Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

domingo, 31 de maio de 2009

QUANTO VALE?

Pet no tricampeonato estadual em 2001
Foto: Arquivo de Internet

Torcedores do Mais Querido do Brasil,

O colunista do jornal 'O Globo', Renato Maurício Prado, revelou neste domingo os detalhes do acordo entre o Flamengo e Petkovic. Conforme o jornalista publicou, o clube rubro-negro vai pagar R$ 10 milhões ao jogador sérvio, mas de forma parcelada. Em 30 de agosto, o meia receberá R$ 600 mil (corrigidos à base de 1% ao mês, a partir de maio de 2009). Ele receberá o restante em 47 parcelas no valor de R$ 200 mil, contando todas com o mesmo fator de correção.

Isso sem contar o salário de Pet, que vai receber R$ 70 mil por mês - o valor pode chegar a R$ 160 mil por conta de premiações por desempenho. Ao contrário do que chegou a ser divulgado, o salário do sérvio não será contabilizado diretamente para abater a dívida.

Entenda o acordo

O acordo foi costurado por Delair Dumbrosck, presidente interino do Flamengo desde o início de fevereiro até o dia 21 de maio, quando Márcio Braga interrompeu sua licença por motivos de saúde para reassumir o cargo. Braga retornou justamente para apagar o incêndio provocado no departamento de futebol por causa da negociação. De acordo com Dumbrosck, era preciso negociar com Petkovic, pois as sucessivas penhoras conseguidas pelo jogador estavam deixando o clube sem condições financeiras.

No entanto, o Flamengo terá mais despesas, pois vai liberar R$ 1,4 milhão ao atleta, valor que estava penhorado pela Justiça. Além disso, o clube vai pagar R$ 1,5 milhão a título de honorários do advogado de Petkovic e de custos do processo.

Somando todas as despesas, sem correção, o Fla gastará o total de R$ 12,9 milhões. Parece muito, mas conforme o cálculo do contador judicial que estimou o valor da dívida rubro-negra, o montante seria um pouco maior que R$ 17 milhões - sem contar as despesas do processo e com advogado. Portanto, com o acordo, o clube economizará diretamente R$ 4 milhões, além de poder saldar a dívida de forma parcelada e, principalmente, evitar as penhoras que estariam sufocando financeiramente a administração.

Porém, se os números elevados da dívida com o jogador assustam, o Flamengo terá de tomar cuidado redobrado para não se complicar ainda mais no futuro.

Segundo o item 9 do pacto firmado com Petkovic, se uma parcela não for quitada até o prazo máximo de 90 dias, o meia poderá voltar à Justiça cobrando o saldo restante com correção monetária, juros legais e mais multa de 30% - sendo que o valor a ser considerado voltaria a ser o de R$ 17 milhões estipulados pelo contador judicial.

Petkovic, de 36 anos, será apresentado oficialmente nesta segunda-feira, na Gávea. Ele atuou pelo Flamengo por apenas três anos, de 2000 a 2002, e ficou marcado por fazer o gol do quarto tricampeonato carioca do clube, em 2001, sobre o Vasco. O meia foi contratado na gestão do presidente Edmundo Santos Silva, que assumiu em 1999 e deixou o clube em 2002, após ser acusado de fraude contábil e desvio de dinheiro e sofrer um impeachment. A dívida com o atleta, portanto, data desta época.

Veja, abaixo, os principais trechos do acordo entre Flamengo e Petkovic.

2 - Pelo presente acordo o FLAMENGO pagará ao atleta o valor de R$ 10 milhões, na seguinte forma: a) R$ 600 mil, em 30 de agosto de 2009, que deverão ser corrigidos à base de 1% ao mês a contar de 18 de maio de 2009. b) Quarenta e sete parcelas mensais e sucessivas de R$ 200 mil, sendo o vencimento da primeira no dia 26 de fevereiro de 2010 e as demais no mesmo dia dos 46 meses subsequentes.

3 - As parcelas de R$ 200 mil sofrerão reajuste de 12% ao ano, observando-se a data de 18 de maio 2009 como base para a referida correção. Portanto, a parcela de 26 de maio de 2010 já sofrerá correção.

9 - Na hipótese de o Flamengo não efetuar o pagamento integral de qualquer parcela do presente acordo até o prazo máximo de 90 dias da data do vencimento, considerar-se-ão automaticamente vencidas todas as parcelas restantes, ficando o ATLETA e o seu advogado autorizados a prosseguirem com a execução do saldo da presente execução, com correção monetária, juros legais e multa de 30% sobre a quantia apurada após a dedução dos valores eventualmente pagos pelo Flamengo no presente acordo sobre o crédito corrigido do ATLETA no valor de R$ 17.121.805,02 milhões calculados as fls.710 pelo 1º contador judicial.

Fonte: O Globo e Globoesporte.com

sábado, 30 de maio de 2009

DA SELEÇÃO PARA A SELEÇÃO!

Kléberson é convocado para a Seleção Brasileira após bom momento no Flamengo
Foto: Arquivo de Internet


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Kléberson foi convocado para a Seleção Brasileira na vaga do contundido Anderson. Parabéns ao Flamengo que resgatou o pentacampeão que estava perdido no Velho Mundo e trouxe para o Brasil recolocando-o agora no time de Dunga. Apresentando uma regularidade nas partidas com o Manto Sagrado, Kléberson mereceu a convocação, apesar de que precisa calibrar o pé, já que muitas das oportunidades o meio-campo desperdiça na hora H.

Com a saída dó camisa 15 por um período de um mês para a disputa das Eliminatórias e a Copa das Confederações, o técnico Cuca terá mais um problema para montar o setor principal da equipe. O treinador terá agora a chance de colocar em prática a utilização de jogadores com característica de camisa 10 na verdadeira posição, caso de Erick Flores, Everton e até mesmo Zé Roberto. Ibson que faz uma função basicamente semelhante a de Kléberson terá mais liberdade para trabalhar. Será uma pena a perda deste jogador após o dia 30 de junho. Dificilmente ele permanecerá na Gávea apesar dos esforços da diretoria.

Amanhã, o jogo diante do Atlético-PR passou a ser mais valorizado do que uma simples partida pelo Campeonato Brasileiro já que teremos a estreia de Adriano. O Imperador já afirmou que não está 100% fisicamente, mas o técnico Cuca deve apostar na experiência e vontade do craque para o segundo tempo. A novidade será o número da camisa: 50. Estranho, mas é disso que se espera da "grande" campanha de marketing do Flamengo. Uma ótima sugestão seria a implantação da Oi neste negócio. A mesma empresa estaria em negociação com o clube, mas as conversas parecem que esfriaram. Adriano poderia utilizar o número 31 (mesmo número da operadora) fazendo alusão ainda ao número de títulos estaduais que o clube conquistou. O que acham?

Juan está livre para poder jogar. O advogado do clube, Michel Assef Filho conseguiu o efeito suspensivo para que o atleta pudesse atuar. O Flamengo vai completo e embalado pela vitória fora de casa diante do Santo André. A torcida promete fazer uma linda festa em homenagem ao Adriano. É esperar para ver.

Nos jornais saiu a notícia de que o meio-campo do Corinthians, Morais, está bem próximo do time rubro-negro. O Timão já até teria liberado o jogador para negociar com o Flamengo e as bases salariais estariam acordadas. Sinceramente, não gostaria do Morais no Mengão. Já temos o Pet! O sérvio se apresenta na próxima segunda-feira, no auditório da Gávea, e uma festa está programada para a apresentação. Qual será a camisa do gringo também?

Só um outro detalhe. Falamos do "Futebol Carioca", mas não posso deixar passar a linda campanha da equipe de basquete do Flamengo. Mais uma vez, o time bateu o Joinville e está a uma vitória da final do NBB. Espetacular! Marcelinho e Cia. fazendo valer a tradição do esporte no clube.

Saudações Rubro-Negras!

quinta-feira, 28 de maio de 2009

DO FUNDO DO BAÚ: FLAMENGO (RJ) 5 X 0 BANGU (RJ): 1943

No dia 10 de Outubro de 1943,num domingo,Flamengo e Bangu jogaram no Estádio da Gávea em jogo do Campeonato carioca e o time comandado pelo mestre Ziza goleou por 5 tentos a 0 e com este resultado sagrou-se campeão eatadual de 1943.O artilheiro do campeonato foi João Pinto do São Cristovão com 26 tentos.

O jogo
FLAMENGO (RJ) 5 X 0 BANGU (RJ)
Data: 10/10/1943
Local: Estádio da Gávea
Árbitro: Oscar Pereira Gomes
FLAMENGO: Jurandir; Domingos, Nílton, Biguá, Bria, Jaime,Jacir, Zizinho, Pirilo, Perácio e Vevé / Técnico: Flávio Costa
BANGU: João Alberto; Enéas, Paulo, Mineiro, Souza, Antônio,Sonô, Baleiro, Moacir Bueno, Otacílio e Joaquim / Técnico: Zé MariaGols: Perácio 02, 23, 63 e Pirilo (p.) 37 e 89

Obs.: Com este resultado o Flamengo sagrou-se Campeão carioca de 1943

O Craque: Zizinho

Thomaz Soares da Silva (São Gonçalo, 14 de setembro de 1921 — Niterói, 8 de fevereiro de 2002), conhecido como Zizinho, foi ídolo de infância de Pelé. Algo mais precisa ser dito sobre Thomaz Soares da Silva, o Zizinho? Era ídolo não só de Pelé e da torcida do Flamengo, mas também de todos que admiravam o bom futebol. Melhor jogador brasileiro da época, Zizinho é um típico exemplo de que "Craque o Flamengo faz em casa".

Sua carreira começou em 1939, no Rubro-Negro. Havia sido recusado pelo América e feito uma pequena passagem pelo São Cristóvão, mas começou mesmo foi no Flamengo. E à primeira vista, o Thomazinho, muito franzino, provocava desconfiança. Mas era só dar a bola em seu pé, que isso ficava pra trás. Assim como os adversários.
Sua raça e habilidade, logo lhe deram espaço na equipe do Flamengo. Com muita clarividência, antecipava as jogadas e compreendia como poucos a dinâmica do futebol.

Por isso, passou a ser reverenciado como Mestre Ziza. E, de fato, era um Mestre. Foi o maior jogador do primeiro tricampeonato carioca do Flamengo, de 1942 a 1944. Segundo Nélson Rodrigues, bastava os alto-falantes do Maracanã anunciarem o nome de Zizinho para saber quem seria o vencedor da partida.

