Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

6.1 GRAUS NA ESCALA RICHTER

Juan é aclamado pelos torcedores após o gol rubro-negro
Foto: Globoesporte.com


Torcedores do Mais Querido do Brasil!

Quem falou que o Flamengo treme diante do Fluminense? Na verdade, a torcida rubro-negra tremeu o Maracanã e o lateral-esquerdo Juan causou na semifinal do Campeonato Carioca um terremoto nos tricolores de 6.1 na escala Richter.

O penta tri está mais próximo juntamente com a hegemonia do Campeonato Carioca. Que venha o freguês Botafogo. Muita coisa está em jogo nesta final. Caso o Alvinegro conquiste a vitória, o Estadual acaba por aqui. Caso contrário, o Rubro-Negro leva a decisão para duas partidas e aí, o time de General Severiano pode se tornar o "tri-vice" diante do Flamengo e ficar calado com relação a discutida falta de sorte do técnico Cuca sob o comando de uma equipe em finais.

O Fla-Flu foi o melhor jogo do ano. Digno de um clássico do futebol carioca, digno do campeonato mais charmoso do Brasil. Uma partida eletrizante do começo ao fim.

Como havia dito horas antes da bola rolar, Kléberson foi a grande novidade do técnico Cuca e Wellington Monteiro iria compor o meio-campo ao lado do bravo Jaílton, Conca e Thiago Neves. Entretanto, o problema não estava neste setor na equipe das Laranjeiras. A mina de ouro estava localizada no setor esquerdo de ataque do Flamengo. O jovem Mariano não foi páreo para as investidas do Flamengo por ali, principalmente encontrando o lateral Juan em tarde inspiradíssima.

Léo Moura que retornou a lateral-direita devido a contusão de Everton Silva, foi importante para abrir as jogadas e acionar os meias que chegavam com perigo a meta do goleiro Fernando Henrique. Falando no camisa 1 tricolor, o jogador foi a figura do jogo. O Flamengo venceu após uma falha pitoresca do arqueiro, mas se não fosse ele, a humilhação poderia ser maior.

Desde o primeiro minuto de jogo, a disposição era uma marca do Flamengo. Zé Roberto e Josiel, os dois atacantes, pressionaram o tempo todo a saída de bola do Fluminense. Durante a partida, o Fluzão teve apenas duas boas chances de chegar ao gol: em uma cabeçada do zagueiro Luiz Alberto e em uma cobrança de falta de Thiago Neves que carimbou a trave.

De tanto explorar o lado esquerdo, Juan, aos 31 minutos da primeira etapa, recebeu o passe e arriscou o chute de longe. A bola antes de chegar a meta tocou no gramado e o goleiro Fernando Henrique demorou a se deslocar, portanto, ambos os fatores favoreceram ao gol rubro-negro. 1 a 0.

Alguns minutos depois, Luiz Alberto falhou feio, Léo Moura invadiu a área e chutou, Fernando Henrique salvou parcialmente, o lateral-direito rolou a bola para Josiel e o atacante com o gol aberto deu um chute despretencioso que carimbou o zagueiro Edcarlos que estava embaixo do travessão. Por sorte a oportunidade não fez diferença.

No segundo tempo, o retranqueiro Parreira sacou o inoperante Wellington Monteiro para a entrada de Marquinho, deslocando Jailton para o lado direito auxiliando o jovem Mariano.

Mas nada parava o Flamengo. Na etapa complementar, a equipe comandada por Cuca, que teve o seu irmão a beira do gramado comandando a equipe, já que o treinador "titular" está suspenso pelo TJD, teve tranquilidade para administrar a partida e brincar em diversos momentos em que a chance era clara para liquidar o jogo.

Parreira ainda teve tempo para ser expulso e aguentar as gozações da maior torcida do Brasil que alertou: "Parreira, seu time é de terceira!"


FLAMENGO 1 X 0 FLUMINENSE

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 12/4/2009 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Marco Aurélio dos Santos Pessanha (RJ)
Renda/público: R$ 1.245.363,00 /68.613 pagantes e 72.030 presentes
Cartões amarelos: Willians, Juan (FLA); Fred, Everton Santos, Mariano, Wellington Monteiro, Leandro, Jaílton (FLU)

FLAMENGO: Diego (7.5), Aírton (7.0) (Welinton - 6.0), Fábio Luciano (7.5), Ronaldo Angelim (7.0); Léo Moura (7.0), Willians (6.5), Ibson (6.5), Kleberson (6.0) e Juan (8.0); Josiel (6.0) (Emerson - 6.5) e Zé Roberto (7.0) (Éverton - 6.0). Técnico: Cuca (7.5).

FLUMINENSE: Fernando Henrique, Mariano (Alan), Luiz Alberto, Edcarlos e Leandro; Jailton, Wellington Monteiro (Marquinho), Conca e Thiago Neves; Everton Santos (Maicon) e Fred. Técnico: Parreira.


VIDEOBLOG - GOL DO LATERAL JUAN

2 comentários:

Evy disse...

É...
O flamengo apenas provou para o flor que na hora de decidir, ele é movido por raça, amor e paixão!
Vai TRIcampeão. E em cima do bosta de novo...rs

Gustavo Neves disse...

Será lindo chutar a cachorrada três vezes seguidas e levantar o caneco, AVANTE MENGÃO!

SRN!