Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

domingo, 11 de outubro de 2009

FLA BOTA FOGO NO G-4

Um monstro, um gênio, um ídolo: Petkovic
Foto: FlamengoRJ



Torcedores do Mais Querido do Brasil,

Não só o meu sábado como o de 33 milhões de rubro-negros foi excelente. No exato momento que o Flamengo rolava a bola no Maracanã estava eu em General Severiano fazendo a cobertura do treino do Botafogo. Para os alvinegros podem esperar uma equipe aguerrida diante do Avaí, amanhã, no Engenhão.

O grande problema estava aí. Enquanto acompanhava o treino e apurava informações (ossos do ofício) meu pensamento estava no Maior Estádio do Mundo. Pude acompanhar parte do primeiro tempo pela 'latinha', o rádio, e o gol do São Paulo me desanimou, mas a evolução da equipe dentro do Campeonato Brasileiro e o poder de reação com o Técnico (com letra maíuscula) Andrade não me deixava desistir.

A angústia aumentava a cada chute torto do Victor Simões no treino em campo reduzido. Ao saber do gol de empate de Petkovic em bela cobrança de pênalti, a lá Djalminha, Marcelinho Carioca e Panenka (meia tcheco que marcou pela primeira vez desta forma na Euro-76, em Belgrado - capital da antiga Iuguslávia, perto da casa do nosso gringo que era uma criança) sabia que o momento e o espírito de 2007 estava presente na áurea dos jogadores.

Sem Adriano que está a serviço da Seleção Brasileira, Pet e Zé Roberto foram os protagonistas do espetáculo e o até então camisa 10 agora 26 abnegado depois de atuações ruins e brigar com a balança, 'Zé da Nação' voltou a entrar nos eixos e mais uma vez foi decisivo marcando agora o gol da virada.

O que dizer deste time que a cada dia se supera? O próximo passo rumo ao G-4 é derrotar o líder Palmeiras, no Palestra Itália. Posso garantir que dentro de casa eles não são nenhum bicho-papão. Há quem diga que o Flamengo é o único time que ainda pode sonhar com o título, porém acho muito difícil devido as poucas rodadas que restam para o término da competição. Mas futebol nos reserva surpresas e essa poderia ser magnífica. Imagina o Vasco sendo vice-campeão da Série B e o Mengão hexa!

Alguns companheiros da imprensa principalmente os paulistas reclamaram da atuação do árbitro ao marcar um pênalti para o Flamengo existente por Joge Wagner sobre Toró e anular a defesa do goleiro Rogério Ceni na primeira cobrança de Petkovic. Para quem realmente entende futebol e deixa de lado do bairrismo sabe que o camisa 1 tricolor se adiantou e como o Arnaldo Cesár Coelho diz: "Tá na regra".

O São Paulo foi tricampeão do Brasileiro com méritos, claro, mas ninguém fala que eles foram beneficiados em muitos jogos na competição. A baixa fica por conta do meia-lateral Everton que sofreu uma fratura. Apesar de não ser muito favorável ao seu futebol, tenho que admitir que ele estava mantendo uma regularidade e ajudando muito o Flamengo dentro de campo. Chegou o momento do Juan reencontrar a melhor forma física e técnica e agarrar de vez a posição na esquerda.

Pena que não podemos dizer o mesmo de Denis Marques. A cada toque na bola uma cena bisonha. Chances? várias! Gols? Poucos, quase nenhum! A desculpa de não estar atuando em sua verdadeira posição como centroavante não colou vide os dois últimos jogos. Ah, sim, ele fez um gol contra o Vitória, mas aquele contou com o desvio do zagueiro que matou o Gléguer, diga-se de passagem.

Destaque para a torcida que mesmo debaixo de chuva esteve lá para apoiar o time rumo a disputa da Taça Libertadores da América.



FLAMENGO 2 X 1 SÃO PAULO

Flamengo: Bruno (6.0); Everton Silva (6.5), Álvaro (6.0) (Wellinton - 5.5), Ronaldo Angelim (6.5) e Everton (6.0); Willians (7.0), Maldonado (7.5), Juan (5.5) (Toró - 6.5) e Petkovic (9.5); Zé Roberto (9.0) e Dênis Marques (4.5) (Bruno Mezenga - 4.0)
Técnico: Andrade (9.0)

São Paulo: Rogério Ceni; Renato Silva, Rodrigo e Richarlyson; Zé Luis (Borges), Jean, Hernanes, Jorge Wagner (Oscar) e Júnior César; Dagoberto (Hugo) e Washington
Técnico: Ricardo Gomes

Data: 10/10/2009
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas e Enio Ferreira de Carvalho (ambos do DF)
Público: 57.210 (pagantes)
Cartões amarelos: Álvaro (F), Zé Roberto (F), Everton Silva (F), Bruno Mezenga (F), Hernanes (S), Júnior César (S), Richarlyson (S), Jorge Wagner (s), Rogério Ceni (S), Hugo (S)


VIDEOBLOG - DIA HISTÓRICO

Um comentário:

AF STURT disse...

renan estava cobrindo o treino do fogo para que veiculo???
SRN!