Em 11 anos vestindo o Manto Sagrado, Zizinho marcou 145 gols em 318 jogos. Deixou o Rubro-Negro em transação polêmica, em 1950. Foi para o Bangu, pouco antes da Copa daquele ano, que foi a grande decepção de sua carreira e de todos os brasileiros da época. Porém, mesmo com a derrota diante do Uruguai na final da competição, o Mestre Ziza foi considerado o melhor em campo.

Ficou no Bangu até 1957, e de lá foi para o São Paulo, onde ficou por um ano, e depois para o Audax Italiano, do Chile, onde encerrou sua carreira, em 1962.

Clubes
1939-1950: Flamengo-RJ
1951-1957: Bangu-SP8/11/1957-20/02/1959:
São Paulo FC-SP1959-1960:
Uberaba-MG1961-1962:
Audax Italiano (Chile)

Títulos
Campeonato Carioca: 1942, 1943, 1944
Copa Roca: 1945Copa América: 1949
Copa Rio Branco: 1950
Copa O'Higgins: 1955
Copa Oswaldo Cruz: 1956
Copa Atlântica: 1956
Campeonato Paulista: 1957

FICOU PARA SEMANA QUE VEM

Amigos vascaínos,

Em um grande jogo, digno da tradição e da qualidade das duas equipes, Vasco e Corinthians empataram em 1x1 em um Maracanã lotado. Sem os craques Carlos Alberto e Ronaldo, sobrou para os coadjuvantes Pimpão e Dentinho a autoria dos gols da noite. Agora as duas equipes se enfrentam no Pacaembu em busca da vaga na grande final.

Antes do jogo, as ruas em torno do Maracanã eram tomadas por um mar de vascaínos. Uma hora antes da partida, vários setores do Maraca já estavam tomados pela mais bela e apaixonada torcida do Brasil. Infelizmente a cascata foi proibida pelos Bombeiros, mas o que se viu foi uma festa linda. O placar eletrônico exibia imagens de Juninho Pernambucano, que era ovacionado pela torcida. Quando o time entrou em campo, escrevemos com sinalizadores "O SENTIMENTO NÃO PARA" e vários balões subiram carregando inúmeras cruz de malta.


Empurrado pela torcida, o Vasco desarmou logo no início e antes do primeiro minuto já criou uma chance de gol. O time buscava pressionar, mas cometia alguns erros. O Corinthians, mais bem armado, defendia e atacava em bloco, com seus atacantes abertos, dificultando assim a ação de nossos laterais, especialmente Ramon. Nervoso, o Vasco errava passes e dava chances ao adversário. Em uma delas, a bola ficou para Dentinho que marcou o primeiro gol. 1x0 Corinthians. O placar mínimo da primeira etapa, era satisfatório para o Vasco, que apresentou um futebol muito ruim.

Dorival voltou com o mesmo time, mas logo aos 5 minutos sacou Nilton e Jeferson para entrada de Mateus e Enrico. Os dois melhoraram muito o meio-campo cruzmaltino. Tanto que o time passou a criar oportunidades. Élton perdeu dois gols dentro da área, um deles feito. Aos 18 ele foi garçom. Recebeu dentro da área e fez o pivô, tocando de calcanhar para Pimpão. O camisa 11 trombou com William e a bola entrou. Explosão no Maraca: 1x1!

A torcida cresceu com o time e com a retranca armada por Mano Menezes, o Vasco foi como uma avalanche pra cima do adversário. Felipe aparecia com firmeza, bem como os zagueiros corinthianos. Em bom ataque, Elias quase estragou a noite. Fernando Prass fez defesa espetacular.

Os minutos finais foram de esforço do Vasco e cêra do Corinthians. O placar final de 1x1 não era o dos sonhos do Vasco, mas nada está decidido. Aliás, já conseguimos classificações perdendo o primeiro jogo em casa e revertendo fora. Não vai ser dessa vez que o Gigante se abalará.

Força Vascão! Faltam apenas três jogos para o sonho!

O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton (Mateus), Léo Lima e Jeferson (Enrico); Pimpão (Edgar) e Elton.
.
De modo geral a equipe esteve muito aquém do quem vem apresentado. Dois fatores foram fundamentais: a ausência de Carlos Alberto e o fato de enfrentar uma equipe com uma disposição tática quase perfeita. Sem o capitão, nosso meio ficou perdido. Léo Lima e Jeferson se confundiam na missão de municiar o ataque. Vale lembrar que os dois nunca atuaram juntos. Nilton marcava bem, mas errava alguns passes fundamentais.

A estrutura do adversário, bloqueava um de nossos pontos fortes, as laterais. Na direita, Amaral cobriu bem Paulo Sérgio e nosso camisa 2 teve liberdade. Na esquerda, Ramon teve que ter atenção
com Dentinho e só saia na boa. A saída de Jorge Henrique foi importante, já que ele dava bastante trabalho. Morais foi inofensivo.

O Corinthians defendia e atacava em bloco. Quando era atacado, todos os jogadores ficavam atrás do meio-campo, formando uma barreira difícil de ser vencida. Ao atacar, adiantava seus três atacantes, dando espaços para os volantes e laterais criarem. Aí seria fundamental que nossos meias e atacantes dessem combate, mas na primeira etapa isso não aconteceu.

No segundo tempo, Amaral fincou de vez como terceiro zagueiro. Mateus pegou Douglas e esse não jogou. Quando Boquita substituiu Dentinho, Ramon ganhou liberdade e passou a ser nossa principal arma. Ao lado de Enrico, fez do nosso lado esquerdo a principal válvula de escape do time.

Aí o Vasco cresceu, com Léo Lima mais recuado, organizando o jogo. O gol veio e poderiam ter vindo outros. Felipe se destacou no gol corinthiano.

O empate de 1x1 pode parecer ruim por dar a vantagem do 0x0 ao Corinthians. Entretanto vale lembrar: esse time do Vasco dificilmente passa em branco. Lá será outro jogão e podemos sair vencedores. O lema deve ser: respeito ao adversário, mas acima de tudo respeito ao próprio talento.

Por fim, um lamento. Uma torcida sai de outro estado e estende uma bandeira com o dizer: Vamo Invadir. Seus jogadores comemoram o gol dançando em frente a torcida rival. Ao fim do jogo, o que acontece? O visitante tem seu lado 'invadido' e a confusão se estabelece. Em um jogo desse porte, precisava provocar?

Sds vascaínas a todos!

quarta-feira, 27 de maio de 2009

ATÉ BREVE!

Obina veste a camisa do Palmeiras
Foto: O Globo
Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O xodó da Nação, Obina deu um até breve ao Flamengo e foi emprestado ao Palmeiras. Lá, o jogador tentará reencotrar o bom futebol que o classificou como melhor do que o camaronês, Samuel Eto´o. Sem marcar um gol sequer nesta temporada, a melhor saída literalmente foi uma transferência para outro clube. No time paulista, ele terá a ajuda do técnico Wanderley Luxemburgo que trará muitos benefícios ao Anjo Negro para quando ele retornar a Gávea, marcar muitos gols com o faro apurado do legítimo centroavante.

Obina disputará novamente a Taça Libertadores e será inscrito no lugar do meia Evandro, que foi para o Atlético-MG. O curioso será o número: 24. Poderia ser qualquer outro menos esse, né Obina... hehe. O empréstimo irá até o final do ano, quando o Palmeiras poderá exercer a compra dos seus direitos federativos, que estão fixados em R$ 4 milhões. Caso o Alviverde queira contar com o jogador para partidas diante do Flamengo, a diretoria do Verdão terá que desembolsar 1 milhão de reais por jogo. Nada mal para os cofres rubro-negros.

Obina estreou pelo Flamengo no dia 13 de abril de 2005 contra o Ceará. O atacante tem 180 jogos disputados com a camisa do time rubro-negro, e 47 gols marcados. Mesmo com essa relação de amor e ódio com a torcida, o eterno camisa 18 será lembrado por muitas façanhas entre elas o poder de decisão seja contra o Vasco na Copa do Brasil ou diante do Botafogo no Estadual. Ele também foi o responsável por livrar o Flamengo do rebaixamento. Enfim, carismático, engraçado, ídolo, caneleiro, iluminado, abençoado, Obina.

Sucesso e boa sorte!


VIDEOBLOG - ESPECIAL OBINA

segunda-feira, 25 de maio de 2009

MAIS INSUCESSOS VIRÃO

Gabriel disputa bola com Ruy
Foto: Agência Globo



Torcedores do Glorioso,

Já fazia algum tempo que eu não via um jogo do Botafogo sob a certeza absoluta de que o time perderia, esse dia foi hoje. Três fatores me fizeram ter essa certeza, o primeiro pela superioridade do Grêmio, incontestável, o segundo foi uma escalação diferente com alguns jogadores nulos em campo e a terceira, o simples fato de jogar no Olímpico com uma torcida que não parou de cantar. Jonas e Fábio Santos fizeram os gols da vitória.

Com a postura clara de quem queria empatar, o Botafogo estreou, em jogos oficial, o seu uniforme preto, parece não ter dado muita sorte. Fico pensando o que há com esse time, a saída do Maicosuel claramente desestruturou o elenco, mas o Lúcio Flávio não é a peça certa para substituí-lo, entretando, se for pra ficar aguentando o cai-cai Rodrigo Dantas, que volte o Maestro!

Não estamos tendo quaisquer chance de vencer um jogo, em três jogos, empatamos dois e perdemos um e em nenhum deles podemos afirmar com clareza que o time jogou bem e mereceu a vitória, até porque vitória não se merece, se conquista. Contra o Santo André um show de gols perdidos, contra o Corinthians um medo incontrolável do Ronaldo, ah se não fosse o Renan... e ontem uma postura covarde. Ainda tendo que ver no outro lado peças que deixaram sua marca no Glorioso, Rafael Marques (Bonecão), Ruy (Cabeção) e Túlio (Guerreiro).

De chances no primeiro tempo podemos citar uma, num chute em que Tony tirou, como se diz no jargão das peladas pelo Brasil, "meio quilo de chão". Juninho tentou numa falta e Victor evitou o gol (arma principal do Botafogo). O Grêmio teve evidentemente as melhores oportunidades, mas não acertou a pontaria, Castillo não teve grande participação, mas as firulas foram aos montes. Reclamar com a defesa jogando a bola ao chão após uma ponte desnecessária foi a pior delas. Como diria o sábio: "Quer ser goleiro do Botafogo? Deixe o cabelo crescer, se naturalize argentino ou uruguaio, defenda uns dois pênaltis e encare um jogador do Flamengo, parabéns, agora és um ídolo".

