Campeonato Brasileiro
[23/10 e 24/10] .::. Atlético-PR x Fluminense / Botafogo x Vitória / Vasco x Flamengo .::.

quinta-feira, 29 de abril de 2010

AGORA É NO CALDEIRÃO!

Grupo terá que reverter situação complica agora na Colina Histórica

Por Diego Louzada (Blog Sou-Vascaíno)

Pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa do Brasil, o Vasco foi derrotado pelo Vitória em Salvador por 2x0. Agora o time de São Januário precisa vencer no Rio por três gols de diferença para se classificar para as semifinais. Os gols do time baiano, um em cada tempo, foram originados de perdas de bola infantis de jogadores cruzmaltinos.

Sinceramente não acho que o Vasco jogou mal. Em vista de jogos recentes, até que foi bem menos pior e o time até criou muitas chances de gol. Tudo bem que todas foram com Carlos Alberto, mas ao menos foi acima do nada de outras partidas. Até mesmo na marcação, apesar dos dois gols, o time roubou muitas bolas, tendo aproveitamento de 84% nos desarmes. Em momento algum, o Vitória conseguiu colocar a esperada pressão que faz em seus adversários no Barradão.

Então como entender a derrota por 2x0, que remete a alguma superioridade do rubro-negro baiano? Vamos lá a explicação do inexplicável:
O jogo começou com muitas faltas e chances de gol de ambos os times. Enquanto o Vitória mandou uma bola na trave aos 13, Carlos Alberto cabeceou tirando tinta da trave minutos depois. Aos 32, Élton também teve boa chance. Porém, aos 39, a primeira babaquice.

Elder Granja e Rafael Carioca ficaram trocando passes perto da área e perderam a bola. No cruzamento, Uelliton cabeceou para milagre de Fernando Prass, que nada pôde fazer no rebote, onde Renato abriu o placar. Vitória 1x0.

O segundo tempo começou como o primeiro. Faltas e chances de ambos os lados. Após os 9 minutos, o Vasco cresceu e passou a dominar. Primeiro com uma bola na trave em cabeçada de Carlos Alberto e depois em jogadas pela direita do ataque, com Granja e Coutinho. Viáfara, surpreendentemente, se mostrou seguro ao segurar nosso ataque.

A torcida vascaína se inflamava e os rubro-negros já davam sinal de impaciência com o gol de empate que se anunciava. Depois dos 30, com as alterações, o Vasco diminuiu de ritmo. E aos 39, após nova perda de bola babaca, dessa vez na esquerda, Neto Berola recebeu na área e seu chute fraco, desviou em Martinelli, traindo Fernando Prass. Vitória 2x0. No fim, o Vasco ainda teve mais uma chance e Viáfara novamente salvou.

O resultado acabou não refletindo a verdade do jogo, mas injusto apenas quando há erros de arbitragem e ontem não foi o caso. A infantilidade de alguns colocou a classificação muito em risco e quarta que vem teremos que ser heróicos em São Januário.

Como agravante teremos o fato do Vitória estar com o time mais completo e provavelmente campeão baiano. Mas conseguir viradas heróicas é ou não a cara do Vasco?

Força Gigante!

O Vasco atuou com: Fernando Prass; Elder Granja, Thiago Martinelli, Titi e Ramon; Nilton, Rafael Carioca, Léo Gago (Magno - 42'/2ºT) e Carlos Alberto; Philippe Coutinho (Robinho - 26'/2ºT) e Elton (Dodô - 37'/2ºT).

Saudações vascaínas a todos!


2 comentários:

Patrick Araújo disse...

ACORDA DINAMITE.
VC SO ESTA SE QUEIMANDO MEU BROTHER, NÃO QUEREMOS O SEU MAU, NÃO PERCA ESSE CRÉDITO QUE VC TEM COM A TORCIDA.
PRECISAMOS DE MUDANÇA E A ÚNICA PESSOA QUE PODE FAZER ISSO É VC.

ABRA SEUS OLHOS ANTES QUE SEJA TARDE!!!!

ACORDA VASCO.

Renan de Moura disse...

O Roberto Dinamite sabia do risco que poderia correr ao comandar o Vasco. É por isso que o Zico não quer se envolver na política do Fla...