuir e o time trilhar um caminho de sucesso na Série D:

"O time mostrou ansiedade no primeiro tempo, mas era natural, por ser o reencontro com a torcida, por querer mostrar serviço o jogo inteiro. O importante foi que nos empenhamos, e eu consegui cumprir bem meu papel, que era fazer o pivô para abrir espaços para os outros jogadores e, dentro da área, mostrar frieza e trabalho para finalizar bem. Essa é a obrigação de todo atacante", afirmou.


Local: Estádio Aniceto Moscoso, em Madureira
Data: 24 de julho
Horário: 15 Horas
Árbitro: Elcio Paschoal Borborema (SP)
Assistentes: Alex Alexandrino e Daniel Luis Marques (SP)

América: Renan, Thiago Maciel, Luiz Antônio, Rafael Dias e Da Costa; Joziel, Mael e Márcio Gomes (Nélio); Alex Dias (Bruno Reis), Wellington e Hugo.
Técnico: Gabriel Vieira.

Camaçari: Alan, Maicon. Jefferson, Roger e Tiaguinho (Pedrinho); Correia, Dinho, Dos Santos (Uillians) e Totinga; Michel (Gilmar) e Éder.
Técnico: Quintino Barbosa.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

MURICY É DO BRASIL!



A torcida do Fluminense perdeu o técnico , Muricy Ramalho. O treinador está reunido na Barra da Tijuca com o presidente Ricardo Teixeira que confirmou o nome do tricampeão brasileiro como o mais novo comandante da seleção brasileira.

A Confederação Brasileira de Futebol convenceu Muricy deixar o Fluminense com quem tem contrato até o final do ano e assumiu a liderança do Brasileiro com a vitória sobre o Cruzeiro por 1 a 0 no Maracanã, ontem a noite.

terça-feira, 20 de julho de 2010

BOTA APRESENTA DOIS NOVOS REFORÇOS!


O Botafogo anunciou no fim da manhã desta terça-feira a contratação de mais dois jogadores, ambos volantes. Marcelo Mattos, de 26 anos, chega ao clube emprestado por um ano pelo Panathinaikos, da Grécia.

Além da experiência de Mattos, o clube apostará no jovem Elizeu, revelado pelo Sport e que estava no Internacional. Elizeu chega por empréstimo até o final da temporada com opção de compra de 50% dos seus direitos ao final deste período.

Marcelo Mattos, inclusive, já começa a treinar nesta terça-feira, no Stadium Rio, e, logo após a atividade, será apresentado de forma oficial.

Confira abaixo os dados dos novos reforços:

Marcelo Mattos
Nome: Marcelo de Mattos Terra
Data de Nascimento: 10/02/1984
Local de Nascimento: Indiaporã (SP)
Altura: 1,79m
Peso: 71kg

Elizeu
Nome: Elizeu Araújo de Melo Batista
Data de nascimento: 28/05/1989
Local de nascimento: Recife (PE)
Altura: 1,83m
Peso: 78kg



VIDEOBLOG - QUEM É ELIZEU? VEJAM!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

LEMBRA DELE?


O América acertou a contratação do meia-atacante Nélio, de 25 anos, para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. O jogador, formado no Flamengo, com passagens por Atlético (PR) e Cruzeiro (MG), estava no Pelotas (RS) e chegou a Juiz de Fora na noite da última quinta-feira (08/07). Na manhã desta sexta, ele já participou da atividade física realizada no campo da AABB.

Nelinho ajudou o Pelotas a chegar ao vice-campeonato do returno do Campeonato Gaúcho e vem para disputar posição com Vinícius, ex-Olaria. Durante o tempo que ficou sem jogar, manteve a forma em treinos particulares e acredita estar pronto para atuar já no jogo-treino de sábado, diante do Sport-JF. O meia também garante estar mais maduro e espera aproveitar a oportunidade para revitalizar a carreira:

"A vida mostra os erros cometidos e nos dá a chance de corrigi-los. Estou de volta ao Rio de Janeiro depois de oito anos, e ficar perto de casa é impagável, ainda mais atuando num time grande como é o América. Quero participar de mais uma campanha histórica como foi a do Pelotas neste ano. Se depender do elenco que vi aqui e do meio-de-campo que temos, com nomes como Rodrigo e Bruno Reis, conseguiremos brilhar na Série D."