No segundo tempo via-se claramente que faltava algo mais para o Botafogo, imagino o que pensou Ney Franco ao olhar o banco gremista e ver opções para o ataque como Alex Mineiro e Herrera, tendo em seu banco Diego e Jean Coral. Aos 12 minutos o time gaúcho abriu a conta, após bate-rebate, Leandro Guerreiro afastou mal e Jonas completou de bico no cantinho. 1 a 0.

O Bota chegou a responder e adivinha como: Falta da entrada da área que Juninho acertou o poste direito. Quando já não havia mais esperança de gols, até porque não é possível fazer gols com quatro atacantes tão improdutivos, o Grêmio balançou a rede novamente. Douglas Costa iniciou a jogada e tocou para Maxi Lopes na entrada da área, o argentino tocou de calcanhar e Fábio Santos deu números finais ao jogo.

Grêmio 2 x 0 Botafogo

Estádio: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (Fifa-PR)
Auxiliares: Aparecido Donizetti Santana (PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Cartões amarelos: Réver (GRE); Eduardo, Gabriel e Tony (BOT)
GOLS: Jonas (12/2ºT) e Fabio Santos (33/2ºT)

GRÊMIO: Victor; Rafael Marques, Léo e Réver (Thiego, 40/2ºT); Ruy, Túlio, Tcheco, Souza (Douglas Costa, 26/2ºT)e Fábio Santos; Jonas (Herrera, 35/2ºT) e Maxi López - Técnico: Paulo Auruori

BOTAFOGO: Castillo; Leandro Guerreiro, Juninho e Eduardo; Alessandro (Diego, 28/2ºT), Fahel, Túlio Souza, Rodrigo Dantas (Jean Coral, intervalo) e Gabriel (Wellington, intervalo); Tony e Victor Simões - Técnico: Ney Franco.

domingo, 24 de maio de 2009

ABENÇOA O PÉ DELE HOJE, PADRE!

Obina é abençoado por padre no inicio da temporada. Até agora não foi a solução.
Foto: Globoesporte.com



Amigos Rubro-Negros,

Foi triste a eliminação para o Internacional, na Copa do Brasil. Quando o Colorado abriu o placar não esperava o Flamengo empatar a partida. O estigma de um ataque inoperante me fazia desistir com o tempo passando na segunda etapa, mas Emerson tratou de colocar a alegria de volta no rosto de cada torcedor. A partir daí, a partida estava em nossas mãos ou melhor nos pés. Faltou inteligência e gana para administrar o resultado até o fim.

Aquela falta... ah, aquela falta. No mesmo dia em que o sérvio Petkovic acertou o retorno para o time da Gávea, Andrezinho, o menino franzino que saiu rápido do Flamengo se tornou o algoz da eliminação. Bruno bem que poderia ter saltado, Kléberson bem que poderia ter pulado... Culpa de todos.

Agora é levantar a cabeça e esquecer o que passou. Nada tão sofrido como a perda para o América do México. Temos um Campeonato Brasileiro pela frente e a Copa Sul-Americana, título que ainda não temos na galeria.

O Imperador está mostrando dedicação, treinando forte até a escuridão do Rio de Janeiro sendo observado de perto pelo Cristo Redentor. Dia 31, diante do Atlético-PR, o craque estará de volta ao Maracanã com o Manto Sagrado desestabilizando a zaga adversária.

Agora o que pode mexer com as estruturas do Flamengo é a chegada de Petkovic. Esse tema mostrou a divisão de poderes que há no clube. Márcio Braga teve que retornar ao comando para apagar as chamas que estavam surgindo entre Kléber Leite, Plinio serpa e Delair Dumbrosk. Adoro o Pet, principalmente por aquilo que ele fez em 2001, mas aos 36 anos de idade é difícil acreditar que ele será útil. Cuca já demonstrou insatisfação com a chegada do jogador e é aí que mora o perigo. A corda pode arrebentar para o lado mais fraco e é claro que no momento Cuca está no lado mais fraco da questão.

Surgem agora as primeiras sonadgens sobre os atletas rubro-negros. O primeiro que pode sair é o meio-campo Ibson que deve ir para o CSKA, time comandado pelo técnico Zico. Seria uma perda irreparável. Obina tem a última chance hoje de mostrar que será importante para a quipe na temporada. Jonatas não terá o contrato renovado assim como o zagueiro Douglas, que rescinde com o clube amanhã. Paulo Sérgio e Egidio serão emprestados ao Figueirense e Fabricio pode retornar à Gávea. Com relação a patrocinadores, o Flamengo negocia com quatro empresas e terá uma reunião esta semana com uma delas para poder fechar o acordo e anunciá-la em breve.

Hoje, o Flamengo reencontrará o Santo André. Será a oportunidade de dar o troco pelo vice-campeonato na Copa do Brasil de 2004. Será em uma moeda de valor inferior, porém é válido. Emerson, Léo Moura, Juan e Zé Roberto que negocia com o Cruzeiro (tomara que ele vá o quanto antes) desfalcam a equipe. É preciso tomar cuidado com Marcelinho Carioca e os demais medalhões do time do ABC. Na última partida do clube de São Paulo podemos ver uma mostra da qualidade da equipe.

Chance para Obina novamente? Até eu já desisti. É mais fácil acreditar com os gols do "pé certeiro" do Kléberson, ou do Arthuro, Aleílson... É brincadeira!

Fui...

quinta-feira, 21 de maio de 2009

CLASSIFICADO!

Amigos vascaínos,
.
O Vasco fez seu papel, jogou o básico e garantiu a vaga para as semifinais da Copa do Brasil. Mesmo levando um susto no início o time conseguiu o empate em 1x1, carimbando o passaporte para a próxima fase, onde enfrentaremos o Corinthians.
.
Antes de tudo preciso dizer que não deu pra ver o jogo. A TV a cabo não me disponibilizou o Sportv 2 e tive que apelar pro radinho enquanto via o jogo do Inter. Desse modo, enquanto ainda caçava a rádio, vi na TV que o Vitória abrira o placar. Nisso o jogo transmitido ainda nem tinha começado. Putz, hoje vai ser dias de fortes emoções, pensei. Quando finalmente encontrei a CBN, a primeira coisa que ouvi foi: GOOOOOOOOLLLL! Os segundos dessa palavra pareceram eternidades, até o narrador dizer a palavra mágica: Élton. Ufa! Vaga garantida. Ou seria possível o Vasco levar 5 gols do Vitória?O gol do Vitória saiu com o fanfarrão Neto Baiano em cobrança de falta de muito longe. Nosso goleirão Fernando Prass falhou. O nosso foi marcado por Élton, aproveitando bom cruzamento de Enrico após contra-ataque puxado por Nilton.
.
Minutos depois, outro grito de gol do narrador, mas dessa vez anulado pelo bandeirinha. Seria gol do Vasco, em cabeçada de Gian, após cruzamento de Nilton em cobrança de falta. A essa altura já sabíamos que o adversário era o Corinthians, que dava um créu na bicharada no Maracanã.
O nosso jogo seguia com chances de ambos os lados, com os goleiros trabalhando bem. Desesperado e com quatro atacantes, o Vitória distribuía bordoadas. Na rádio, comentavam o destempero de Neto Baiano. Aos 41, esse cidadão cuspiu no rosto de Ramon e foi expulso. Ainda por cima tento agredir o árbitro, o que deve gerar uma punição exemplar.
.
A nota negativa do primeiro tempo ficou por conta do amarelo recebido por Carlos Alberto, que o impossibilita de atuar na primeira partida das semifinais. No intervalo ele foi sacado para entrada de Pimpão. Depois Dorival tirou Enrico e Élton para entrada de Gallo e Kardec. O segundo tempo foi morno e em determinados momentos, parecia que as equipes queriam mais é que o jogo acabasse logo.
.
Após o apito final, ficou a comemoração pela vaga conquistada sem perdermos a invencibilidade na Copa do Brasil. Vale lembrar que os tão favoritos Inter e Corinthians já tropeçaram na competição. Agora é briga de cachorro grande e a única certeza que temos é que serão dois grandes jogos.
.
Força Vascão! Faltam quatro jogos para o título inédito!
.
O Vascão atuou com: Fernando Prass, Paulo Sério, Vilson, Gian Mariano e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima, Carlos Alberto (Pimpão)e Enrico (Gallo) e Élton (Alan Kardec).
.
Ver os rivais perderem é sempre bom, mas com jogador sem caráter fazendo cagada é melhor ainda. Que passe lindo deu o juan para o Nilmar! O que pensou o frangueiro da Gayvea quando a bola passou da barreira. Torceu pra sair? Se ferrou, mané.
.
E o thiago never. Se a língua dele jogasse bola, ele seria rival do Messi pra ser melhor do mundo. Como futebol se joga com os pés, ele será sempre um jogador de timeco de terceira.
OoOOoOoooOO, Melhor do RIOOO!
.
Sds vascaínas a todos!

segunda-feira, 18 de maio de 2009

QUE RONALDO?

Renan parou Ronaldo
Foto: Lancenet



Torcedores do Glorioso,

Na noite de Botafogo e Corinthians, aonde Ronaldo era o jogador mais visado por sua extrema categoria, os goleiro Felipe e Renan roubaram a cena e seguraram o empate em 0 a 0. Esse foi o primeiro jogo do Bota no ano em que o placar ficou em branco. Sem Maicosuel, que não sabe se joga ou se troca de time, Ney Franco optou por colocar o garoto Rodrigo Danatas, no ataque, Jean Coral ficou no lugar de Reinaldo.

O primeiro lance de perigo do jogo foi do Botafogo, Jean Coral emendou uma bicicleta e assustou Felipe. O Coritnhians respondeu logo depois com o baixinho Morais que cabeceou perto da trave. Sem conseguir sair para o ataque, o Bota levava sustos na defesa, em duas oportunidades Ronaldo esteve próximo de marcar. No primeiro lançe ele passou por Juninho e Renan defendeu. Logo depois ele deu um toquinho de craque e a bola raspou a trave.

A torcida começou a sentir que o Corinthians era melhor e passou a apoiar o Botafogo, ainda sob o efeito da homenagem que a diretoria fez a Nílton Santos antes do começo da partida com dez minutos de exibição de fotos no telão do estádio. Mesmo assim o time paulista era melhor, André Santos conseguiu se livrar da defesa, mas foi fominha e concluiu para defesa de Renan.

