Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

NA GARRA!

Matéria de Vitor Costa

Foi sofrido, mas o Duque de Caxias conseguiu sair do estádio Giulite Coutinho com um ponto. Apesar de ter sido muito inferior ao adversário, o Tricolor da Baixada achou um gol no final do jogo graças à uma infelicidade do zagueiro do Guarani e saiu com um empate de 1 a 1. Agora, o Duque soma 14 pontos em 11 jogos no Campeonato Brasileiro da Série B.

O gramado foi alvo de muitas reclamações. Os técnicos das duas equipes reclamaram do estádio Giulite Coutinho.

Antes de começar o jogo, os jogadores do tricolor se reuniram no vestiário e fizeram a famosa "corrente", comandada pelo técnico Rodney Gonçalves e pelo goleiro Vinícius. Segundo Rodney Gonçalves, essa energia positiva encontrada no vestiário seria fundamental para uma possível vitória. Porém, parece que não surtiu muito efeito. A equipe entrou apática em campo no 1º tempo, que teve domínio total da equipe do interior paulista.

Os primeiros minutos de jogo foram todos da equipe do Guarani. O primeiro ataque real do Duque de Caxias surgiu aos 10 minutos, quando Edivaldo arriscou de longe. A bola desviou na zaga do Guarani e enganou o goleiro Douglas, que fez uma excelente defesa com os pés. E foi o único ataque do Duque de Caxias que levou perigo no primeiro tempo.

Muitos passes errados caracterizaram o jogo, principalmente pelo lado caxiense. Em um desses, aos 31, Leandro Chaves saiu jogando errado, Maranhão desceu pela direita e cruzou para Adriano Gabiru, na marca do pênalti, chutar fraco para a defesa de Vinícius. Minutos depois, aos 33, Caíque recebeu pela ponta esquerda e cruzou. O zagueiro Santiago, que marcava Nei Paraíba, caiu e ficou reclamando de falta. O atacante completou de cabeça para o gol e abriu o placar para o time campineiro: Guarani 1x0.

Um minuto depois, um lance que mostrou o que foi o futebol do Duque de Caxias no primeiro tempo. Oziel fez excelente jogada pela direita e passou por dois jogadores. Mas, ao invés de tocar para algum companheiro livre, preferiu chutar de perna esquerda, e jogou a bola fora do estádio.

O Duque de Caxias ainda teve mais uma chance no primeiro tempo. Leandro Chaves lançou para Geovani que completou para o gol. Porém, o meia estava impedido e o gol foi anulado. E ficou assim o primeiro tempo: 1 a 0 para o Guarani.

No segundo tempo, nenhuma alteração nem nas equipes nem no jogo. O Guarani continuava com maior posse de bola e o Duque de Caxias até chegava, mas pecava nas finalizações. Vendo isso, o técnico Rodney Gonçalves tirou Léo Oliveira e Geovani para a entrada de Leandro Cruz e Juninho.

O Guarani recuou e com isso o Duque de Caxias criava melhores chances. Paulo Rodrigues, aos 15, e Juninho, aos 19, tiveram boas chances de dentro da área, mas ambos chutaram para fora, com perigo.

Porém, o técnico Oswaldo Alvarez trocou os meias de ligação do Bugre, colocando sangue novo em campo, e isso modificou a tônica do jogo. Contra-ataques não faltaram e o Guarani perdeu um número incrível de chances. Aos 25, Andrezinho recebeu sozinho no lado esquerdo de ataque, nas costas do Oziel, e cruzou para Gláuber, também livre de marcação e dentro da pequena área completar de cabeça, mas o meia acabou errando o alvo e mandando pra fora.

Um minuto depois, mais uma chance incrível. Maranhão recebeu dentro da área, passou por três jogadores mas chutou muito longe do gol. Era a chance de matar o jogo e que levou o técnico Vadão ao desespero.

Aos 34, Santiago fez falta dura e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o cartão vermelho. Com isso, o zagueiro desfalcará a equipe do Duque de Caxias por dois jogos (um pelo terceiro cartão amarelo que havia recebido e outra pelo cartão vermelho), além de um possível julgamento no STJD. Na saída, o jogador ainda discutiu com o lateral-esquerdo Paulo Rodrigues.

O Guarani era muito perigoso nos contra-ataques, e em um deles o Guarani perdeu mais uma chance de fazer o segundo gol. Nunes recebeu um excelente passe de Andrezinho e, frente a frente com o goleiro e dentro da área, conseguiu mandar pra fora. Sorte do Duque de Caxias.

E já diria o velho ditado: "quem não faz, leva". E foi o que aconteceu. Aos 44, Oziel tentou mais um cruzamento e a bola sobrou pra Thiago Santos, no segundo poste. O atacante tentou passar de cabeça para Edivaldo, entretanto a bola desviou no zagueiro Maranhão, do Guarani, e enganou o goleiro Douglas. Foi o empate do Duque de Caxias. Placar final: Duque 1 x 1 Guarani.


Local: Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita (RJ)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Cartões amarelos (DC): Santiago, Leandro Chaves, Mancuso, Gustavo e Juninho.
Cartões amarelos (Guarani): Gláuber e Nei Paraíba
Cartões vermelhos: Santiago (Duque de Caxias - 2º cartão amarelo)
Público: 483 pagantes

Duque de Caxias FC
Vinícius; Oziel, Gustavo, Santiago e Paulo Rodrigues; Léo Oliveira (Juninho), Mancuso, Leandro Chaves, Clayton (Thiago Santos) e Geovani (Leandro Cruz); Edivaldo. Técnico: Rodney Gonçalves.

Guarani FC
Douglas; Maranhão, Bruno Aguiar, Márcio Alemão e Andrezinho; Cléber Goiano, Gláuber, Walter Minhoca (Nunes) e Adriano Gabiru (Dairo); Caíque (Fabinho Souza) e Nei Paraíba. Técnico: Oswaldo Alvarez, o Vadão.

Fonte: www.souduque.com.br


VIDEOBLOG - CAXIAS 1X1 GUARANI

Um comentário:

AF STURT disse...

E lamentavel a queda de redimento da equipe do Duque.No incio estava no G-4,agora está ameaçada de cair.Será que o clube é um cavalo paraguai ou ainda tem chances de ser bem sucedido?