A chegada a Juiz de Fora marcou o reencontro do meia com Bruno Reis e Rodrigo, amigos de longa data, e com o preparador físico Bruno Campos, que o comandou nas divisões de base. À tarde, o jogador atuou ao lado do atacante Alex Dias, com quem espera reeditar a boa dupla do primeiro semestre no Pelotas:

"O Alex é um jogador espetacular, está com 38 anos e mesmo assim corre o campo todo, preenche todos os espaços. A qualidade técnica dele é indiscutível, e sua experiência vai nos ajudar muito na caminhada para subir à Série C." – afirmou Nélio.

O técnico Gabriel Vieira ficou satisfeito com a chegada do jogador, mas lembrou que Nélio terá de suar a camisa se quiser ser titular do América:

"Ele é mais um bom jogador, e vem para disputar com o Vinícius uma posição que está aberta. Estávamos carentes de apoiadores, mas agora o grupo está sendo preenchido corretamente e em breve vamos fechá-lo com jogadores suficientes para disputar tanto a Série D quanto a Copa Rio." - declarou o comandante.

MELHOR QUE JOGO DA COPA DO MUNDO!


Num jogo de seis jogos, Bonsucesso e Quissamã empataram em 3 a 3, na tarde desta quarta-feira, dia 14, em partida válida pela quinta rodada do returno da fase final do Campeonato Estadual da Série B de Profissionais, realizada no estádio Leônidas da Silva, em Bonsucesso.

Com o resultado, o Quissamã chegou aos 27 pontos, caindo para a terceira colocação. Já o Bonsuça chegou aos 24, na quarta posição. Na próxima rodada, no sábado, o time do técnico Paulo Henrique irá até Austin, enfrentar o Artsul. Já o Bonsucesso jogará contra o Sendas Esporte, fora de casa.

Apesar da chuva e do frio que fazia no estádio, a partida começou bastante movimentada. Logo aos 13 minutos, o lateral Ivan, recebeu a bola pela direita, invadiu a área e, livre chutou para abrir o placar para o time da casa: 1 a 0. No minuto seguinte, Fabrício quase empatou.

Na etapa final, muitos gols. Logo aos 8 minutos, o zagueiro Admilton, cometeu
pênalti em Fabrício e foi expulso. Douglas cobrou e empatou o jogo. Aos 18, Ivan cobrou falta e de cabeça, Pedroso recolocou o Bonsucesso em vantagem: 2 a 1.

Aos 30, Cortês cruzou, Fabrício ajeitou e Bruno Reis empatou novamente o jogo: 2 a 2. Aos 41, veio a virada do Quissamã. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para Edson marcar: 3 a 2. E tinha mais. No minuto seguinte, Assumpção foi derrubado dentro da área. Novo pênalti, desta vez para o Bonsucesso. Eberson cobrou e definiu o placar: 3 a 3.


Confira os resultados e a classificação após mais uma rodada:


Bonsucesso 3 x 3 Quissamã
Sampaio Corrêa 0 x 3 Sendas Esporte (W.O.)
Artsul 1 x 2 Nova Iguaçu
Itaperuna 1 x 3 CFZ do Rio
Cabofriense 2 x 0 Fênix


1º) Cabofriense – 33 pontos
2º) Nova Iguaçu – 28 pontos
3º) Quissamã – 27 pontos
4º) Bonsucesso – 24 pontos
5º) Fênix – 21 pontos
6º) Itaperuna – 20 pontos
7º) Sendas Esporte – 17 pontos
8º) Sampaio Corrêa – 16 pontos
9º) CFZ do Rio – 8 pontos
10º) Artsul – 5 pontos

MARCOS BRAZ REBATE CRÍTICAS DE ZICO!