No segundo tempo, Ney Franco fez uma mudança dupla, colocou Tony e Gabriel no lugar de Jean Coral e Wellington, respectivamente. A alteração surtiu efeito e o Botafogo começou a jogar um futebol mais envolvente e ter as melhores chances do jogo. Aos três minutos Túlio Souza virou e bateu bonito, Felipe Salvou. Aos 11 minutos Juninho bateu falta com força e Felipe salvou o Corinthians.

A melhor chance do Coringão no segundo tempo foi com Ronaldo. Aos 17 minutos ele ficou cara a cara com Renan e não conseguiu passar pelo goleiro do fogão, a torcida foi ao delírio com a defesa e comemorou como se fosse um gol. Aos 25 minutos Victor Simões recebeu no lado direito de ataque e rolou para Léo Silva bater com força, Felipe salvou.

Mano Menezes resolveu tirar Ronaldo e colocou Souza em seu lugar. Ao reencontrar o ex-atacante do Flamengo, a torcida não teve dúvida e começou a homenageá-lo com os gritos de "Ooohhh, o Souza é um M...". Desde então o Corithians não assustou mais, a diferença de habilidade no ataque contou muito para isso, Souza é nulo. A última chance do primeiro zero sair do placar foi com Toni, mas ele demorou a concluir.


BOTAFOGO 0 X 0 CORINTHIANS

Estádio: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data/hora: 17/05/2009 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-SP)
Auxiliares: José Antonio Chaves Filho (RS) e Julio César Rodrigues Santos (RS)
Renda/público: R$ 187.162,50 / 14.528 pagantes
Cartões amarelos: Eduardo (BOT); Diego e Alessandro (COR)

BOTAFOGO: Renan, Leandro Guerreiro, Juninho e Wellington (Gabriel, intervalo); Thiaguinho, Fahel, Túlio Souza (Léo Silva, 21'/2ºT), Rodrigo Dantas e Eduardo; Jean Coral (Tony, intervalo) e Victor Simões - Técnico: Ney Franco

CORINTHIANS: Felipe, Alessandro, Chicão, Diego e André Santos; Cristian, Elias, Morais (Boquita, 33'/2ºT) e Douglas; Dentinho (Jorge Henrique, 17'/2ºT) e Ronaldo (Souza, 27'/2ºT) - Técnico: Mano Menezes.

EXTERMINADOR

Amigos vascaínos,

Jogando fora de casa, em um Castelão lotado, o Vasco bateu o Ceará por 2x0 e obteve sua segunda vitória consecutiva na SÉRIE B. O time divide a liderança com outras quatro equipes, tendo desvantagem nos critérios de desempate. Os gols da vitória foram marcados por Ramon e Léo Lima, ambos no segundo tempo.
.
O jogo começou truncado e com poucas chances de gol. O péssimo gramado dificultava lances de habilidade e até mesmo trocar passes era difícil. Aos 10 minutos o Vasco teve uma grande oportunidade. Em rápido contra-ataque, Élton lançou Paulo Sérgio na esquerda, o camisa 2 cortou o goleiro, mas chutou por cima do gol. Minutos depois, Enrico fez boa jogada individual e chutou por cima, assustando o time cearense.
.
O início do jogo deu uma falsa impressão de domínio vascaíno. Após os 30 minutos, o Ceará passou a chegar com muito perigo. Na maioria das vezes nossa zaga cortava, especialmente com Vilson, em grande atuação. Na chance mais perigosa, a bola sobrou limpa para Wellington Amorim, que tentou tirar de Fernando e carimbou a trave. O fim do primeiro tempo trouxe alívio a torcida vascaína.
.
Apesar do relativo domínio cearense, os 45 minutos iniciais mostraram que o caminho eram as laterais. Boiadeiro e Fábio Vidal são muito limitados. Improvisado no ataque, Magno teve estréia apagada e foi sacado no intervalo para entrada de Edgar. Ao meu ver, o melhor era sacar Enrico, que mais uma vez decepcionou e jogar Magno para o meio-campo.
.
Os primeiros minutos da segunda etapa foram de pressão do Ceará, porém quem marcou foi o Vasco. Fernando Prass deu chutão pra frente e o zagueiro afastou para lateral. Na continuação da jogada, Fábio Vidal foi tentar fazer gracinha e a bola ficou com o Vasco. Ramon avançou pelo meio e soltou a bomba. A bola bateu na trave e entrou. Golaço! O primeiro do lateral com nossa camisa. E não foi por falta de merecimento de um dos melhores jogadores do Vasco na temporada.
.
O Ceará não se deu por vencido e seguiu pressionando. Porém esbarrava em uma muralha no gol vascaíno. Fernando Prass travava qualquer tentativa cearense de marcar. Grande atuação do nosso camisa 1. Já são três jogos sem sofrer gols.Percebendo a má atuação do time, Dorival sacou de uma só vez, Nilton e Enrico, colocando os jovens Mateus e Gallo. Os dois ajudaram o Vasco a manter mais a posse de bola. Aos 37, após receber bom lançamento, Ramon avançou pela esquerda e chutou rasteiro. A bola tocou no goleiro Marcelo Bonan e sobrou limpa para Léo Lima marcar seu primeiro golo com bola rolando na temporada. Vascão 2x0!
.
Com a vantagem de dois gols e faltando menos de dez minutos, bastou ao Vasco tocar a bola e fazer o tempo passar. O Ceará ainda tentou em chutes de longe, mas a muralha Fernando Prass não deixou nada passar. Fim de jogo e mais uma vitória vascaína na Série B. E mais uma sobre times do Nordeste. Esse ano já batemos Flamengo-PI, Central-PE, Icasa, Santa Cruz, Vitória e Ceará.
.
O Vascão ‘Exterminador de times nordestinos’ parte agora para Salvador, visando o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. No sábado, enfrentamos em casa o Atlético-GO, que também tem seis pontos no Brasileiro.
.
O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Gian e Ramon; Amaral, Nilton (Gallo), Léo Lima e Enrico (Mateus); Magno (Edgar) e Elton.
.
Dois jogadores foram fundamentais na conquista dos três pontos. Embaixo das traves Fernando Prass esteve impecável, com tranquilidade, elasticidade e bom posicionamento. Quando não conseguiu defender, foi salvo pela trave. Ainda é cedo para fazer maiores análises, mas em alguns momentos do jogo nosso goleirão passa a impressão de que é intransponível.
.
O outro nome foi Ramon. Pegando um lateral fraco do outro lado, deitou os cabelos. Marcou um golaço e participou diretamente do segundo. Pra quem andava em uma fase mediana, nada como uma atuação dessas para recuperar a moral.
.
Outro destaque foi Vilson. Aquele que ano passado foi tão criticado, vem melhorando jogo após jogo e sábado anulou qualquer tentativa de ataque por seu lado.
Nota ruim do jogo foi a apatia do ataque. Sem Pimpão ou seu substituto imediato Alex Teixeira, jogamos o segundo tempo inteiro com dois centroavantes brigando com a bola. Em breve isso pode ser amenizado com a estréia de Robinho. Vale lembrar também que Aloísio já deve estrear no sábado.
.
Sds vascaínas a todos!

quinta-feira, 14 de maio de 2009

COM A MÃO NA VAGA

Amigos vascaínos,

Foi sem dúvida uma noite especial em São Januário. Jogando com autoridade e pressionando o adversário durante todo o tempo, o Vasco goleou o Viria por 4x0 e deixou bem encaminhada a vaga para as semifinais da Copa do Brasil. No jogo de volta o Cruzmaltino pode perder por até três gols de diferença qe ainda assim estará classificado. Os gols da goleada foram marcados por Carlos Alberto, Élton, Paulo Sérgio e Nilton, os dois últimos em cobrança de falta.

Com o péssimo horário do jogo, o público chegou em cima da hora e muita gente entrou com o jogo já começado. A escalação estranha do Vitória, com vários jogadores deslocados, dava espaços para o Vasco jogar. Com o passar do tempo, a pressão só aumentava e o Vitória recuava, deixando Neto Baiano isolado no ataque. Na metade do primeiro tempo, o gol do Vasco parecia questão de tempo. E ele não tardou. Nilton soltou bomba lá do meio da rua, Luciano Almeida deu um presente para Carlos Alberto e aí...bola no pé do craque dentro da área é o quê? Golaço! Vascão 1x0! O Vasco seguiu em cima e a vantagem de apenas um gol parecia injusta ao fim do primeiro tempo. Aos 43, Léo Lima desarmou e lançou Pimpão. O camisa 11 ganhou escanteio. Na cobrança, Paulo Sérgio cruzou na área e após bate-rebate a bola sobrou limpa pra Élton, que apenas empurrou pra dentro. Vascão 2x0!

Ótima vantagem e torcida em êxtase na Colina. Parecia que os fantasmas recentes do Vitória estavam indo embora. Brinquei com minha esposa que queria ver um gol de falta. Será que eu seria presenteado?

O Vitória voltou um pouco mais ajustado taticamente, mas quem marcou foi o Vasco. E foi em dose dupla. Aos 10, Pimpão fez fila e foi derrubado na entrada da área. No primeiro tempo, em chance do mesmo local, Carlos Alberto desperdiçou. Dessa vez Paulo Sérgio colocou com categoria no cantinho do péssimo goleiro Viáfara. Segundo gol de falta do Cafu da Colina em 2009. Vascão 3x0!

Meu presente estava dado, mas o melhor estava por vir. Enquanto a torcida ainda vibrava e São Januário tremia, um canhão passou pelo estádio. Luciano Almeida colocou a mão na bola e foi expulso. Na cobrança, Nilton deu um tiro que seria capaz de atravessar o corpo de Viáfara. O colombiano nem se atreveu a defender e a bola estufou o ângulo. GOLAÇO! O primeiro de falta marcado pelo melhor volante do Rio com a camisa do Vasco.

Daí em diante, com um jogador a mais seria normal que o Vasco pressionasse, ainda mais embalado pela torcida que cantava feliz em São Januário. Porém o time diminuiu o ritmo e Dorival aproveitou para sacar o trio de frente, visando o descanso para as partidas por vir. Quem brilhou mesmo foi Fernando Prass. Nosso muro importado de Portugal fez grandes defesas e teve seu nome gritado pela torcida.

Fim de jogo e um grande passo dado rumo às semifinais. No sábado mais um desafio pela Série B e na quarta o jogo de volta. Força Vascão! Faltam 5 jogos para o título inédito da Copa do Brasil!
.
Que noite, galera vascaína! Caldeirão lotado e time e torcida em perfeita sintonia. Goleada sobre um velho carrasco e vaga bem próxima. Mesmo estando na Série B, mostramos que o Vasco tem que ser respeitado sempre, pois tem time, torcida e tradição de primeira.

