Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

ENTRA ANO E SAI ANO E...

Adriano tem pressa para repor a bola
Foto: Vipcomm

Torcedores do Mais Querido do Brasil!

...O Flamengo novamente tropeça nos seus próprios erros jogando em casa. Em uma partida que era vista como chave para as pretensões da equipe no Campeonato Brasileiro, o time comandado pelo técnico Cuca foi derrotado pelo Palmeiras por 2 a 1. O time Rubro-Negro ainda terá duas outras partidas na sequência da cometição jogando no Maracanã diante do Botafogo e Barueri.

Com o resultado, o Flamengo estaciona nos 15 pontos e na oitava colocação podendo ser ultrapassado pelo Corinthians, que enfrenta o Sport, hoje à noite, no Pacaembu. A zona de classificação para a Libertadores e o título se distancia.

Após o jogo o técnico Cuca disse: "Tem que erguer a cabeça. Campeonato é difícil, complicado e temos de buscar esses pontos fora. Temos uma equipe boa. Não podemos jogar fora todo este trabalho por causa de um primeiro tempo ruim."

Justamente este primeiro tempo. Sem espírito aguerrido e brigador tipicamente do jeito que a torcida gosta, o Flamengo foi dominado pelo Palmeiras que soube aproveitar duas falhas e anotar dois gols. Em um lance cômico, Willians recuou a bola para o "boneco do posto" Welliton, errado até no nome, que ao invés de dar um bicão pela linha lateral, tentou dominar sendo pressionado pelo atacante Ortigoza. Os dois se enrolaram e caíram, a defesa do Flamengo parou e Diego Souza aproveitou para tocar no canto direito do goleiro Bruno. 1 a 0.

Comparando este ano ao de 2008 veja o que Caio Júnior disse um dia antes da vexatória partida diante do Atlético-MG (3 a 0 para os visitantes), no Maracanã: " O torcedor precisa incentivar nos erros, na hora em que o jogador não acerta o passe. Não adianta vaiar porque se perdermos agora, só ano que vem. A torcida tem que pressionar o adversário, o árbitro".

A torcida já encara esses discursos há anos e nada muda. Com um futebol despretencioso parecendo querer derrubar o treinador, o Flamengo estava entregue em campo. Em uma falha do pentacampeão Kleberson que caiu no gramado, o Alviverde puxou contra-ataque e após cruzamento de Cleiton Xavier, Ortigoza que substituia o atacante Obina marcou o segundo do jogo. 2 a 0.

Os torcedores presentes na noite fria do Rio de Janeiro não perdoaram no fim do primeiro tempo e vaiaram a equipe.

Na volta do intervalo, o Flamengo parecia disposto a reverter o panorama, mas a falta de competência era visível. O primeiro chute a gol da equipe só aconteceu aos três minutos da segunda etapa com o bravo Everton.

O Rubro-Negro ainda conseguiu um pênalti de Danilo em Adriano. O Imperador cobrou bem e diminuiu aos 27 minutos. 2 a 1. A torcida mudou o tom nas arquibancadas e acreditava em uma reação, porém não era aquele Flamengo atuando no Maracanã. Passes errados, displicência, falta de atitude e uma zaga atorduada. Ronaldo Angelim não é o mesmo sem o fiel escudeiro Fábio Luciano; Welliton é simplesmente um figurante: prata-da-casa que a cada dia demonstra menos ter começado no clube tamanha a falta de intimidade como o esporte; e Fabrício, machucado, sequer entrou em campo.

O time ainda teve um gol anulado e Maxi, aquele argentino que andava esquecido na Gávea entrou para tentar incendiar o jogo, mas ele mesmo desperdiçou chance incrível nos minutos finais. Placar final: 2 a 1 para o Palmeiras.

Enquanto a diretoria culpa a arbitragem de Leandro Vuaden, eu os culpo pela falta de planejamento e organzação. Se bem que o pensamento de boa parte deles está na eleição do final do ano. Hexacampeonato ou vaga na Libertadores? Falta muito para esta equipe. Qualquer resultado positivo em casa ou um simples empate fora é motivo para reatarmos as esperanças, mas só.

E o pior é ver que o meio-campo Ibson acerta com o Spartak Moscou por 5 milhões de euros, valor semelhante ao o que a diretoria havia proposto ao Porto. Pior ainda é ver o técnico Cuca pedindo agilidade na contratação do zagueiro Gum, da Ponte Preta. Como se o cara fosse ser o salvador do setor defensivo da equipe. E o mais incrível é observar o Marcelinho Paraíba se destacando no Coritiba. Coisas do futebol...

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 1 x 2 PALMEIRAS


Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15/07/2009 (quarta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Renda: R$ 411.567,00
Público: 25.357 pessoas
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Altemir Hausmann (Fifa-RS)
Cartões amarelos: Everton, Zé Roberto, Wellinton e Willians (Flamengo); Danilo e Pierre (Palmeiras)

FLAMENGO: Bruno (6.0); Everton Silva (5.0) (Fierro - 4.5), Wellinton (3.0), Ronaldo Angelim (4.0) e Éverton (4.0); Willians (4.0), Leonardo Moura (3.5) (Maxi - 4.0), Kléberson (4.0) e Zé Roberto (4.5); Emerson (5.5) e Adriano (5.5)
Técnico: Cuca (estagiário a la Caio Jr.) - 4.5

PALMEIRAS: Marcos; Wendel, Maurício Ramos, Danilo e Armero; Pierre, Edmilson (Sandro Silva), Cleiton Xavier e Deyvid Sacconi (Fabinho Capixaba); Diego Souza e Ortigoza (Marcão)
Técnico: Jorginho (interino)


Um comentário:

Gustavo Neves disse...

Nota 3 pro Wellinton?? Vc deve ser amigo ou familiar dele...