Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

"LÉODERANÇA"

Léo Moura é o destaque do Fla na estreia da Libertadores 2010
Foto: Vipcomm

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

A estréia do Flamengo na Taça Libertadores da América foi cercada pela ansiedade. E até mesmo por causa do nervosismo com dois minutos de jogo, o Rubro-Negro perdeu um jogador. Willians foi expulso após dar uma cotovelada em Martinez na linha lateral. Parecia que o jogo seria complicado, mas Léo Moura além de ser o nome da partida foi o responsável por tranqüilizar a torcida aos 10 minutos com belo gol de falta sob os olhares de Zico.

Quem esperava o Império do Amor decidindo o confronto com a Universidad Católica, assistiu um show do lateral-direito, remanescente das melancólicas eliminações na competição em 2007 e 2008. O Flamengo venceu por 2 a 0, no Maracanã. Adriano fechou o placar após passe na medida de Léo Moura em uma arrancada extraordinária do campo de defesa até a intermediária do time chileno.

Mesmo com a vantagem numérica no inicio da partida, a equipe chilena muito limitada não apresentava perigo a meta do goleiro Marcelo Lomba, que substituiu com méritos o capitão Bruno, vetado pelo Departamento Médico de participar da partida devido a um problema na virilha no último treinamento. O camisa 12 da Gávea durante os noventa minutos executou apenas quatro defesas, porém foi importante em alguns desses lances.

Com um jogador a menos, o técnico Andrade foi corajoso em não sacar nenhum atleta para suprir a ausência de Willians. O treinador armou um esquema recuando o atacante Vagner Love para ajudar na linha de frente da zaga com Kléberson, Toró e Vinicius Pacheco.

Ao contrário do que muitos poderiam imaginar, a zaga foi um ponto forte da partida. Com a barração de Ronaldo Angelim, Fabrício entrou muito bem na equipe e demonstrou liderança em certos momentos ao lado do companheiro Alvaro. Vale ressaltar que esta foi a primeira vez no ano que a equipe não sofreu um gol.

O Flamengo pôde ter mais tranqüilidade após a expulsão correta do “craque” da Universidad Católica, Mirosevic. O jogador após cobrança de falta no fim do primeiro tempo pegou um chute no rebote depois da bola carimbar o travessão, porém logo após, o meia deixou o pé na barriga de Toró que estava caído no gramado ao tentar interceptar a jogada.

Com mais espaço, o time da Gávea criava oportunidades com a velocidade empregada por Vinicius Pacheco e a chegada dos laterais constantemente ao ataque. Léo Moura só foi parado durante o jogo devido as cãibras. Everton Silva entrou e não deixou a peteca cair.

O Império do Amor só não teve mais repercussão no jogo devido a falta de pontaria de Vágner Love em cobrança de pênalti aos 38 minutos da etapa complementar. O camisa 9 mandou a bola na geral. Love atuou muito bem com boa movimentação pelos flancos ao contrário de Adriano que buscou o jogo no meio-campo e costumava ficar centralizado, brigando entre os zagueiros adversários.

Para coroar a boa atuação na estréia da Libertadores, Love foi substituído com aplausos pela torcida para a entrada do sérvio Petkovic. O gringo com mais desenvoltura do que em outras partidas quase deixou a sua marca, porém a zaga estava atenta para impedir.

O que vale dizer é que podemos sim sonhar com uma boa campanha no torneio mais importante das Américas. O Flamengo lidera o Grupo 8, com três pontos e dois gols de saldo. O Universidad de Chile também tem três, mas apenas um gol. Católica e Caracas ainda não pontuaram.

O próximo compromisso pela Libertadores será no dia 10 de março, contra o time venezuelano, fora de casa. Antes, o Rubro-Negro inicia a trajetória na Taça Rio, sábado, contra o Macaé, em Volta Redonda.


FLAMENGO 2 x 0 UNIVERSIDAD CATÓLICA

Estádio: Maracanã
Data: 24/2/2010
Árbitro: Carlos Amarilla (PAR)
Auxiliares: Nicolás Yegros (PAR) e Emigdio Ruiz Roa (PAR)
Cartões amarelos: Silva, Ponce (Universidad Católica), Vagner Love (Flamengo). Cartões vermelhos: Willians (Flamengo) e Mirosevic (Universidad Católica)
Gols: Léo Moura, aos dez minutos do primeiro tempo. No segundo, Adriano, aos 13 minutos

Flamengo: Marcelo Lomba (8.0), Léo Moura (9.0) (Everton Silva - 7.0), Álvaro (6.5), Fabrício (7.5) e Juan (7.0); Toró (7.5), Willians (2.0), Kleberson (7.0) e Vinícius Pacheco (7.0) (Fernando - 6.5); Vagner Love (7.0) (Petkovic - 6.0) e Adriano (7.0). Técnico: Andrade (8.0).

Universidad Católica: Garcez, Valenzuela, Fuentes, Ponce, Silva; Henriquez (Mena), Toloza (Manara), Martinez, Mirosevic; Díaz e Morales (Vranjican). Técnico: Marco Figueroa.


Um comentário:

AF STURT disse...

grande vitória!
So achei que teve pouca gente,24 mil com renda de setecentos mil.Alias o fla foi o menos que arecadou na estreia na libertadores entre os brasileiros.

Tracei um histórico do flamengo na copa libertadores ,na colua do sturt, no blog flamengo show.Visite e comente.

http://flamengoshow.blogspot.com/search/label/Coluna%20do%20Sturt