Grande atuação do time como um todo. De Fernando a Élton, todos deram importante contribuição para a vitória. Uns mais, outros menos, mas todos estão de parabéns.

Nosso goleirão deu show. Já são dois jogos sem sofre gol, mostrando segurança e frieza impressionantes. Aos poucos ele vai mostrando que as notícias que vinham de Portugal não eram falsas e se trata mesmo de um grande goleiro. Ontem esteve firme nas saídas do gol e fez duas defesas fantásticas no segundo tempo.

Paulo Sérgio cresceu muito após a derrota para o Botafogo. É uma arma poderosa em todos os jogos, além de marcar com extrema eficiência. Já Ramon caiu depois da saída de Jéferson e não tem sido tão efetivo. De todo modo garra não falta ao nosso camisa 33.

Na zaga, apesar de reservas, Vilson e Gian vem mostrando firmeza. Se falta categoria, sobra vontade e ontem isso bastou. Os dois anularam o perigoso Neto Baiano.
Amaral, quem diria, merece a cada dia mais elogios. Um leão na marcação, não pára de correr um só instante e vem sendo fundamental no trabalho defensivo. Ainda tem arriscado algumas saídas pro ataque, sem comprometer.

Nilton é um monstro. O melhor volante do Rio e um dos melhores do Brasil é soberano. Domina o meio-campo com força, calma e categoria. O time com ele é outro. Já Léo Lima, merece nota 10 por ontem. Além da já habitual categoria, mostrou garra e foi um dos que mais desarmou. A continuar nessa pegada, será difícil tirá-lo do time.
Carlos Alberto é craque. Quando pega na bola, os marcadores se desesperam e colecionam cartões. Ontem marcou um gol de categoria e só saiu pra se poupar.
Pimpão e Élton não foram bem. O segundo até marcou um gol, mas esteve disperso e colecionou impedimentos, enquanto o primeiro abusou das firulas. Faioli e Kardec jogaram pouco.
O Vasco atuou com: Fernando Prass, Paulo Sérgio, Vilson, Titi e Ramon; Amaral, Nilton, Léo Lima, Carlos Alberto (Alex Teixeira); Pimpão (Faioli) e Élton (Kardec).
.
Rapidinhas
* Saiu a certidão negativa de débitos. Agora o Vasco está livre para asinar e receber da Eletrobrás.
* O Vasco pode ceder Morais ao Werder Bremem para ter Carlos Alberto em definitivo. Tomara!
* Vem aí a VASCOTUR. Em breve devem sair mais novidades.
.
Sds vascaínas a todos!

TÁ BOM, MAS NÃO TÁ BOM!

Fred faz cara feia entre os adversários
Foto: Globoesporte.com

Caros amigos tricolores,

O resultado da partida de ida das quartas-de-final da Copa do Brasil contra o Corinthians - derrota por 1 x 0 - foi considerado por muitos tricolores como um ótimo resultado. O Fluminense tem todas as condições de reverter esse resultado, mas se jogar o que jogou no primeiro tempo, dará adeus a competição, visto que o placar só não foi maior pelas defesas de FH e também porque a trave ajudou.

No segundo tempo houve uma melhora, mas não o suficiente para empolgar. Acho que o Fred está muito isolado, que as laterais do Fluminense são fracas e também a saída de bola é ruim, ocasionando o retorno de Thiago Neves para buscar a bola - algo que eu já salientei aqui e que o Parreira viu ontem - mesmo com o cmisa 10 nãO tendo jogado bem. A entrda do Conca mostrou que o argentino deverá ser titular na partida de volta, porque mostrou muita vontade!!!

OBS: Parreira deve escalar um mistão contra o Barueri, pela 2ª rodada do Brasileirão-09!!!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

BOTAFOGO: CONTRATAÇÕES E NOVIDADES

Tony, o novo reforço do Botafogo
Foto: Globoesporte.com

Torcedores do Glorioso,


Buscando formar um elenco realmente competitivo para o campeonato brasileiro, o Glorioso começa a tirar dinheiro do bolso e trazes reforços. O primeiro a ser citado foi o atacante Tony, que defendeu o parceiro Boavista no campeonato carioca, o jogador se apresentou hoje em General Severiano e está pronto para ser usado por Ney Franco. Com a chegada de Tony, o alvinegro pode lançar ao mar sua primeira barca, e logo com dois passageiros, traram-se dos atacantes Diego e Laio, esse segundo é apenas por empréstimo, o destino pode ser o América-RJ que busca voltar a elite do futebol carioca.

Quem também acertou com o Botafogo, mas só poderá entrar em campo a partir do dia 1º de Agosto, quando fecha a janela de transferência para a Europa, é o lateral esquerdo Michael, que teve passagens marcantes por Santos e Palmeiras. Michael é a prova de que o técnico Ney Franco está tendo seus pedidos atendidos, o treinador afirmou várias vezes que necessitava, com urgência, de um lateral esquerdo, no elenco, somente o jovem Gabriel é jogador desta posição, Thiaguinho e Eduardo jogam improvisados.

Mesmo com essas contratações, o principal reforço do Botafogo para o brasileiro deve ser o meia Maicosuel, que tem recebido propostas para trocar de clube no meio do ano. O "Mago", com é conhecido pela torcida alvinegra, foi o destaque além de artilheiro do campeonato carioca e sua permanência é tratada com cautela dentro do clube. Machucado, Maicosuel só volta a campo na terceira rodada do campeonato brasileiro, quando o Botafogo encara o Grêmio, no Estádio Olímpico, caldeirão do time gaúcho. A diretoria busca conseguir 80% dos direitos econômicos do jogador, os outros 20% pertenceriam a Traffic, empresa que cuida da carreira do jogador.

As contratações do fogão não param por aí, quem está próximo de acertar e segundo informações só falta chegar a um acordo de salário é Lúcio Flávio, o "Maestro", campeão carioca de 2006 pelo Botafogo e que recentemente trocou o Glorioso pelo Santos pode estar retornando ao clube da estrela solitária sendo mais uma opção para Ney Franco. A torcida não tem visto com bons olhos esta negociação, já que Lúcio Flávio não vinha passando por um bom momento no Botafogo e não agradou no Santos.

As novidades que podem surgir no Botafogo estão todas voltadas ao Engenhão. O clube pode ser patrocinado pela Kyocera e essa empresa estaria disposta a arcar com as despesas do estádio, desde que o nome mude para Kyocera Arena, assim como acontece no Atlético-PR. O possível novo patrocínio do alvinegro pode se estender também para as camisas do clube, fazendo companhia a solitária Liquigás.

No dia da festa de apresentação dos novos uniformes, o presidente Maurício Assumpção anunciou projetos para o Engenhão. O estádio irá ganhar rede wireless, assim o torcedor poderá rever os lances do time quantas vezes quiser durante o intervalo. Essa é a nova diretoria do fogão, modificando tudo para melhor e é claro, melhorando o nosso estádio. E pensar que a Copa do Mundo vem aí e o Maracanã vai fechar, vai ter muito time sem estádio fazendo excursão pelo Brasil, enquanto uns tem muito, outros não tem nada. É a vida...

Saudações Alvinegras.

COMO DETER O INTERNACIONAL?

Bruno vai tentar ajudar o Flamengo a conquistar bom resultado diante do Inter
Alexandre Cassiano / O Globo


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

O Flamengo terá hoje a noite um grande desafio. A partida diante do Internacional pelas quartas-de-final da Copa do Brasil, no Maracanã, decide praticamente o destino da equipe na competição. O Inter chega como o favorito já que possui um dos melhores elencos do país e um trio de ataque poderosíssimo com D´Alessandro, Nilmar e o jovem Taison. O técnico Tite vai tentar explorar a velocidade de seus jogadores principalmente pela dimensão do estádio Mário Filho.

A equipe rubro-negra terá mais uma vez o apoio da torcida que até ontem tinha comprado cerca de 18 mil ingressos. O técnico Cuca repetirá a escalação da estreia no Campeonato Brasileiro diante do Cruzeiro e voltou a dar suporte aos homens de frente do Flamengo. Nos últimos jogos, os jogadores do setor de ataque foram muito criticados pela falta de pontaria.

A chance do time da Gávea alcançar um bom resultado no Maracanã para levar uma vantagem para o segundo jogo no Beira-Rio é possível. A equipe deve explorar as laterais deixando preso Bolivar e o experiente Kléber, alas da equipe colorada. Willins deve ser o cão-de-guarda que vai perseguir o argentino D´Alessandro e a tarefa de parar Nilmar e Taison ficam a cargo de Airton e Wellington. Ronaldo Angelim deve ficar na sobra subindo pela lateral-esquerda surpreendendo o adversário e dando apoio ao ataque.

O Fla não pode dar espaços e qualquer erro pode ser fatal. Lembrando que gol na casa do adversário é critério de desempate. Se Kléberson e Ibson estiverem em noite inspirada serão fundamentais para uma vitória tipicamente rubro-negra: na garra, na batalha, no suor. Placar dilatado? Creio que seja complicado conseguir, mas um 2 a 0 há possibilidades de conquistar.

O técnico Cuca vai poder atuar a beira do gramado esta noite. O treinador conseguiu um efeito suspensivo para trabalhar. Suspenso por 90 dias pelo Tribunal de Justiça Desportiva, Cuca será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva com recurso imposto. Ainda não há data para o julgamento.


NOVO AFFAIR

"Depois de ficar com o Imperador, a Mulher Caviar, Eliza Pereira, tomou gosto pelos gramados e está saindo com um craque do Flamengo. "Nem falo mais com Adriano. Tô saindo com outro jogador do meu Mengão. Só digo que ele foi decisivo no título do tricampeonato carioca", esquiva-se ela. Mas a coluna dá pistas de quem é o rubro-negro. Ele é moreno, está no clube da Gávea há quase três anos, é herói do time e adora noitada." (Fonte Meia Hora)

Quero não acreditar que seja o goleiro Bruno nem ninguém, mas será que mais um jogador vai se meter em fria? Caso seja o camisa 1 da Gávea mesmo, ele terá muito que se explicar para sua mulher... hehe. Bruno também está sendo sondado para defender as cores de Portugal. A Federação Portuguesa de Futebol esteve observando o jogador durante as finais do Estadual e espera que o desejo do atleta em disputar uma Copa do Mundo possa ser revertida com a camisa lusitana.