Ex-dirigente do Flamengo rebate críticas do maior ídolo da história do clube
Foto: Vipcomm



Galera que acompanha o FC Carioca, peço desculpas pelo tempo inativo, mas este período de Copa do Mundo consumiu todos os integrantes do blog. Estamos retornando aos poucos e em grande estilo. Após as declarações do diretor executivo do Flamengo, Zico criticando a conquista do hexacampeonato, entrei em contato com o ex-vice de futebol, Marcos Braz através da Rádio Tupi e abaixo a matéria exclusiva na íntegra:

As declarações do diretor executivo Zico quanto às consequências da conquista do titulo brasileiro de 2009 que segundo ele prejudicaram o clube e achincalharam a imagem do Flamengo foram rebatidas pelo ex-vice de futebol, Marcos Braz. Segundo o ex-dirigente esta foi uma declaração surpreendente:

“Até por partir de uma figura como o Zico, que deu tantos títulos ao Flamengo e sabe da dificuldade de conquistar o Brasileiro. Infelizmente, eu discordo prontamente da opinião dele. Esse titulo ajudou e muito a instituição já que o clube buscava este caneco há 17 anos.”

Marcos Braz revelou que a conquista do Campeonato Brasileiro ajudou financeiramente o Flamengo mantendo os salários em dia até hoje:

“Se o salário está em dia hoje não é por uma gestão milagrosa e sim, porque entrou um fluxo de caixa bom dos patrocinadores e dos parceiros.”

O ex-vice presidente de futebol também afirmou que o título em momento algum atrapalhou a disciplina imposta pela diretoria rubro-negra ao elenco:

“Após o titulo tivemos dois jogadores que tiveram problemas extra-campo: Adriano e Bruno. Só que estes problemas não foram comparados aos atuais envolvendo o goleiro, por exemplo. É bom deixar claro que a situação atual do Bruno não tem nada a ver com o futebol ou o hexacampeonato. Se ele estiver envolvido nesta atrocidade irá pagar, mas isso eu deixo para a justiça e a policia de Minas Gerais que tem mais experiência para opiniar. O que precisa ser dito é que o elenco campeão brasileiro tinha 28 ou 29 jogadores. Se um ou outro teve problemas extra-campo, isso em nada tem a ver com os outros jogadores com Juan, Maldonado, Leo Moura e Ronaldo Angelim... que são altamente profissionais e que jamais nos deram problemas.”

Marcos Braz disse que qualquer um que tenha assumido um cargo direto no futebol rubro-negro errou e ele não se exime deste grupo:

“A única coisa que eu sempre enfatizei é que jamais multaria um atleta com salário atrasado. O recurso que o dirigente tem para cobrar do jogador é multá-lo, doendo no bolso do profissional. É fácil falar agora a respeito do momento que estávamos passando.”

Segundo Marcos Braz, após a sua saída do Flamengo, ele procurou evitar criticas aos gestores do clube para minimizar qualquer tipo de comentário que pudesse ir contra ao clube:

“Quando saí, até por uma boa relação com o grupo e com todos dentro do Flamengo, procurei me retrai um pouco para não fazer algum tipo de comentário que não seja de auxilio. Até porque o elenco precisa de contratações pelos nomes que perdeu como o Adriano, Vagner Love e o Álvaro. São jogadores acima da média. Sempre procurei me manter calmo e falar pouco, mas dessa vez não tive como me conter e ficar em silêncio.”

Segundo Marcos Braz, o período em que ficou a frente do futebol rubro-negro foi tão complicado como o atual:

“As dificuldades que eu tive quando cheguei ao Flamengo em junho do ano passado foram maiores do que as atuais. Eu não poderia deixar de falar nesse momento já que o hexacampeonato é da Nação Rubro-Negra. Titulo nacional não tem como ser só sorte. Tem que haver tranqüilidade, trabalho e deve-se ter um bom elenco.”

Marcos Braz também falou sobre as novas contratações do Flamengo e destacou o retorno de Renato Abreu, com quem trabalhou em 2006, ano da conquista da Copa do Brasil:

“Tenho uma lembrança muito boa dele, mas o jogador está há muito tempo longe do Brasil, mas é um atleta que se cuida e é altamente profissional. Não sei se vamos perder outros jogadores. Prefiro fazer outros comentários assim que o grupo estiver fechado.”