O Benfica que não está gostando da atuação dos goleiros Quim e Moreira, ambos com passagem pela seleção, podem ser substituídos pelo jogador do Flamengo. O clube português está interessado em contar com Bruno há bastante tempo. A solução cabível seria a convocação do técnico Dunga para os jogos contra Uruguai e Paraguai, pelas eliminatórias e Copa das Confederações. Serão três goleiros.

Com a contusão de Doni, reserva imediato de Julio César, as chances de Bruno aumentam para vestir a amarelinha pela primeira vez. Pesam a favor do rubro-negro também as situações de Renan e Diego Alves. O primeiro voltou há pouco tempo de lesão e é reserva no Valencia, o segundo foi prejudicado pela campanha irregular do Almería no Campeonato Espanhol.



RONALDINHO NA ÁREA (2)

De “negócio inviável” para “não posso descartar.” Apesar de manter o clima de dificuldade na negociação, o irmão e procurador de Ronaldinho Gaúcho, Assis, diz que nenhuma negociação pode ser descartada.

Nem mesmo a do irmão com o Flamengo, com quem, revela, não houve qualquer contato oficial.
– Ele tem contrato com o Milan até 2011 e um respeito muito grande pelo clube. Mas não posso descartar absolutamente nada, porque não houve conversas a respeito disso e nem ninguém me procurou para falar sobre isso – afirmou.

Outros clubes do Brasil, como o São Paulo, já manifestaram interesse em contar com Ronaldinho Gaúcho. Mas Assis garantiu que nem tocou no assunto com Ronaldinho por não ter recebido qualquer contato oficial de nenhum clube:

– Não troquei ainda uma só palavra com meu irmão sobre isso, mas realmente não houve contato.

Ao saber da mudança de discurso de Assis, Delair Dumbrosck, presidente em exercício do Flamengo, mostrou empolgação, mas lembrou que o clube ainda não tem condições de bancar a vinda de um jogador como Ronaldinho.

– O Flamengo ainda não o procurou. Não descarto, mas precisamos buscar um patrocinador. Querer eu quero, mas não é assim – afirmou. (Fonte: Lancenet!)

Saudações Rubro-Negras!


terça-feira, 12 de maio de 2009

GAÚCHO NA ÁREA!

Ronaldinho Gaúcho em ação pelo Barcelona
Foto: Arquivo de Internet


O Flamengo corre atrás de reforços para a sequência da temporada. O clube tem até o final desta terça-feira para inscrever o atacante Adriano na Copa do Brasil. O jogador esteve nesta manhã na Gávea para realizar exames médicos.

Além do Imperador, o Rubro-Negro deve anunciar um zagueiro para a vaga do ex-capitão Fábio Luciano que se aposentou. O meio-campo Lúcio Flávio também está próximo de acertar o retorno ao Rio de Janeiro. Alguns dirigentes do Flamengo já confirmam o acerto com o "Maestro". O único empecilho é o pedido salarial do atleta. O jogador está negociando a rescisão para poder se apresentar o mais rápido possível ao time da Gávea.

Para que Lúcio Flávio seja o novo reforço do Mengo, alguns jogadores devem sair. Entre eles o atacante Josiel e Paulo Sérgio que deve ser emprestado ao Vitória, da Bahia. Ao comentar sobre atacantes, como não relatar mais um vacilo do vice-presidente Kléber Leite. Ontem a tarde, o "cartola" afirmou que o troca-troca entre Zé Roberto por Wellington Paulista, do Cruzeiro, estava sacramentada.

Porém, a noite, o presidente do clube mineiro garantiu que o centroavante quis permanecer em Belo Horizonte e juntamente com o alto pedido salarial do camisa 10 do Flamengo, ambas as situações fizeram com que a negociação fosse paralizada por enquanto. Entre as opções de mercado, Wellington Paulista seria uma boa pedida já que o Fla ainda economizaria 65 mil reais com a transação.

Contudo, a notícia que mais movimenta as expectativas da Nação é a possível vinda do pentacampeão Ronaldinho Gaúcho. O próprio jogador afirmou a amigos que só jogaria no Brasil pelo Flamengo. O empresário do jogador, Roberto de Assis, tenta despistar avisando que o atleta só sairá do Milan para outro clube europeu, mas não é bem assim.

Segundo informações, o jogador deve retornar ao país, mas precisamente para o Flamengo. A negociação pode ser anunciada dentro dos próximos dias. O São Paulo como sempre tenta se intrometer na negociação iniciada pelo clube carioca.

O sheik Mansour bin Zayed Al-Nahyan, dono do Manchester City também tenta estragar a negociação disposto a cobrir qualquer proposta. Além do City, o Chelsea é outra equipe inglesa interessada em Ronaldinho Gaúcho, porém, a probabilidade maior é a volta do jogador para o Brasil, vestindo o Manto Sagrado ao lado de Adriano e Cia.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

CLIENTE VIP


Caros amigos tricolores,

Estou de volta para falar um pouco sobre o Tricolor das Laranjeiras. E nada melhor do que falar sobre a vitória em cima do nosso novo freguês, o São Paulo. Estamos nos tornando um pesadelo para o hexacampeão brasileiro. Até 2007, o Fluminense passou um bom tempo sem vencer o time da capital paulista em Brasileiros.

Entretanto, desde que Somália fez de pênalti o gol da vitória no Morumbi no ano da conquista da Copa do Brasil, o Flu não sabe o que é perder para o São Paulo na maior competição nacional: são 5 jogos, com 3 vitórias e 2 empates. Vale lembrar também da classificação épica na Libertadores-08, em que Washington marcou de cabeça no último minuto. O mesmo Washington que hoje está do lado adversário, assim como Arouca e Júnior César (que não foram poupados pela torcida e foram muito vaiados).

Na partida de estréia do Brasileirão-09, o Fluminense dominou o jogo e a vitória por 1 x 0, com um belo gol do criticado Maurício logo aos dois minutos não diz o que foi a partida, principalmente no primeiro tempo, que o Flu, além do gol, teve chances com Thiago Neves e Edcarlos em um mesmo lance, em um chute de Fred, que o goleiro Bosco defendeu e a bola ainda bateu na trave e o com um gol mal anulado de Maicon.

No segundo tempo, o Fluminense controlou bem a partida, explorando os contra-ataques, enquanto o São Paulo teve uma chance com Washington, e já no final duas com Borges (uma em um completo impedimento), mas o goleiro Fernando Henrique apareceu bem e garantiu os três pontos. O jogo de ontem serviu para dar um pouco mais de moral ao time, que não vinha apresentando um bom futebol, para os duelos contra o Corinthians, de Ronaldo e Cia., pela Copa do Brasil!!!

OBS: Sou um dos maiores críticos do Fluminense, isso todo mundo já sabe. Porém, resolvi dar uma chance para alguns jogadores que ainda não mostraram que podem vestir a camisa do Tricolor. Mas paciência tem limites!!!

OBS²: No dia 11 de maio de 1919 era inaugurado o Estádio das Laranjeiras, hoje chamado de Estádio Presidente Manoel Schwartz, campo do Fluminense Futebol Clube. Foi neste simpático estádio que a Seleção Brasileira realizou sua primeira partida e também conquistou o título Sul-Americano, o primeiro da história do Brasil.

O Fluminense não joga mais partidas oficiais no Estádio das Laranjeiras, onde disputou 839 partidas, com 531 vitórias, 158 empates, 150 derrotas, 2.206 gols pró e 1049 gols contra. A última partida oficial foi disputada em 26 de fevereiro de 2003, empate de 3 a 3 contra o Americano Futebol Clube, pelo Campeonato Carioca.

domingo, 10 de maio de 2009

EMPATE SALVADOR

Thiaguinho busca o ataque observado por Marcelinho
Foto: O Globo
Torcedores do Glorioso,

Não foi mal nossa estreia contra o carrasco do Flamengo. Por ser um estreante na primeira divisão, o Santo André quer mostrar serviço, e esse fator contribui bastante para o moral de cada jogador, ainda mais se tratando de uma partida contra o Botafogo, tradicional clube do país. Por se tratar de uma partida fora de casa, também não é um resultado muito ruim. Porém, para quem tem um dirigente que prometeu título, é um resultado que vai complicar. Nunes marcou para o Santo André e Victor Simões, enfim voltou a marcar e empatou.

O primeiro tempo foi completamente dominado pelo time da casa. Marcelinho Carioca parecia aquele menino de sempre, com jogadas de efeito e muita habilidade, pelo lado direito, Cicinho dava sustos na defesa do Botafogo. A equipe alvinegra ainda sente falta do Mago Maicosuel, Túlio Souza não conseguiu repetir os lances predestinados que havia feito nas partidas anteriores.

Antes dos 15 minutos, o Ramalhão havia perdido três oportundades claras de marcar. Aos 10, Renan espalmou cabeçada de Nunes, aos 13 Ricardo Conceição encobriu Renan e quase marcou um golaço e aos 14 Marcelinho Carioca concluiu em cima do goleiro alvinegro. Ainda tentando uma reação diante do bem postado Santo André, Thiaguinho arriscou de longe e obrigou o goleiro Neneca a salvar.


No segundo tempo o fogão voltou numa postura diferente, saíram Emerson (tá na hora de esquentar um banquinho) e Thiaguinho para entrada de Gabriel e Jean Coral respectivamente. Assim o Bota abandonou o esquema 3-5-2 e adotou o 4-4-2 (prometido por Ney Franco para o restante da temporada).

Com cinco minutos a arbitragem começou a fazer a diferença, Túlio Souza invadiu a área e foi derrubado, o árbitro da federação pernambucana (tinha que ser) Wilson Souza de Mendonça não quis dar o pênalti, ou porque pretendia prejudicar o Botafogo, algo banal, ou porque é um péssimo árbitro. A sorte também jogava contra o alvinegro. Em lance de Victor Simões, a bola tocou no travessão, no poste esquerdo e não entrou.

O time do Botafogo continuou apertando, chegava pelos lados com Gabriel e pelo meio com Túlio Souza, mas não tinha a precisão suficiente para marcar. Até que aos 34 minutos Cicinho foi expulso por falta em Fahel. Assim o Bota ficou com o lado direito para poder criar, e foi deste lado que o time conseguiu marcar o primeiro. Eduardo cruzou e Victor Simões escorou para o gol. 1 a 1. Depois não havia tempo para mais nada e ficou tudo igual no Bruno José Daniel.


SANTO ANDRÉ 1X 1 BOTAFOGO

Local: Estádio: Bruno José Daniel, Santo André (SP)
Data/Hora: 10/5/2009 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilson Souza de Mendonça (PE)
Auxiliares: Luciano José Coelho Cruz (PE) e Ubirajara Ferraz Jota (PE)
Cartões amarelos: Marcel, 22' 2ºT (STA), Juninho, 29' 2ºT (BOT)
Catões vermelhos: Cicinho, 33' 2ºT (STA)
Gols: Nunes, 31' 1ºT (1-0) e Victor Simões, 39' 2ºT (1-1)

SANTO ANDRÉ: Neneca; Cicinho, Cesinha, Marcel, Gustavo Nery; Fernando, Ricardo Conceição, Pablo Escobar (Alvies, 25' 2ºT)e Marcelinho Carioca (Dirceu, 35' 2ºT); Antonio Flávio e Nunes. Técnico: Sérgio Guedes.

BOTAFOGO:Renan, Leandro Guerreiro, Juninho e Emerson (Jean Coral, intervalo); Alessandro, Fahel, Eduardo, Túlio Souza e Thiaguinho (Gabriel, intervalo); Lucas Silva (Rodrigo Dantas, 30' 12ºT) e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

DO FUNDO DO BAÚ: FLAMENGO (RJ) 2 X 1 VASCO DA GAMA (RJ): 1954

No dia 12 de fevereiro de 1955, numa sexta-feira, Flamengo e Vasco da Gama jogaram no Estádio do Maracanã em jogo que decidia o título do carioca de 1954 se o Flamengo vencesse. E não deu outra coisa,com gols de Índio e Paulinho o Flamengo ganhou e por conseguinte tornou-se bi-campeão carioca.
O artilheiro do campeonato foi Dino do Botafogo com 24 gols.

O Jogo
FLAMENGO (RJ) 2 X 1 VASCO DA GAMA (RJ)
Data: 12/02/1955
Campeonato carioca
Local: Estádio do Maracanã
Árbitro: Antonio Viug
Gols: Ademir 18, Índio 39 e Paulinho 67
FLAMENGO: Garcia; Tomires e Pavão; Servílio, Dequinha e Jordan;
Paulinho, Rubens, Índio, Benitez e Evaristo / Técnico: Fleitas Solich.
VASCO DA GAMA: Vítor Gonzalez; Paulinho de Almeida e Elias; Laerte, Mirim e
Dario; Sabará, Ademir, Vavá, Pinga e Parodi / Técnico: Flávio Costa.

O Craque Dequinha

José Mendonça dos Santos nasceu na cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte no dia 19 de março de 1928. Foi um jogador habilidoso e de técnica refinada. Um dos craques mais clássicos do futebol brasileiro. Quando jogava no Flamengo formou com Rubens uma dupla de estilistas, responsáveis pelas jogadas de gols do clube rubro negro. Dequinha tinha a missão de combater os adversários, tomar-lhes a bola e proteger seus zagueiros. Durante toda sua carreira fez isso com muita eficiência.

Começou no Atlético de Mossoró em 1945 como ponta esquerda. No ano seguinte se transferiu para o Potiguar e passou a atuar como centro médio. Ainda chegou a jogar no ABC de Natal. Em 1950 foi contratado pelo América de Recife. Rubens Moreira, presidente da Federação Pernambucana de Futebol, indicou Dequinha para o Flamengo. No clube da Gávea se consagrou como um dos grandes ídolos da história do Flamengo. Foi campeão potiguar pelo ABC em 1949 e campeão carioca em 1953/54/55. Dequinha foi uma peça fundamental na conquista do segundo tri campeonato da história do Flamengo.

Dotado de incrível resistência física, não se limitava a proteger a defesa. Depois de dominar a bola, iniciava a arrancada pelo espaço livre ou tocava de leve para um companheiro melhor colocado. Gostava de fazer lançamentos longos. Dequinha jogou na seleção brasileira entre os anos de 1954 e 1956. Disputou a Copa do Mundo de 1954 e participou de uma temporada do Brasil pela Europa nos preparativos para o mundial de 1958, na Suécia.

No Flamengo foi titular absoluto até encerrar sua carreira em 1960 quando passou seu lugar para o promissor Carlinhos, que no estilo e na técnica foi um perfeito substituto de Dequinha.

Pelo Flamengo

Nome Completo : José Mendonça dos Santos
Data de Nascimento : 19/03/1929
Local : Mossoro(RN)
Posição : meio campo
Data do 1º Jogo : 17/09/1950
Data do Ultimo Jogo : 04/09/1958
Nº Jogos : 384
N º Gols : 8


Fonte: http://www.idolosdofutebol.blogspot.om/

quinta-feira, 7 de maio de 2009

TRI, ADRIANO, FÁBIO LUCIANO E BRASILEIRÃO!

Adriano se apresenta ao Flamengo e beija o escudo do clube
Foto: Globoesporte.com



Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Nunca é tarde para comemorar convosco o penta tricampeonato conquistado diante do nosso mais novo vice: O Botafogo. Depois de um primeiro tempo espetacular com dois gols marcados pelo meio-campo Kléberson, o Alvinegro teve tudo para conquistar uma virada magnífica, mas o estigma de perdedor estava mesmo reservado para o clube de General Severiano.

No tempo normal, o goleiro Bruno já demonstrava ser o herói da final, principalmente após defender um pênalti do atacante Victor Simões no começo da segunda etapa. Entretanto, Juninho e Túlio Souza conseguiram um resultado que parecia pouco provável para o segundo tempo: o empate.

Nos pênaltis a estrela do goleiro rubro-negro brilhou novamente. Somente o Dunga não vê que o Bruno é o melhor camisa 1 do Brasil! Merece com todo mérito uma convocação para a seleção. Com relação a possível saída para o Benfica, acho pouco provável que isso aconteça. O jogador está muito bem no Flamengo e uma transferência poderia deixá-lo um pouco esquecido no cenário do futebol até conseguir se habituar no novo time e país.

O técnico Cuca enfim conquistou um título por completo (muitos afirmavam que ele era treinador de apenas turnos estaduais) e como ele mesmo explanou isso foi um alívio, um verdadeiro caminhão que foi retirado de suas costas. A baixa fica por conta do capitão Fábio Luciano que oficialmente anunciou a aposentadoria. Será uma perda muito grande. A experiência e a representação do jogador dentro de campo será difícil de ser reparada. Wellington é um jovem promissor, mas que não tem a bagagem do eterno "Sheriff". Ronaldo Angelim será o pilar de sustentação deste setor a partir de agora.

Todavia, se um deixa a Gávea outro chega. Trata-se do atacante Adriano. O Imperador se apresentou esta semana para delírio da Nação. Mais de mil pessoas compareceram a sede do clube para ver o menino da Vila Cruzeiro retornar a casa. Esse sim é um verdadeiro rubro-negro. Quem tem Adriano não precisa de Ronaldo. Com relação ao dois craques, já vejo um o maior Campeonato Brasileiro da época por vir. Ronaldo, Adriano, Fred, Kléber, Keirrison, Nilmar, Kléber Pereira, Maxi Lopez... Só aqui foram atacantes. Excelentes elencos que vão mexer com o coração dos torcedores. Favorito? Difícil apontar apenas um. Internacional, Flamengo, Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Palmeiras e Grêmio aparecem como prováveis postulantes ao caneco.

Uma coisa é certa: com a chegada do Adriano ao Flamengo, a equipe rubro-negra caso não perca jogadores importantes para a Europa e o Oriente Médio que está se tornando grande exportador de atletas será um candidato forte na briga pelo título. Resta saber se o técnico Cuca saberá lidar com toda a pressão que envolve o Brasileirão. Às vezes me pergunto porque o nosso comandante é tão pacífico. É necessário ser um pouco mais explosivo sob o comando do Mengão. É necessário ter gana e demonstrar isso aos jogadores. A paciência ao mesmo tempo que é um aliada pode prejudicar, exemplo claro foi o bravo Caio Júnior.

É bom ver o Kléberson mantendo uma regularidade. Dei muita "sapatada" nele, mas parece que o meio-campo encontrou o futebol que o levou a disputar uma Copa do Mundo e ganhá-la. O mesmo não podemos falar do Zé Roberto. Um grande jogador, porém não mostrou para que veio até agora.

Para a partida diante do Cruzeiro, na estreia do Mais Querido, no Campeonato Brasileiro, o jovem Everton continua na equipe titular. Emerson ganhou a confiança do treinador e parece ser o centroavante incondicional do clube no momento até que Adriano possa enfim reestrear. Agora a posição de segundo atacante continua uma icógnita. Muitas tentativas foram feitas: Zé Roberto, Erick Flores, e agora Everton. Nenhum deles tem me agradado. Lógico que o último a ser citado teve apenas uma chance, mas não acredito que seja o jogador mais apropriado para o momento.

Chegou a ser comentado a possivel troca entre Obina por Lúcio Flávio que está no Santos, porém a diretoria alvinegra negou que o atacante rubro-negro estivesse nos planos da equipe da Baixada Santista. O contrato do "Maestro" está próximo do fim e ao que tudo indica o Flamengo não desistiu de contar com o atleta. Um sonho distante porém não utópico seria Ronaldinho Gaúcho. Especulou-se o nome do ex-melhor do mundo, mas isso parece ser história para boi dormir. Obina ainda tem minha confiança e espero que ele reencontre o caminho do gol. Na partida diante do Fortaleza, quarta-feira passada, o xodó foi o jogador que mais levou perigo a meta do goleiro Douglas. Quando a fase não é boa fica complicado. Esperamos que isso mude.

Que o Mengão tenha um ótimo início de Brasileiro e na próxima semana, a Copa do Brasil começa pra valer. Internacional, o bicho papão da competição será o adversário. Promessa de casa cheia no Maracanã, local da primeira partida. Vamos em busca de um resultado confortável para o jogo de volta no Beira-Rio. Passando pelo Colorado, o caminho está livre para chegarmos a final e consequentemente o tricampeonato. Afinal, esse primeiro semestre está reservado para "tris".


VIDEOBLOG - DECISÃO ESTADUAL - PENTA TRICAMPEÃO

DEVER CUMPRIDO!

Amigos vascaínos,

O Vasco fez sua obrigação e goleou o Icasa por 4x1 em Juazeiro do Norte. O placar garantiu o cruzmaltino nas quartas de final da Copa do Brasil, onde enfrentará o Vitória-BA. Os gols do triunfo foram marcados por Léo Lima (2), Élton e Vilson. Leozinho descontou para os cearenses.