Marcos Braz também garantiu que o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho esteve próximo de um acerto com o Flamengo antes da Copa do Mundo:

“Todo mundo sabe que no começo do ano conversei com o Assis e caso o jogador não fosse para a Copa do Mundo, Ronaldinho poderia vir para a Gávea. Iniciamos uma intenção, mas na época tínhamos que esperar a convocação para o Mundial só que no dia 22 de abril acabei deixando o cargo. Não sei quem continuou essa conversa com o atleta, mas ele é excelente, um ídolo mundial. O Flamengo precisa de um cara como ele.”

LUCHO NIZZO ACERTA COM O AL-RAED


Treinador deixa o comando do Bonsucesso após empate com o Quissamã
Foto: Globoesporte.com


O técnico Lucho Nizzo que pediu demissão do Bonsucesso após o empate por 3 a 3 diante do Quissamã, assinou contrato com o Al-Raed, da Arábia Saudita, nesta quarta-feira, dia 15.

Lucho, de 47 anos, foi jogador de futebol na década de 90, acumula experiência profissional com passagens por comissões técnicas do Madureira, Tigres do Brasil, Flamengo de Guarulhos América-RJ, entre outros.

“É um novo desafio e uma nova porta que se abre. Tive uma experiência no futebol da Malásia, mas em categorias de base. Há dois meses eu vinha estudando algumas propostas e agora chegamos ao acerto com o Al-Raed”, contou Lucho, que terá uma comissão técnica formada por profissionais brasileiros.

Alem do treinador, também integram a comissão técnica o auxiliar técnico Robson Gabriel, o preparador físico Fábio Lafuntes, o preparador de goleiros Fábio Tetedino e o fisioterapeuta Renan Costa.

“O fato de ter uma comissão composta pro profissionais brasileiros já é um grande passo para que o trabalho seja bem-sucedido”, completou.

A pré-temporada do Al-Raed, que chega nesta sexta-feira ao Brasil, vai acontecer na Toca da Raposa, durante os próximos 15 dias.

Com isso, o Bonsucesso anunciou a contratação de Sérgio Cosme. O novo treinador será apresentado nesta sexta-feira, às 9 da manhã, na sede do clube. Ele terá um dia para montar a equipe para o importante jogo com o Sendas, pela sequência da fase final da Série B do Campeonato Carioca.

terça-feira, 8 de junho de 2010

ELE VOLTOU!


A diretoria do Duque de Caxias anunciou, nesta segunda-feira, dia 07, a volta do treinador Gilson Kleina ao comando da equipe para o restante do Campeonato Brasileiro da Série B. Ano passado, na mesma competição, o treinador assumiu o time em uma situação muito parecida. O Tricolor da Baixada também ocupava a penúltima posição da tabela. Mas, com um excelente trabalho, Gilson Kleina acertou o time, que terminou a competição na oitava colocação.

Desta vez, no entanto, o treinador terá mais tempo para trabalhar, em razão do recesso da Copa do Mundo. Após uma semana de folga, o Duque de Caxias segue para Saquarema, no dia 15 de junho, onde realizará uma inter temporada no Centro de Treinamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

O Tricolor entra em campo pelo Campeonato Brasileiro da Série B somente no dia 13 de julho, contra a Portuguesa, no Engenhão. Gilson Kleina não escondeu a sua motivação em retornar ao clube caxiense:

“Estou muito feliz em voltar ao Duque de Caxias. Com os novos jogadores que irão chegar e a estrutura montada, tenho convicção de que vamos fazer um grande trabalho.
Ainda mais porque a partir de agora mandaremos nossos jogos no Engenhão. Portanto, não se surpreendam se atingirmos o objetivo de subir a Série A do Brasileiro. Pois agora teremos mais tempo e mais estrutura em relação ao ano passado”.

Fonte: FERJ

sábado, 5 de junho de 2010

AGORA SÓ DEPOIS DA COPA DO MUNDO!!!!