Após a péssima atuação da semana passada, a torcida do Vasco estava meio preocupada com o jogo. No início, o Icasa tinha mais posse de bola, mas nada de assustar. Aos 10 minutos, o Vasco chegou perto do gol em cabeçada de Léo Lima que passou por cima do gol. Nosso camisa 27 comandava as ações e aos 17, deu lindo passe para Paulo Sérgio, que entrou em diagonal e foi derrubado por Joãozinho. Pênalti e Léo Lima na bola. Goleiro para um lado, bola pro outro e 1x0 no placar.

O Icasa até tentou se engraçar, mas Tiago apareceu bem em chute de Panda. Após os 30 minutos, Pimpão teve duas chances, mas Ari defendeu ambas. No fim do primeiro tempo, o Vasco liquidou a fatura. Paulo Sérgio entrou voando pelo lado direito, rolou para trás e Élton marcou o segundo, acabando com seu longo jejum de gols. Agora só um milagre de Padre Cícero salvaria o Icasa, que precisava fazer três gols.

Logo no início da segunda etapa, Ramon cobrou escanteio na cabeça de Vilson. A bola bateu em dois jogadores antes de entrar no gol de Ari. Vascão 3x0 e festa dos cruzmaltinos de Juazeiro. A torcida começou a gritar olé e Dorival colocou Carlos Alberto em lugar de Enrico, visando que nosso craque adquirisse ritmo de jogo. Minutos depois, Mateus foi expulso e Bruno Gallo (que faz aniversário hoje) entrou no lugar de Élton.

O Icasa descontou após Tiago cometer pênalti bobo em Gilberto. Com paradinha e tudo, Leozinho fez. A torcida da casa se empolgou, mas logo recebeu um banho de água fria. Bruno Gallo foi derrubado na área e o juiz marcou mais um pênalti. Léo Lima bateu no mesmo lugar do primeiro e fechou a goleada.

Goleada essa que derruba a desconfiança após o empate em casa e nos coloca entre os oito melhores da Copa do Brasil. Agora os adversário serão mais duros, porém o Vasco contará com o retorno de alguns titulares para o duelo contra o Vitória, para que possamos continuar sonhando com o título inédito da competição.

Sds vascaínas a todos!

segunda-feira, 4 de maio de 2009

MUITO EMPENHO, POUCA PRECISÃO

Túlio Souza comemora o empate
Foto: Globoesporte.com
Torcedores do Glorioso,

Passado um dia da grande decisão do estadual, o torcedor alvinegro ainda está de cabeça cheia pelo terceiro vice em três anos. A festa é do Flamengo novamente. Não podemos baixar a cabeça para esses acontecimentos, se aguentamos até aqui, não é agora que vamos desistir. O Vasco já passou por isso, o próprio Flamengo já foi três vezes vice em três oportunidades (1922/23/24 - 1982/83/84 - 1987/88/89) e não deixaram a paixão deles acabar. É hora de se reerguer, o brasileirão vem aí e vamos mostrar ao time o quanto gostamos da atitude deles nesse carioca, inclusive na própria final, com uma reação incrível.

Queria parabenizar ao técnico Cuca pelo primeiro título de importância da sua carreira, infelizmente não foi pelo Botafogo, e também reconhecer a atitude de respeito dele para com a instituição Botafogo e seus torcedores. Enquanto todos os jogadores do Flamengo estavam comemorando o título de forma ofensiva, Cuca permaneceu respeitando o clube que já havia treinado. Exatamente por saber da índole do treinador do Flamengo, que critiquei a torcida, aqui neste blog, após os gritos de "Vice é o Cuca" na conquista da Taça Guanabara. Os comentários não foram muito amistosos, mas agora vocês devem compreender a minha posição sobre essa atitude.

O clima do jogo parecia estar favorável ao time de General Severiano apesar das mirabolantes escalações de Ney Franco que surpreendem a todo mundo, inclusive a ele. O Bota foi a campo num 3-6-1 meio "jogado". O time tinha dificuldade para fazer as jogadas com o meio campo povoado, em contrapartida evitava ataques do Flamengo. E quando estava melhor no jogo, o fogão levou a pior.

Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio, a zaga do Botafogo afastou e a bola parecia sem perigo, mas Kléberson cabeceou por cima de Renan acertando o canto oposto do goleiro alvinegro, Angelim ainda chegou para completar. Era o primeiro gol da decisão. Fla 1 a 0. Embora não constinuasse bem na partida, o Flamengo tinha as melhores oportunidades, talvez aproveitando-se do estado psicológico do Botafogo.

A sorte continuava a salvar o rubro-negro. Em falta na entrada da área, Túlio Souza cobrou direto e a bola explodiu no travessão de Bruno, que falhou no lance. Aos 38 minutos, falta na entrada da área. Kléberson cobrou, a bola desviou em Alessandro e entrou. Fla 2 a 0. No lance seguinde Victor Simões bateu forte de fora da área e a bola passou rente a trave esquerda, parecia que a bola não queria entrar em favor do Botafogo. E foi assim até o fim do primeiro tempo.

Na volta para o intervalo Ney Franco sacou Emerson e colocou Jean Carioca. Com menos de dois minutos sem Emerson em campo, o Bota conseguiu um pênalti, até nisso o zagueirão da azar, ficou a impressão de que era ele quem não deixava o glorioso andar. Victor Simões foi para a bola, Bruno deu o lado direito para ele bater, mas Simões bateu no esquerdo, exatamente aonde Bruno pulou para evitar o gol.

As esperanças já haviam acabado quando Thiaguinho arrumou uma falta próxima a área. Juninho cobrou colocado e marcou um verdadeiro golaço para descontar. A torcida do Botafogo começou a cantar o "samba da virada" e se surpreendeu quando o Bota fez o segundo apenas dois minutos depois do primeiro. Leandro Guerreiro ganhou na defesa e lançou para leve desvio de Alessandro que acabou deixando o predestinado Túlio Souza na cara do gol, ele apenas tirou de Bruno e saiu para comemorar. Nesse momento a torcida do Bota comandou o ritmo do Maracanã, os gritos que ecoavam da arquibancada era intenso.

Mesmo em maioria, os rubro-negros sentiram a reação e não cantavam mais, aliás, tem muito membro da imprensa que fica dando lição de moral na torcida do Botafogo que supostamente não comparece. A torcida do Flamengo é 8 (OITO) vezes maior que a do Botafogo, portanto, se metade da torcida não for ao jogo, ainda assim eles serão bem maiores, então é quase impossível o Bota estar com uma torcida maior independente da situação dos times, ontem, eram três flamenguistas para cada botafoguense, quando na verdade, na proporção, deveriam ser oito. Então, antes de criticar, analisem os fatos, pois vocês são os primeiros a encher a boca para falar que a torcida do Flamengo é a maior do Brasil, então, se é assim, eles devem ter mais torcida em qualquer lugar que jogarem.

A partir de então os lances de perigo não aconteceram mais. Fábio Luciano foi expulso pelo Fla, mas nada que desse vantagem ao Botafogo. E assim terminou o jogo, em 2 a 2 com uma reação histórica por parte do alvinegro. Nas penalidades, os quatro cobradores do Flamengo converteram, no Botafogo Léo Silva e Gabriel marcaram, Juninho perdeu o dele e coube a Leandro Guerreiro desperdiçar o último pênalti do estadual. Que venha o brasileiro para que a ressaca vá embora logo.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

PRA CIMA DELES, BOTAFOGO!


Torcedores do Glorioso,

O Botafogo tem pela frente o seu jogo de vida ou morte. Novamente encara o Flamengo na final do carioca, nas duas últimas oportunidades, o alvinegro amargou o vice-campeonato e desta vez tenta fazer com que tudo seja diferente. O time comandado por Ney Franco (campeão em 2007) tem um desfalque importantíssimo, o artilheiro do estadual, Maicosuel, que se machucou na primeira partida da decisão.

No treino secreto que acabou vazando para a imprensa, o treinador utilizou um esquema no 3-6-1, com apenas Victor Simões jogando isolado no ataque, embora possa surgir um elemto surpresa nesse meio campo fazendo assim uma função de segundo atacante, mudando o esquema para 3-5-2, o que vem sendo utilizado. Porém esse esquema novo não deve passar mesmo do campo de treinamento já que Reinaldo está praticamente recuperado da entorse no tornozelo e tem condições para jogar.

O que realmente preocupa é a condição de Maicosuel, seu substituto pode ser Eduardo, atuando como camisa 10 e fazendo a função que o Mago exerce. Túlio Souza, Lucas Silva e Renato também podem jogar nesse setor, porém, a decisão de Ney Franco só deve ser conhecida momentos antes de a bola rolar, assim como aconteceu no último domingo.

Todos os ingressos colocados a venda já estão esgotados, promessa de casa cheia no Maracanã para ver mais uma final emocionante. Numa renda recorde de R$1.989.415,00, para um público de 78.939. Para os supersticiosos, vale lembrar que os quatro primeiro números da renda para a partida (1989), fazem lembrar o último título que o Bota conquistou sobre o Flamengo, no carioca de 1989 com um gol salvador de Maurício.

Diferentemente do último jogo, a torcida do Botafogo parece que estará em um número relevante, em busca de ver, mais uma vez, um vice do técnico Cuca, mas desta vez com comemoração. Aliás, é exatamente em torno do técnico rubro-negro que gira a principal polêmica da final, devido aos gritos de "Vice é o Cuca" que a torcida alvinegra soltou após a conquista da Taça Guanabara. O treinador tenta provar que não é vice e o Botafogo mostrar aonde estava o erro dos dois últimos insucessos, no banco de reservas.

Para apimentar ainda mais essa decisão, o presidente do Flamengo, Márcio Braga, afastado por problemas de saúde, já cantou vitória antes do tempo. Nas duas últimas vezes que isso aconteceu no estadual foram exatamente em jogos do Flamengo:

1 - Na semifinal da Taça Rio, Roberto Horcades, presidente tricolor, disse que o rubro-negro tremia diante do Flu, acabou pagando caro, não só pelo plantel inoperante e cheio de estrelas, acabou sendo eliminado.

2 - E ainda na Taça Rio, mas já na grande decisão, Victor Simões, atacante do Botafogo, afirmou que a partida contra o Americano, válida pela Copa do Brasil, era mais difícil que o jogo diante do Flamengo, o Fla acabou vencendo por 1 a 0. Será que desta vez o feitiço vira contra o feiticeiro? Isso só os próximos 90 minutos dirão.

Para haver uma motivação a mais para o jogo, assista o vídeo abaixo.