Equipe comemora importante resultado fora de casa
Foto: Photocamera

Caros amigos tricolores,

O Fluminense encerrou a participação nesta primeira parte do Brasileiro-10 com mais uma vitória: depois de vencer o Vitória última quarta-feira por 2 a 1 , em uma partida decidida apenas nos últimos minutos, com gols de Fred e Alan, com Jonas descontando para os baianos, o Tricolor não tomou conhecimento do Avaí e mesmo jogando no Estádio da Ressacada venceu por 3 a 0.

Leandro Euzébio no primeiro tempo e Fred e Alan no segundo tempo (terceiro jogo seguido em que a dupla marca) fizeram os gols da quarta vitória consecutiva do time na competição. Com o resultado, o Fluminense chegou aos 15 pontos e entra de "férias' na terceira colocação, com 15 pontos (cinco vitória e duas derrotas - com 11 gols pró e 5 contra), dois a menos que Corinthians e Ceará.

O que vem marcando a campanha do Fluminense nestas primeiras rodadas sem dúvida alguma é o padrão de jogo que Muricy Ramalho vem dando a equipe. Pela 5a vez consecutiva o treinador escalou o mesmo time, o que vem ajudando e muito no entrosamento.

Com isso, as jogadas acontecem até mesmo com mais naturalidade, com os laterais "voando" em campo: Nestas duas últimas partidas, todos os cinco gols tricolores tiveram a participação dos laterais Mariano, pela direita e Carlinhos, pela esquerda. A defesa com Gum e Leandro Euzébio pode até não ser a dos sonhos do torcedor, mas vem atuando melhor do que no início da competição e ambos já marcaram no Brasileiro.

No meio-campo, Diogo, se não prima pela técnica, joga o simples, faz o que chamamos de "feijão com arroz" e não vem comprometendo. Diguinho vem acertando mais passes e isso ajuda para que a bola chegue no setor de criação, comandado pelo craque argentino Conca, com a companhia do esforçado Marquinho.

E no ataque, o capitão e artilheiro Fred vem fazendo a diferença com gols e passes para os companheiros Rodrguinho (este um pouco abaixo depois da bela partida no Fla-Flu) e Alan (esse parece ter despertado). Não esqueci dos goleiros: Rafael começou instável a competição e depois de duas boas atuações frente Fla e Galo, saiu machucado contra o vitória. Fernando Henrique retornou ao time e conseguiu ajudar nestas duas vitórias improtantes.

Com certeza é muito cedo para fazer qualquer tipo de prognóstico. Acho que pelo que o time vem jogando, podemos pensar sim em título, já que não vejo nenhum supertime no campeonato. E o pensamento deve ser mesmo de título, já que a última vez que o Fluminense esteve perto foi em 2005 e nos dois últimos anos a briga foi contra o rebaixamento, algo que este ano não deverá acontecer.

Em relação aos reforços, a diretoria corre atrás de um jogador para a zaga, três para o meio-campo e um atacante. Na zaga, os nomes falados são de Réver, ex-Grêmio e Breno, ex-São Paulo, que já trabalho com Muricy. No meio-campo, o Fluminense deve anunciar a contratação do volante colombiano Valencia, que atua no Atlético-PR. O caso de Cléber Santana deve ser resolvido na próxima semana, devido as muitas exigências do Atlético de Madrid.

Entre Flu, São Paulo e o jogador está tudo certo. Edinho depende da liberação por parte do Palmeiras. No ataque, existe o interesse em Émerson, o Sheik, e também em Araújo, que está com dificuldades de conseguir a liberação.

Queria dizer aos amigos que acompanham o Blog que devido a Copa do Mundo e a demanda de trabalho que terei no SPORTV, muito provavelmente não postarei nada durante os dias que acontecerem a maior competição de futebol do mundo. A não ser que aconteça algo de extraordinário, quero dizer que volto a estar aqui com vocês no dia 12 de julho, um dia depois da final da Copa, com um balanço do que acontecer na África.

Como gosto de palpitar, lá vai o meu para Copa:

Campeão: Brasil
Vice: Espanha
Terceira: Inglaterra
Quarta: Argentina
Craque da Copa: Robinho

Até lá e uma boa Copa para todos!